Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As melhores coisas para fazer ao sábado em Lisboa

As melhores coisas para fazer ao sábado em Lisboa

Aproveite o primeiro dia do fim-de-semana com borlas, festas e compras

árvore do jardim do principe real
Fotografia: Manuel Manso
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

Os sábados são aquele dia do fim-de-semana semelhante ao recheio de uma sandes: a sexta é metade do pão, o sábado é o conduto e o domingo a outra metade. Portanto, costuma ser o melhor do fim-de-semana. É aquele dia pelo o qual anseia durante toda a semana, pode curtir a vida ao máximo que sabe que no dia a seguir ainda não é segunda-feira, o demónio do calendário. Em Lisboa há uma selecção valente de coisas fixas para ocupar o tempo de sábado, de manhã à noite. Ora atente nesta lista. 

Recomendado: As melhores coisas para fazer ao domingo em Lisboa

Coisas para fazer ao sábado em Lisboa

Actividades para crianças no Museu Berado
©Museu Berardo
Museus

Aproveite a borla de Berardo

icon-location-pin Belém

A colecção Berardo é uma viagem pelos principais movimentos artísticos dos séculos XX e XXI – inicia-se com "Tête de Femme", uma pintura cubista de Pablo Picasso. Estende-se por cerca de 1000 obras de mais de 500 artistas com Marcel Duchamp, Piet Mondrian, Francis Bacon, Andy Warhol, Sol LeWitt, Fernando Botero, Andreas Gursky entre muitos outros. Politiquices de lado, vale a pena a visitar esta colecção, sobretudo aos sábados em que a entrada no Museu em vez de 5€ custa 0€. 

anjos70, anjos
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Abra o armário vintage e a carteira

icon-location-pin Lisboa

No primeiro fim-de-semana de cada mês já sabe que pode contar com o Art&Flea Market do Anjos70. São mais de uma centena de bancas de roupa, novos e usados, moda vintage, decoração, artwork e edição independente. Há que estar atento, pois há edições com direito a concertos e performances. Portanto, anote: primeiro sábado (e também ao domingo) de cada mês.

Publicidade
Hotéis, Hotéis de grandes cadeias

Vai um brunch depois do yoga?

icon-location-pin Cascais

Poucos dias são tão valiosos quanto o sábado para retemperar energias. Serve agora também para pôr em prática o programa do Sheraton Cascais Resort, o Brunch Saudável, que alia o melhor de dois mundos, o da comida e o do exercício físico – e está aberto a hóspedes e não só. O brunch foi criado pela nutricionista Mariana Abecasis, e é antecedido por uma aula de yoga ao ar livre – sempre que o tempo permitir – ou no interior, que acontece por volta das 10.30 (estas aulas devem ser agendadas com 24 horas de antecedência). Depois siga para o brunch, servido no restaurante Glass Terrace, entre as 12.30 e as 16.00.

Reservas: brunch@sheratoncascais.com. 39€ (adultos), 19.50€ (crianças) - inclui a aula de yoga e brunch.

Move Hiit
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Lisboa Não Pára, por isso acompanhe o ritmo

icon-calendar

Não é novidade que Lisboa será a Capital Europeia do Desporto em 2021, mas até lá há uma maratona de preparação. Até 30 de Setembro, exercite-se nos jardins da cidade com aulas de fitness gratuitas, resultado do projecto Lisboa Não Pára, da Câmara Municipal. A premissa é muito simples: aos fins-de-semana há aulas de fitness grátis e abertas a qualquer pessoa que queira participar – não precisa de ser um atleta. As aulas decorrem de manhã, pela fresca, sempre num parque ou jardim da cidade. Aos sábados acontecem no Parque das Nações (10.30-12.30), Quinta das Conchas (10.30-12.30), Jardim Mário Soares (10.00-13.00), Parque Eduardo VII (10.30-12.30) e Jardim da Estrela (11.00-12.30). 

Publicidade
CASA INDEPENDENTE
©Pauliana Valente Pimentel
Noite

Dance e deixe a casa arder

icon-location-pin Intendente

Inaugurada em 2012 no Largo do Intendente, esta casa funciona como associação cultural, sala de concertos, bar e restaurante. E as Produções Incêndio têm a sua residência mensal na Casa Independente desde 2017. Pelo menos um sábado por mês, a festa está garantida no salão Tigre: do funk ao tarraxo, do hip hop a um cheirinho do pop. Esteja atento à agenda

Museus

Encha a barriga a Oriente

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Brunch no museu e com vista para o Tejo. Apenas aos fins-de-semana, as mesas no restaurante do quinto piso enchem-se de opções doces e salgadas, com pratos frios e quentes, fruta sazonal e bebidas à discrição. Pode comprar um bilhete que além deste menu inclui a visita às exposições permanentes e temporárias do Museu do Oriente, custa 27€ e é preciso reservar, ora no turno do 12.00-14.00, ora no das 14.30-16.30.

Publicidade
Rabanetes no mercado biológico do Príncipe Real
Fotografia: Time Out Portugal
Atracções, Parques e jardins

Corra estes mercados no Príncipe Real

icon-location-pin Princípe Real

Se há poiso obrigatório para mercados é no Jardim do Príncipe Real, que todos os fins-de-semana é ocupado por bancas de pequenos produtores e artesãos. O melhor é sacar de um bloco e uma caneta para tomar nota de tudo: todos os sábados (07.00-14.00) há mercado biológico, com fruta e legumes frescos; no último sábado e na última segunda do mês (10.00-18.00) o jardim é palco da Feira de Antiguidades, Velharias e Artesanato do Príncipe Real; e, por fim, a primeira sexta-feira e o primeiro sábado são do Sabor de Perdição, que leva o artesanato e produtos naturais para o jardim. 

Feira da Ladra
Fotografia: Ana Luzia
Coisas para fazer

Vá à caça das pechinchas

icon-location-pin Campo de Santa Clara, São Vicente 
icon-calendar

Há coisas que nunca mudam e ainda bem. Falamos da selecção ecléctica e absurda que a Feira da Ladra mostra todas as semanas. O clássico lisboeta não passa de moda e continua a ter uns quantos achados daqueles, basta ter paciência para correr tudo a pente fino. Armas, moedas e selos antigos são as peças mais procuradas por coleccionadores, mas o surreal espreita ao virar de cada esquina na forma de Barbies descadeiradas, electrodomésticos moribundos e bibelôs que desafiam a criatividade dos decoradores mais atrevidos.

Publicidade
Mome
ManuelManso
Noite, Bares abertos de madrugada

Caia no rolé

icon-location-pin Santos

Antes era o Main, agora é o MoMe. Está dividio em três pisos, mas é no piso piso zero que temos a discoteca, com dois bares laterais, um ou outro sofá e uma pista de dança considerável. Todos os sábados a agenda deste espaço nocturno é marcada pelo Rolézinho que fazem levantar a poeira do chão. Pode optar pela entrada com duas bebidas (10€) ou caprichar e reservar entrada para 10 pessoas com mesa privada e duas garrafas (300€). É aquilo que se chama "viver a vida".

Mais que fazer

Compras, Mercados e feiras

As melhores feiras e mercados em Lisboa

Lisboa tem espaço para todas as bancas e mais algumas – e se há variedade! Em palácios, à sombra de contentores, paredes meias com museus ou em grandes jardins pelos bairros da cidade, tudo com periodicidade fixa, ora no primeiro fim-de-semana, ora no último, só aos sábados ou só às quintas. É bom que seja organizado e que tome nota de tudo. 

Dormindo com os tubarões no Oceanário de Lisboa
©Pedro A. Pina
Coisas para fazer

Coisas para fazer à noite em Lisboa sem ser beber copos

Multiplicam-se os trilhos com história, a saúde agradece os treinos e as corridas e o saber nem à noite ocupa lugar. Não dê hipótese ao seu sofá. Há boas razões para levantar o rabo e perder a sola dos sapatos. Depois desta lista, até os mais pequenos lhe vão agradecer os programas fora de casa – e fora de horas. 

Publicidade