A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Pratos para que vos quero
© Pedro Gil e Marta Terra SilvaPrato de João Carqueijeiro integra a exposição 'Pratos para que vos quero'

Três exposições para ver na Cooperativa Árvore até ao final do mês

Até 31 de Outubro, pode ver obras da colecção do escritor Mário Cláudio, peças em cerâmica da francesa Louise Frydman e uma exposição colectiva de pratos. Tudo sem pagar um tostão.

Escrito por
Maria Monteiro
Publicidade

Com mais de 50 anos de actividade, a Cooperativa Árvore é um pólo central de formação, produção e divulgação de arte e cultura no Porto, com particular enfoque nas artes plásticas. Fundada por um grupo de artistas constituído pelo escultor José Rodrigues, primeiro presidente da cooperativa, o arquitecto José Pulido Valente, o pintor Armando Alves e o escultor e pintor Ângelo de Sousa, a Árvore é, ainda hoje, ponto de encontro de artistas e intelectuais da cidade e do país. Na verdade, é uma casa aberta a todos os que tenham interesse e curiosidade em fazer ou ver arte e tem um programa regular de oficinas e cursos livres de pintura, cerâmica, desenho ou gravura, residências artísticas, conferências, edições gráficas e, claro, exposições. Até 31 de Outubro há três para ver de uma assentada: a colecção privada do escritor Mário Cláudio, as peças em cerâmica da artista francesa Louise Frydman e uma exposição colectiva de pratos. O melhor é que não tem de escolher, já que a entrada é livre. 

Recomendado: Exposições a não perder no Porto

Mais arte no Porto

  • Arte

A cena artística e cultural apresenta-se tão vibrante e diversa como sempre a conhecemos, apesar dos cuidados redobrados para se adaptar às circunstâncias actuais. Em tempos particularmente desafiantes, os museus e galerias do Porto apostam numa programação forte e multidisciplinar que promete atrair todo o tipo de públicos. De figuras emblemáticas da arquitectura e fotografia, a nomes relevantes da pintura portuguesa, passando por artistas contemporâneos cuja prática artística tem uma forte componente de investigação, é só escolher. Não há desculpa para não se aculturar – até porque pode entrar em boa parte destas exposições sem gastar um cêntimo.

Recomendado: Os melhores museus no Porto

  • Arte
  • Arte urbana

Houve um tempo em que a arte urbana era perseguida e eliminada impiedosamente, como se de uma praga se tratasse. Mas, se a efemeridade é uma das suas maiores características, a sua presença deve ser impulsionada e protegida – afinal, é ela que torna as cidades mais vivas, coloridas e dinâmicas. No Porto, este tipo de arte vem ganhando terreno nos últimos anos graças a alguma iniciativa municipal, mas sobretudo à resistência e determinação de artistas que trabalham continuamente para embelezar os quatro cantos da cidade. Seja em paredes de edifícios devolutos ou disponibilizadas para o efeito, há obras imperdíveis de nomes consagrados como Mr.Dheo, Hazul, Vhils ou Daniel Eime. Preparámos-lhe um guia da melhor arte urbana do Porto para que desfrute de um passeio diferente. Não se esqueça do telemóvel, pois há muitas paredes fotogénicas à sua espera.

Recomendado: As novas intervenções de arte urbana no Porto

Publicidade
  • Coisas para fazer

Está a precisar de sair de casa durante umas horas e espairecer? Então preste atenção a esta lista, com as melhores coisas para fazer no Porto esta semana. Quer seja antes ou depois do trabalho, durante a semana ou nos dias de descanso, há concertos, exposições e performances em vários locais da cidade. Escolha a programação ao seu gosto e não se esqueça da máscara. Para aproveitar bem o dia, experimente um destes sítios para comer cozido à portuguesa no Porto. Ou, se a cozinha tradicional portuguesa não for a sua praia, aposte num dos melhores restaurantes do mundo da cidade.

Recomendado: Coisas para fazer com os miúdos no Porto

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade