Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As novas obras de arte urbana em Lisboa
A Rua é Sua - Arroios
Gabriell Vieira A Rua é Sua - Arroios

As novas obras de arte urbana em Lisboa

Os artistas de arte urbana têm saído à rua para, legalmente, darem novas cores à cidade.

Por Francisca Dias Real
Publicidade

São muitos os artistas urbanos que têm encontrado na cidade de Lisboa as telas perfeitas para exprimir a sua arte. Uma arte cada vez mais apoiada não só pela Câmara Municipal de Lisboa (através da Galeria de Arte Urbana) e juntas de freguesia, mas também por vários negócios locais. A cidade ganha todos os meses novas e grandes peças de arte urbana, graças aos muitos os talentos que saem à rua para dar novas cores à cidade, tendo por base os mais variados temas. Seguimos o cheiro da tinta e propomos um roteiro fresquinho para descobrir com as novas obras de arte urbana em Lisboa.

Recomendado: Monumentos portugueses que fazem justiça pela própria arte

As novas obras de arte urbana em Lisboa

A Rua é Sua - Arroios
A Rua é Sua - Arroios
Gabriell Vieira

A Rua é Sua do Colectivo Artístico Boa Hora Estúdio

Foram várias semanas de rodopio de baldes e tintas em torno do Mercado de Arroios. As cores tomaram conta do chão e os desenhos do Colectivo Artístico Boa Hora Estúdio revelaram-se à população que todos os dias ali passa. Onde antes estavam carros estacionados, agora circulam pessoas e instalam-se esplanadas. Era essa mesmo a intenção do projecto A Rua é Sua, lançado pela Junta de Freguesia de Arroios em articulação com a Câmara de Lisboa e Galeria de Arte Urbana: reduzir a velocidade da circulação automóvel e o estacionamento desregrado e criar as condições de agradabilidade e segurança necessárias para as pessoas se apropriarem do espaço público, de o tornarem seu. 

apeadeiro de Marvila
apeadeiro de Marvila
© Bruno Cunha| CML | DMC | 2021

Apeadeiro de Marvila de LS

Depois de obras de requalificação promovidas pela Infraestruturas de Portugal, o Apeadeiro de Marvila está de cara lavada, foi intervencionado pelos artistas LS e Styler (pode ver a obra aqui). Nesta intervenção mais recente, LS acabou por pintar rostos do bairro de Marvila neste abrigo do Apeadeiro, tendo o artista representado várias etnias para uma obra inclusiva que fosse o espelho do bairro.

Publicidade
Mariana Duarte Santos
Mariana Duarte Santos
© Bruno Cunha | CML | DMC | 2021

Mural em Arroios de Mariana Duarte Santos

Numa empena lateral à igreja, na Rua Nova do Desterro, há uma nova obra de arte urbana sob a chancela da Galeria de Arte Urbana (GAU), da Câmara Municipal de Lisboa, e em parceria com a Junta de Freguesia de Arroios. Mariana Duarte Santos, habituada a trabalhar com pintura a óleo, desenho, gravura e mais recentemente pintura de mural, é quem assina a obra que tem como base o trabalho do fotógrafo Artur Pastor, um dos grandes nomes da fotografia portuguesa do século XX. A fotografia de Artur Pastor que serviu de inspiração à artista está no Arquivo Municipal de Lisboa – que integra no seu acervo desde 2011 o fundo deste fotógrafo – e retrata um merceeiro de uma loja tradicional que existiu em tempos nesta zona da freguesia, na década de 50.

Lisboa Menina e Moça - Alvalade
Lisboa Menina e Moça - Alvalade
Junta de Freguesia de Alvalade

Lisboa Menina e Moça de Mário Belém

A fachada da biblioteca Manoel Chaves Caminha, na Avenida Rio de Janeiro, está mais colorida e florida, graças à mais recente encomenda da Junta de Freguesia de Alvalade que decidiu dedicar ao fadista Carlos do Carmo, que morreu a 1 de Janeiro, uma obra de arte urbana, a Lisboa Menina e Moça – como o fado que desde a morte de Carlos do Carmo passou a ser a canção de Lisboa. O mural é da autoria do artista Mário Belém, que não quis cair no chavão óbvio da varina e substituiu a figura por uma menina e moça sentada numa pilha de livros. A imagem é complementada com outros elementos alusivos à cidade como um vinil de Carlos do Carmo, um manjerico, o Santo António, monumentos, eléctricos e até um corvo. A obra demorou seis dias a ser finalizada e entra para o roteiro de arte urbana da Junta de Freguesia de Alvalade como a 17.ª obra do bairro. Essa rota pode ser consultada aqui.

Publicidade
D*Face
D*Face
Mariana Valle Lima

It’s all in the eyes de D*Face

Dean Stockton é um dos grandes, mas talvez as campainhas só comecem a soar se lhe chamarmos D*Face, um dos maiores nomes da arte urbana a nível mundial. O artista britânico mudou-se de latas e bagagens para Lisboa durante umas semanas para deixar marca no Parque das Nações, o bairro onde vai decorrer a 4.ª edição do Festival MURO, de 22 a 31 de Maio de 2021. O mural gigante está lá para ver e ser visto, até porque estas paredes além de ouvidos, têm olhos. Está a meia dúzia de passos da Estação do Oriente, na Avenida Aquilino Ribeiro Machado, e dá-lhe uma razão para parar, olhar e ser olhado pelos pares de olhos que D*Face deixou por lá na sua estreia em Portugal. 

Mário Belém
Mário Belém
© Bruno Cunha | CML | DMC | 2021

Antes perdida por aqui algures, do que a caminho de nenhures... de Mário Belém

Ao abrigo do Programa de Arte Pública da Galeria Underdogs em parceria com a Galeria de Arte Urbana (GAU) da CML, 2021 arrancou com mais uma obra de Mário Belém. Antes perdida por aqui algures, do que a caminho de nenhures... ⁠⁠ocupa uma longa empena de um prédio no número 2 da Rua Damasceno Monteiro, na Graça, e foi desenhada ainda durante o primeiro bloqueio em Portugal, em 2020. “Na altura, a ideia era reflectir como passamos a maior parte do tempo de costas para o mundo, a olhar para nós próprios, com saudades de experiências passadas, de acordo com a GAU. Num segundo confinamento, contexto em que a obra foi pintada, a mensagem parece adquirir um significado mais forte na esperança de que melhores dias virão, menos cinzentos e mais floridos.

Arte pública

arte urbana na Amadora
Câmara Municipal da Amadora

Roteiro de arte urbana na Amadora

Coisas para fazer

Entre as diferentes propostas visuais, encontramos obras de artistas como Odeith, Akacorleone, Vile e Smile. Pode vê-las num acervo virtual ou aproveitar para programar um passeio em família com este roteiro de arte urbana na Amadora, onde procurámos reunir alguns dos melhores graffitis.

Mural Capital Verde Europeia - Smile1art
© Bruno Cunha | CML | DPC | 2020

Siga este roteiro de arte urbana em Lisboa

Coisas para fazer

Se por um lado Lisboa está em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade