• Notícias
  • Comida

Lisboa é uma delícia. E está na capa da nova revista Salt&Wonder

Lisboa é uma delícia. E está na capa da nova revista Salt&Wonder
©DR

Da Peixaria Centenária aos smoothies da Frua, são vários os projectos que se distinguem entre as melhores startups gastronómicas que marcam a cena lisboeta. A "Nova Velha Lisboa" é o mote do primeiro número impresso da Salt&Wonder, publicação lançada por Anna Sarcletti. 

 

Uma pitada de sal e inquietação permanente. Tudo na devida dose, para não apoquentar hipertensos. A campanha lançada na Kickstarter deu frutos e Anna Sarcletti e Thomas Austin avançaram com a impressão da Salt&Wonder, a revista de periodicidade anual que acompanha os novos movimentos na cultura gastronómica de cada cidade. Lisboa foi escolhida para o número de estreia, e a oficina criativa A Sociedade, que também tem direito a destaque neste registo impresso, recebeu o lançamento da edição com um formato e recheio de encher o olho. 

O que leva uma forasteira de 23 anos, sedeada em Viena, a abandonar o seu trabalho como designer gráfica e a instalar-se seis meses na capital portuguesa para contar histórias como a de Susana Machado, directora criativa da Suvelle Cuisine, ou para fotografar os fundadores da Duque Brewpub? (e tudo para Lisboa acabar na capa de estreia de uma revista cheia de pinta?) Bom, a resposta é óbvia, já que Lisboa também é uma cidade cheia de pinta. Na verdade, Anna só procurava uma boa desculpa para colocar os seus dotes gráficos e de story telling visual ao serviço de uma boa ideia. 

E de tal forma se entusiasmou, que a mentora não descarta a criação de toda uma série dedicada ao país, para não falar de edições dedicadas a destinos que marcaram indelevelmente a nossa história e cozinha. "Estive no Brasil antes e fiquei cheia de vontade de vir a Portugal. Também estou a pensar em Moçambique. Estudei antropologia e queria fazer algo que envolvesse fotografia de comida e emoções. Tudo associado a uma perspectiva cultural. A história das sardinhas, por exemplo, é algo muito particular."

 

O movimento slow life e personagens inovadoras inspiram o conceito. E antes que nos pergunte se estas páginas incluem receitas, podemos adiantar-lhe que encontrará uma fantástica, de bolo de mel e açafrão. Quanto ao nome da revista, Anna remete-o para O Sal da Terra, filme de Wim Wenders sobre o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado. Sobre a parte "Wonder", "tinha este sentimento de que em Lisboa nem tudo é perfeito mas há uma enorme capacidade de renovação". 

Contas feitas, são 125 páginas em língua inglesa, para forasteiro se maravilhar com o que temos de mais sumarento, e para lisboeta babar de orgulho, apesar de Anna acreditar que o projecto se dirige muito para "os empreendedores". Os contributos editoriais chegam de paragens tão distintas como Austrália, EUA ou Áustria. 

 

 

A Salt&Wonder custa 12€ e encontra-a em recantos especializados, como a Under the Cover ou o Copenhagen Coffee Lab. Fora de portas, encontra-a em cidades como Hamburgo ou Nottingham. 

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments