Jardim da Estrela

Atracções Estrela/Lapa/Santos Gratuito
  • 3 /5 estrelas
  • 5 /5 estrelas
(8comentários)
0 Gostar
Guardar
Jardim da Estrela
© Lydia Evans / Time Out

É o jardim. Plantado no coração de Lisboa, perfeito para ir para fora cá dentro. Foi desenhado há 163 anos (o aniversário é já a 3 de Abril) naquela assimetria cuidada dos jardins tropicais (nestes cinco hectares há figueiras-da-Austrália e araucárias-de-Cook, castanheiros-da-Índia e cedros-do-Líbano). Tem um bom parque infantil onde os miúdos se podem espojar (a qualidade do areão é inspeccionada a cada 15 dias); meia dúzia de clareiras relvadas a pedir piqueniques e tardes de sorna com um livro (pode requisitá-los na biblioteca-quiosque, das 13.00 às 17.00, fecha domingos e segundas); e uma frota de bancos (um a cada vinte passos – acredite, nós medimos) a ladear o passeio público, que é também um dos melhores circuitos de corrida da cidade. A servir de apoio, duas esplanadas. O Quiosque Gengibre da Estrela funciona das 08.00 às 20.30, é uma boa opção para pequenos-almoços bucólicos a dar migalhas aos patos-reais, embora as tostas de cabra, manjericão e tomate (4,95€) aconselhem antes um lanche; e o café restaurante Jardim da Estrela (junto à Basílica), que se aconselha para tardes de bola (ecrã gigante na esplanada) ou para trabalhar ao ar livre (wi-fi grátis).

Publicado:

Nome do local Jardim da Estrela
Contato
Endereço Praça da Estrela
Lisboa
1200-667
Horário Seg-Dom 07.00-00.00
Transporte Metro Rato. Bus 25E, 28E, 720, 738, 773

Average User Rating

4.8 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:6
  • 4 star:2
  • 3 star:0
  • 2 star:0
  • 1 star:0
LiveReviews|8
1 person listening
Sara P

Só fui uma vez ao jardim da Estrela, mas é um sítio que recomendo. Quando lá fui vi desde pavões a papagaios. Achava que era só mais um jardim de Lisboa mas estava enganada. As árvores centenárias são fascinantes! 

D G

Um jardim no centro da cidade que aos fins de semana se divide entre famílias com crianças e  grupos de amigos que aproveitam a relva para beber uma cerveja. 


Os quiosques podiam ter mais oferta, em todo o caso, no Verão entre gelados e cervejas ninguém se queixa.



Natacha D

Um dos sítios mais bonitos, encantadores e históricos da cidade. É tranquilo, muito, mas muito bonito, é limpo e tem um ambiente excepcional. É o sítio ideal para qualquer amante de Lisboa passar um bom bocado, seja em família, com amigos, em casal e até mesmo sozinho. É a oitava maravilha do mundo, arrumadinha no centro da cidade e escondida na tranquilidade dos nossos corações.

José F

Eu e os meus irmãos brincámos muito junto ao coreto e tanto os meus filhos como os meus netos frequentam o jardim. Devo avisar que o arvoredo denso faz do Jardim da Estrela um mau sítio para lançar papagaios. Saúdo a nova gerência do quiosque mas sentirei sempre falta do senhor Vítor, o empregado com o olho de vidro.

Pedro P

É o meu quintal, o meu lugar de reconciliação com a cidade, sempre que me dá ganas de fugir daqui e não tenho como. Numa tarde de Inverno com Sol, pode bem ser o lugar mais idílico de toda a Lisboa. Até porque continua a atrair uma tribo maioritariamente civilizada que mistura famílias inteiras, casais de namorados e bandos de putos.

Pedro D

Um parque civilizado, aberto, luminoso mas com sombras e que tem a vantagem de ter a geladaria Artisani mesmo ali ao pé. Adoro a feira dos domingos, de jogar badminton na relva e de apanhar banhos de sol em calções de banho (pode-se, pode-se). 

Maria B

Um dos melhores sítios para estar sossegado, mesmo no meio de uma zona movimentada. Na verdade chama-se Jardim Guerra Junqueiro, mas para mim será sempre a estrela dos jardins alfacinhas.

Nuno C

Uma jóia da cidade. Um pouco ruidoso ao fim de semana, mas sempre uma boa solução para brincar com os miúdos. E tem um circuito de corrida (500 metros cada volta) que é um melhor treino do que parece à primeira vista.


El Nuno