Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores filmes de Spike Lee

Os melhores filmes de Spike Lee

A propósito da estreia de 'BlacKkKlansman: O Infiltrado', escrevemos sobre os melhores filmes de Spike Lee

Do the Right Thing
Do the Right Thing
Por Eurico de Barros |
Publicidade

Apesar do engajamento político de Spike Lee e da estridência da sua expressão cinematográfica, o seu mais recente filme, BlacKkKlansman: O Infiltrado, acaba por ser bastante moderado. Isso podia não ser um problema, se não fosse também um filme menor do realizador, sem a tensão nem a pertinência de películas como Não Dês Bronca, de 1989, ou A Última Hora, de 2002, entre outros marcos da sua obra. Recordamos os melhores filmes do clelebrado cineasta americano, no activo desde o final dos anos 70.

Recomendado: O Ku Klux Klan no cinema

Os melhores filmes de Spike Lee

1

Os Bons Amantes (1986)

Spike Lee já tinha assinado algumas curtas-metragens e uma média quando se revelou com esta fita a preto e branco sobre uma rapariga que anda com três homens muito diferentes ao mesmo tempo (um deles interpretado pelo realizador), sem se decidir por um. Os Bons Amantes – que no ano passado foi transformado numa série da Neftlix pelo próprio realizador – valeu a Lee o rótulo de “Woody Allen negro”, que rapidamente se descolaria.

2

Não Dês Bronca (1989)

O tema das relações raciais, que iria ser abundantemente explorado pelo realizador em muitos dos seus filmes seguintes, está no centro desta comédia dramática passada no dia mais quente do ano em Brooklyn. Não Dês Bronca (na foto) termina com uma explosão de violência que alguns, à altura, temeram que passasse para as ruas das cidades americanas, tendo em conta o realismo e a actualidade das personagens e das situações do filme.

Publicidade
3

Quanto Mais Melhor (1990)

A música, mais do que qualquer outra coisa, é o mais importante neste filme, um dos mais conseguidos de Spike Lee. Denzel Washington interpreta um músico de jazz com uma personalidade difícil, e seguimos os altos e baixos da sua vida pessoal e artística.

4

Verão Escaldante (1999)

A vida, os amores e os conflitos de um grupo de moradores do Bronx no Verão de 1977, quando o serial killer que ficou conhecido por “Filho de Sam” aterrorizava Nova Iorque. Spike Lee traça um fabuloso retrato de uma época, os anos 70 do disco-sound, do sexo pré-SIDA e do punk, através de um grupo heteróclito de personagens numa cidade dominada pelo medo colectivo.

Publicidade
5

A Última Hora (2002)

Edward Norton é um traficante de droga que vai cumprir pena e reavalia a sua vida, tendo como pano de fundo físico, anímico e emocional a ressaca dos ataques do 11 de Setembro a Nova Iorque. A Última Hora é um dos grandes filmes sobre o pós-“nine-eleven”.

Os melhores filmes de...

OS HOMENS DO PRESIDENTE (1976)
©DR
Filmes

Robert Redford

The Old Man and the Gun, de David Lowery, que se estreia a 8 de Novembro em Portugal, será o último filme em que vamos ver Robert Redford. A seguir, o actor e realizador de 81 anos não mais aparecerá na tela, mas não descarta a hipótese de continuar a trabalhar como realizador. Em vésperas do fim de uma longa, prestigiada e premiada carreira, recordamos alguns dos melhores filmes do americano, à frente e atrás das câmaras. 

IT'S GOOD TO BE KING Spielberg gets the royal treatment.
Photo: Turner Classic Movies
Filmes

Steven Spielberg

Talentoso, sem dúvida, mas carente de densidade artística, disse dele a famosa crítica de cinema Pauline Kael. E se, por um tempo, Steven Spielberg não ligou e se entregou de alma e coração a criar êxitos de bilheteira, verdade é que o resto da sua carreira é uma busca por essa densidade artística via abordagem aos “grandes temas”. Sete exemplos dizem que às vezes conseguiu.

Publicidade