A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

No novo restaurante do Parque das Nações, tudo o que vem à rede é Mar

Por
Ines Garcia
Publicidade

Todo o peixe do novo restaurante do Parque das Nações é de Mar, ou não fosse este o nome do mais recente projecto dos donos da Forneria, na mesma zona da cidade. O Mar não é só um restaurante de peixe, mas também não é uma marisqueira tradicional, apesar de ter um grande aquário com santolas, lagostas e sapateiras. É uma “mariscaria-peixaria”, descreve o chef André Veríssimo.

Fotografia: Arlindo Camacho

No Mar vai encontrar três ambientes distintos: uma zona de barra, para picar qualquer coisa descontraidamente e com uma tela que sobe e desce em dias de bola; uma sala com mesas de tampo de mármore e muita luz; e um canto com um sofá, mais recatado, para grupos ou almoços de negócios. Sempre com apontamentos ligados à vida marítima, sejam as sardinhas Bordallo Pinheiro, uma rede ou as formas de peixes e mariscos em inox. À vista está sempre a banca de gelo com peixe fresco, que vai variando.

Polvo com fricassé
Fotografia: Arlindo Camacho

A ementa também está dividida. Na parte do “belo marisco”, há percebes das Berlengas, ostras de Aveiro (2,20€/unidade), sapateira, lagosta, santola (entregue pela Tejo Ribeirinho) e gamba do Algarve. Pontualmente há ainda bruxas, cavacos ou ouriços-do-mar. Para provar um bocadinho de tudo, o melhor é pedir uma mariscada (65€), uma tábua que é o ex-líbris da casa.

No menu “do mar” há peixe de linha ao quilo, um polvo assado com batata doce, molho fricassé e pimentos padrón (16€), bife de atum com salada de quinoa e algas (18€) ou o mais tradicional arroz de marisco (38€ para duas pessoas). Não faltam propostas “do talho” também, com o típico bitoque, aqui de vazia maturada com ovo a cavalo (15,50€), ou os secretos de porco preto com pico de gallo, feijão preto e farofa de azeitonas com ananás (16€).

Tudo isto é acompanhado por uma carta de vinhos pensada por Francisco Guilherme, antigo escanção do Alma de Henrique Sá Pessoa, com um foco especial em Lisboa, em vinhos verdes e vinhos naturais e biológicos.

Rua Ilha dos Amores, 62 E (Parque das Nações). Ter-Dom 12.00-15.00/ 19.00-23.00

+ 16 coisas para fazer no Parque das Nações

Últimas notícias

    Publicidade