1 Gostar
Guardar

Os Love Lisboa Awards de Fernando Medina

Era só para dar uns bitaites sobre os Love Lisboa Awards da Time Out mas acabou a dar-nos uma entrevista

Fotografia: Arlindo Camacho

"Sr. presidente, posso tirar uma selfie?" Pedem-lhe isto muitas vezes? 
Quase sempre vêm-me falar, a maioria apenas para cumprimentar-me mas também para me chamar a atenção para certas coisas. Os pedidos de selfies acontecem, mas mais ocasionalmente. 

Já lhe devem ter pedido coisas estranhas ou impossíveis... 
Várias vezes. As melhores acontecem quando sou abordado ao mesmo tempo por pessoas que pretendem precisamente o oposto uma da outra. Há uns tempos passava em Campo de Ourique e enquanto um senhor me manifestava a sua discordância completa com a reorganização do estacionamento em frente ao cemitério, duas senhoras aproximaram-se para me agradecer vivamente a mesma solução. É uma boa síntese da função de presidente da Câmara Municipal de Lisboa: gerir interesses divergentes. 

Há algo que só exista no Porto, onde nasceu, e que gostaria de ter em Lisboa? 
Em Lisboa temos excelente peixe, mas a concentração de restaurantes económicos que servem o mesmo em Matosinhos é única. 

Deixe aproveitar esta ocasião para tirar nabos da púcara: que planos tem para Xabregas, Poço do Bispo, Beato? 
A zona oriental entre Santa Apolónia e a Expo é o grande desafio para a próxima década. Daí iniciativas como transformar a antiga Manutenção Militar numa das maiores incubadoras da Europa, o investimento nos terrenos do Vale de Santo António para que mais de 3000 famílias possam ter casa a preços acessíveis ou o Plano Verde do Vale de Chelas, que vai dar origem à maior mancha verde da cidade depois de Monsanto. 

Barcelona e Berlim acabaram de expulsar o Airbnb. É possível que o mesmo aconteça em Lisboa? 
O desafio de ter casas a preços acessíveis para os que delas necessitam não é de agora. Acho que o crescimento do alojamento local tem de ser acompanhado de perto, em particular pelos problemas que pode causar na qualidade de vida dos residentes. Mas também não podemos esquecer que o aumento do turismo está a contribuir para a reabilitação de muitos edifícios na cidade.

O que está a ser feito em concreto na reabilitação? 
A prioridade para nós é o Programa Renda Acessível, para que 5000 a 7000 famílias possam ter casa em Lisboa a preços adequados. Vamos lançar até ao fim do ano o primeiro concurso público para a reabilitação de edifícios na zona da Baixa e em outras áreas como o Vale de Santo António. Serão construídos apartamentos T0, T1 e T2, e as rendas vão variar entre os 200 e 450 euros. 

Passemos para outra queixa e vamos dar ao trânsito... 
Sim, os transportes públicos são outra prioridade. Estamos a concluir as negociações com o governo para transferir a Carris para a esfera da Câmara e melhorar este serviço. 

E é verdade que as motas vão poder andar na faixa de BUS? 
Sim, se a experiência que vamos fazer em algumas ruas for positiva. 

Já não sobra muito tempo, pois não? Vá lá, conte-nos uma curiosidade sobre si, uma coisa que quase ninguém saiba. 
Tenho o curso de piano (oito anos bem intensos de música clássica), mas agora a música é outra... Ah, e acho que cozinho um bom bacalhau assado mas por favor não perguntem à minha mulher. Ela não vai confirmar.

Espaços a que daria um Love Lisboa Award

Restaurantes
"Como pizzaria, o Esperança da Sé. Para cozido, o Stop do Bairro. Para almoços de família o Colina e, sem crianças, o Moma Grill ou o Can the Can."

Cafés
"A esplanada do Zambeze no Chão do Loureiro."

Bares e Discotecas
"Vaguear pelas ruas do Bairro Alto e da Bica e acabar nos bares do Cais do Sodré era um programa provável, antes dos filhos pequenos, claro."

Lojas
"A Biclas.com."

Espaços Culturais
"A Gulbenkian. Para os que não conhecem, o Museu do Aljube também merece uma visita."

Vote aqui nos locais de que mais gosta em Lisboa

Comentários

0 comments