Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Pókken Tournament DX: espancá-los todos
Notícias / Tecnologia

Pókken Tournament DX: espancá-los todos

Pókken Tournament DX

Primeiro estranha-se. Pókken Tournament é um jogo de porrada com pokémons. Leram bem. Mais concretamente, e como o nome sugere, é um híbrido de Tekken e Pokémon, produzido por Katsuhiro Harada e Masaaki Hoshino, dois dos principais responsáveis pelos jogos de luta da Namco Bandai, com a bênção da Pokémon Company. Aterrou nas arcadas japonesas em 2015 e foi lançado para a Wii U em 2016. Agora chega à Nintendo Switch.

É mais um título para juntar a uma lista cada vez maior de jogos relativamente ignorados na Wii U que conhecem uma segunda vida na nova consola da Nintendo. Neste caso, surge numa versão DX, com monstros adicionais e ligeiras e previsíveis melhorias técnicas.

Depois entranha-se. Porque de facto é um bom jogo de porrada. Mecanicamente é mais simples do que a maior parte dos lançamentos do género: não é necessária grande perícia para executar movimentos poderosos, nem de passar horas a treinar. Mas tem uma componente estratégica acentuada, pois além das habituais barras que é preciso preencher e gerir nos jogos de luta contemporâneos, há dois modos de combate diferentes, onde ora são privilegiados ataques de longa distância ou uma agressão mais directa. Dependendo da situação, é essencial adaptar a forma de jogar.

O resultado final destaca-se pela positiva doutros títulos do género. Contudo, é necessário ignorar o subtexto de violência animal inerente aos pokémons – que aqui é ampliado, porque os bichos são usados em lutas de animais mais gráficas, evidentes. Já não estamos só a escolher opções num menu.

+ 10 grandes jogos para os últimos meses de 2017

Publicidade
Publicidade

Latest news