A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
'Cadernos A e B: Prelúdio e Fuga' de Jorge Feijão
© António Alves'Cadernos A e B: Prelúdio e Fuga' de Jorge Feijão

Três exposições para ver no Museu da Cidade

Surgiu quando o mundo se fechava em casa, mas permanece activo na programação. Eis três exposições para ver no Museu da Cidade.

Escrito por
Maria Monteiro
Publicidade

É um museu sem telhado nem paredes que vai da Pasteleira à Bonjóia, constituído por uma rede de 16 espaços da cidade. O Museu da Cidade foi apresentado publicamente em Fevereiro, altura em que anunciou uma programação variada para os dois meses seguintes, mas foi forçado a suspender a actividade devido à pandemia. Nos últimos tempos, tem funcionado a meio gás, com planos e eventos adiados, mas mantém uma sólida oferta expositiva que poderá ter passado despercebida aos mais distraídos. Enquanto aguardamos novidades sobre espaços que estão a ser reestruturados ou renovados para abrir futuramente, como a Extensão do Douro e o Reservatório da Pasteleira – previstos para Dezembro e Março, respectivamente –, recomendamos-lhe três exposições para ver em três pólos do Museu. Se não for suficiente, pode sempre espreitar outras exposições a não perder no Porto.

Recomendado: Os melhores museus no Porto

Três exposições para ver no Museu da Cidade:

  • Museus
  • História
  • Miragaia

A 24 de Agosto de 1820, a Revolução Liberal fez constituir a Junta Provisional do Governo Supremo do Reino, abrindo caminho à criação de um regime constitucional em Portugal. Esta exposição integra as comemorações dos 200 anos do movimento que se espalhou ao resto do país e culminou no fim do absolutismo. Os visitantes podem conhecer ao pormenor o primeiro ano deste processo, nomeadamente o levantamento militar e o regresso da família real do Brasil. A curadoria é do historiador José Manuel Lopes Cordeiro.

Casa do Infante e Gabinete do Tempo. Até 10 Jan. Ter-Sex 09.30-17.30. Sáb-Dom 09.30-13.00. Grátis.

  • Atracções
  • Bibliotecas, arquivos e fundações
  • Bonfim

A antiga sala de exposições temporárias da Biblioteca Pública Municipal do Porto chama-se, agora, Gabinete do Som, e é uma extensão da Biblioteca Sonora que integra o Museu da Cidade. A sua segunda vida é uma incursão “pelos segredos do mundo subterrâneo e as diversas formas de afloração à superfície”, explorando a circularidade que existe entre a natureza e o conhecimento através de livros, páginas de livros, imagens e sons reminiscentes do mundo natural.

Gabinete do Som, na Biblioteca Pública Municipal do Porto. Até 26 Dez. Ter-Sex 09.30-17.30. Sáb-Dom 09.30-13.00. Grátis.

Publicidade
  • Museus
  • História

Para o artista plástico Jorge Feijão, desenhar é prática e temática. Exemplo disso é a quantidade de desenhos de pequeno formato que reflectem a velocidade e a ponderação da mão e do pensamento, quase como se obedecessem a um ritmo musical. As suas obras aludem a imagens de coisas, figuras e seres entre a luz e a escuridão e entre o esquisso e o acabado.

Casa Guerra Junqueiro/ Gabinete do Desenho. Até 24 Jan. Ter-Sex 09.30-17.30. Sáb-Dom 09.30-13.00. Grátis.

Mais arte no Porto:

  • Arte

A cena artística e cultural apresenta-se tão vibrante e diversa como sempre a conhecemos, apesar dos cuidados redobrados para se adaptar às circunstâncias actuais. Em tempos particularmente desafiantes, os museus e galerias do Porto apostam numa programação forte e multidisciplinar que promete atrair todo o tipo de públicos. De figuras emblemáticas da arquitectura e fotografia, a nomes relevantes da pintura portuguesa, passando por artistas contemporâneos cuja prática artística tem uma forte componente de investigação, é só escolher. Não há desculpa para não se aculturar – até porque pode entrar em boa parte destas exposições sem gastar um cêntimo.

Recomendado: Os melhores museus no Porto

  • Arte
  • Arte urbana

Houve um tempo em que a arte urbana era perseguida e eliminada impiedosamente, como se de uma praga se tratasse. Mas, se a efemeridade é uma das suas maiores características, a sua presença deve ser impulsionada e protegida – afinal, é ela que torna as cidades mais vivas, coloridas e dinâmicas. No Porto, este tipo de arte vem ganhando terreno nos últimos anos graças a alguma iniciativa municipal, mas sobretudo à resistência e determinação de artistas que trabalham continuamente para embelezar os quatro cantos da cidade. Seja em paredes de edifícios devolutos ou disponibilizadas para o efeito, há obras imperdíveis de nomes consagrados como Mr.Dheo, Hazul, Vhils ou Daniel Eime. Preparámos-lhe um guia da melhor arte urbana do Porto para que desfrute de um passeio diferente. Não se esqueça do telemóvel, pois há muitas paredes fotogénicas à sua espera.

Recomendado: As novas intervenções de arte urbana no Porto

Publicidade
  • Coisas para fazer

Está a precisar de sair de casa durante umas horas e espairecer? Então preste atenção a esta lista, com as melhores coisas para fazer no Porto esta semana. Quer seja antes ou depois do trabalho, durante a semana ou nos dias de descanso, há concertos, exposições e performances em vários locais da cidade. Escolha a programação ao seu gosto e não se esqueça da máscara. Para aproveitar bem o dia, experimente um destes sítios para comer cozido à portuguesa no Porto. Ou, se a cozinha tradicional portuguesa não for a sua praia, aposte num dos melhores restaurantes do mundo da cidade.

Recomendado: Coisas para fazer com os miúdos no Porto

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade