Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Junho é mês de Festas em Lisboa: eis a programação
Notícias / Vida urbana

Junho é mês de Festas em Lisboa: eis a programação

arraial
©José Frade

Nem só de bailaricos se fazem as Festas de Lisboa. A programação da EGEAC dura um mês inteiro e além dos arraiais e marchas populares Avenida fora, há uma série de iniciativas a dinamizar toda a cidade. Há música, arte, cinema ou teatro. O programa foi apresentado esta terça-feira, no cine-teatro Capitólio.

No ano em que Lisboa é capital ibero-americana da cultura, a organização quer que as Festas sejam uma viagem pela Europa, África e América. Atlântico, mar de encontros é o tema transversal às “festinhas em família”, marchas, arraiais, colóquios ou exposições. 

Ao contrário dos anos anteriores, não há um grande espectáculo de abertura. Os momentos musicais começam a 3 de Junho, às 22.00, na Praça do Comércio, com a Orquestra da Gulbenkian e o espanhol Pablo Sáinz Villegas na guitarra, Rui Pinheiro como maestro e Eduarda Melo como soprano. A 9 de Junho é a vez de Miguel Araújo e o seu novo álbum, "Giesta", nos Armazéns do Chiado, às 19.00.

O Lumiar tem direito a dois fins-de-semana de música: a 16 e 17 tocam Bonsoir Paris e Mila Ferreira (Quinta das Conchas, 21.00), e Linda Martini (saída do metro de Telheiras, 21.30); no fim-de-semana seguinte há fado (Palacete das Conchas, 19.00) e um concerto de Verão dos CoroArt (Auditório da biblioteca municipal Orlando Ribeiro, 21.00) ou Cristina Branco (Museu Nacional do Traje, 21.00).

Oficialmente, as festas começam no primeiro dia do mês de Junho com uma data de iniciativas para pais e filhos (ou não fosse, também, o Dia Mundial da Criança): no Padrão dos Descobrimentos está marcada a oficina de expressão plástica e de construção de instrumentos musicais “Agora eu era um Índio” e o lançamento do livro infantil Brincar aos Fados, no Museu do Fado (17.00).

Também a marcar o início das Festas está um colóquio sobre a Devoção de Santo António em Portugal e no Brasil no Auditório da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), das 10.00 às 18.00. No mesmo dia começa a Trezena de Santo António, com 13 concertos de música sacra de entrada livre durante 13 dias na Igreja de Santo António de Lisboa, que fazem referências às 13 orações de louvor a este santo popular.

O Castelo de São Jorge volta a animar-se à noite, de 8 a 10 de Junho, com Fado a partir das 20.00, ou ritmos latinos como o flamenco, chorinho ou tango. Também em modo latino, os jardins do Palácio Pimenta, no Museu de Lisboa, vão transformar-se em palco de festa, com o festival Soy Loco por ti, América, de 15 a 18 de Junho: durante quatro dias há música e literatura do Peru, Brasil, Cuba e Argentina.

O fim é, claro, com outro pezinho de dança: as Festas de Lisboa acabam no dia 1 de Julho no Terreiro do Paço, com um salão de baile latino ao ar livre. O espectáculo chama-se Baila Comigo Lisboa e junta os Gipsy Kings aos Los Van Van, com ritmos ciganos e cubanos all night long.

 

 + Já há datas para os primeiros arraiais de Lisboa

 + Trono de Santo António: está aberto o concurso

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments