Morte de um Caixeiro Viajante

Teatro
A Morte do Caixeiro Viajante
Teatro Nacional D. Maria II A Morte do Caixeiro Viajante, de Arthur Miller, com encenação de Jorge Silva Melo

A Time Out diz

Nos Estados Unidos dos anos 40, Willy Loman quer dar o mundo aos seus filhos. Mas, depois de 34 anos a trabalhar como caixeiro viajante, vê os seus sonhos desvanecerem-se. Uma tragédia moderna do cidadão comum, que encontra na impotência do fracasso a derradeira violência. Escrita no pós-guerra, Morte de um Caixeiro Viajante – que sobressaltou o mundo na sua estreia, na Broadway, em 1949 – não só é um requiem pelo capitalismo, como um dos retratos mais magoados do sonho americano.

Detalhes

Também poderá gostar
    Best selling Time Out Offers