Filmes de terror: sete fantasmas mesmo assustadores

O terror é um género que não esmorece, e aproveitando a boleia da estreia de 'Personal Shopper', eis sete dos melhores filmes de fantasmas de sempre

Há casas, hotéis e até orfanatos assombrados nestes sete filmes de terror com fantasmas, assinados por realizadores como Robert Wise, Stanley Kubrick ou Jack Clayton.

Sete filmes de fantasmas mesmo assustadores

‘Os Inocentes’, de Jack Clayton (1961)

A conhecidíssima novela sobrenatural de Henry James (Turn of the Screw, no original) que está na base desta fita já teve outras adaptações ao cinema e à televisão, mas esta de Jack Clayton é claramente a melhor. Deborah Kerr interpreta a governanta que, na Inglaterra vitoriana, vai tomar conta de uma rapariga e um rapaz órfãos na propriedade do tio destes, e apercebe-se que as crianças foram corrompidas pela sua antecessora e pelo marido desta, que morreram e assombram o lugar. Um filme todo ele feito de sugestões, não-ditos e climas arrepiantes.

‘A Casa Maldita’, de Robert Wise (1963)

Tendo como origem um livro da escritora americana Shirley Jackson, A Casa Maldita passa-se numa mansão supostamente assombrada, onde se instalam um cientista investigador do paranormal, uma clarividente, uma mulher com dotes psíquicos e o estróina herdeiro da propriedade, para determinarem se as histórias que se contam da casa são ou não verdade. Wise nunca mostra os espectros, mas sugere a sua omnipresença e o seu efeito sobre o quarteto de visitantes, de forma tão assustadora como brilhante.

Publicidade

‘A Lenda da Casa Assombrada’, de John Hough (1973)

Richard Matheson adaptou à tela o seu livro de terror de culto, no qual um físico, a sua mulher e um casal de médiuns vão passar uma semana numa casa que se diz ser assombrada pelo fantasma do anterior dono, um corpulento assassino em série. Nela já morreram várias pessoas, entre as quais membros de equipas de investigação anteriores. A Lenda da Casa Assombrada é um dos raros filmes do género onde um fenómeno sobrenatural é analisado e explicado cientificamente.

‘O Desvendar de um Mistério’, de Peter Medak (1980

Este é sem dúvida um dos filmes de fantasmas mais profundamente assustadores já feitos. George C. Scott interpreta um famoso compositor que perdeu a mulher e a filha num desastre de automóvel, e a conselho dos amigos, aluga uma velha mansão no campo, para repousar, meditar e trabalhar. Mas a casa é assombrada pelo fantasma de uma criança que lá foi assassinada, e que tenta contactar o novo inquilino, para que ele a ajude a ficar em paz, resolvendo o mistério da sua trágica morte.

Publicidade

‘Shining’, de Stanley Kubrick (1980)

Mesmo não sendo fiel ao livro homónimo de Stephen King, esta fita de Kubrick não podia faltar à chamada numa lista destas. Um escritor (Jack Nicholson) vai tomar conta de um enorme e isolado hotel nas montanhas, durante o Inverno, na companhia da mulher e do filho, que tem poderes psíquicos mas oculta-os aos país. O hotel é assombrado e os espectros começam a manifestar-se, afectando sobretudo o pai e o filho, que sente particularmente a presença e a malignidade daqueles, devido à sua hipersensibilidade ao paranormal.

‘Os Outros’, de Alejandro Amenábar (2001)

Uma ghost story de personalidade impecavelmente clássica, rodada em Inglaterra e passada no início do século XX. Nicole Kidman é uma mulher que vive com os dois filhos e um trio de criados numa imponente mansão no campo. As crianças são hipersensíveis à luz e a mãe procura manter a casa sempre abrigada do sol. A menina tenta convencer a mãe e o irmão que a casa é assombrada por uma família, e os sinais de que isso é verdade começam a acumular-se. O final é digno de um filme de M. Night Shyamalan.

Publicidade

‘O Orfanato’, de J.A. Bayona (2007)

O cinema espanhol tem uma rica tradição de terror, e este filme de J.A, Bayona, produzido por Guillermo Del Toro, é mais uma prova. Uma mulher cujo pais morreram quando ela era pequena, muda-se com o marido e o filho adoptivo para uma casa onde havia um orfanato para crianças deficientes. Pouco depois de se terem instalado, o menino diz à mãe que tem um amigo invisível da idade dele. O pai não o leva a sério, mas a mulher fica perturbada. Bayona é exímio na criação de densos climas de medo sem recorrer ao gore ou ao susto fácil.

Terror para todos

Personal Shopper

4 /5 estrelas

Há várias assombrações em Personal Shopper, do francês Olivier Assayas. Temos o agressivo fantasma de uma mulher que assombra a casa do falecido irmão de Maureen Cartwright (Kristen Stewart), a personal shopper do título, uma americana que trabalha em Paris como assistente pessoal de Vicky, e muito mais... 

Ler mais
Publicidade

Sete filmes de terror para ver a dois

O amor pode ser muito macabro. Em evz de escolherem um romance cómico ou dramático para ver de mãos dadas, escolham um destes sete filmes de terror para ver a dois.

Ler mais
Por Rui Monteiro

Comentários

0 comments