Molly Bloom

Teatro
Festival Almada
Festival Almada

A Time Out diz

Em 1999, Viviane De Muynck e Jan Lauwers começaram a trabalhar sobre a obra de James Joyce, embora o seu neto, Stephen J. Joyce, tenha explicitamente proibido a sua utilização. Agora, com o legado de Joyce no domínio público, Molly Bloom dá vida ao monólogo interior da mulher de Leopold Bloom. Símbolo da feminilidade, os seus pensamentos e o seu sentido de humor sobre os homens da sua vida, sobre a sua situação nesse momento, sobre as suas recordações, sobre a sua alegria de viver, são uma lição sobre como abordar a perda e o sofrimento.

Detalhes

Também poderá gostar
    Best selling Time Out Offers