A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Musica, Capitão Fausto
©DRCapitão Fausto

Concertos de músicos portugueses que não queremos perder em 2022

Muitos artistas nacionais já reservaram os maiores palcos de Lisboa para este ano.

Publicidade

O ano promete ser de regresso a alguma normalidade e a agenda está a ficar muito bem composta. Nela se inclui uma quantidade apreciável de artistas nacionais que já mandaram reservar as principais salas de Lisboa com muitos meses de antecedência — na verdade, em alguns casos, mais de dois anos. Eis um catálogo (em actualização) de músicos portugueses com espectáculos em nome próprio nos maiores palcos da capital (excluímos festivais, de que falaremos à parte). Há concertos de improviso e espectáculos de revivalismo, há pop, rock, indie, cante alentejano e até metal gótico. A lista não é grande, mas a variedade é.

Recomendado: Os melhores concertos em Lisboa já na agenda para 2022

  • Música
  • Pop
  • Parque das Nações

De 28 de março de 2020 para 12 de Setembro de 2020, depois para 20 de Março de 2021, e finalmente para 1 de Outubro de 2022. À conta da Covid, o espectáculo de Diogo Piçarra tem andado aos trambolhões e quando o rapaz enfim cumprir o sonho de tocar em nome próprio na maior sala de espectáculos do país já estará dois anos mais velho. O gatilho para o concerto continua a ser South Side Boy, o seu quarto álbum, mas a promessa é a de um alinhamento único para uma noite única, em que o músico algarvio já disse que vai inclusivamente tocar coisas que não costuma levar para palco.

  • Música
  • Punk e metal
  • Santa Maria Maior

Os Moonspell celebram 30 anos de carreira com “The Greater Tour”, uma digressão que termina com dois concertos nos coliseus: o primeiro no Porto, a 31 de Outubro, a casar com o Halloween; o segundo em Lisboa, na noite seguinte. Os homens do metal gótico vão montar um espetáculo de retrospectiva, em que pretendem recuperar todo o seu trajecto, desde o EP Anno Satanae, que valeu o primeiro contrato discográfico com a editora francesa Adipocere Records, até Hermitage, o 13.º álbum de estúdio, lançado em 2021. A novidade é que o alinhamento final será decidido com a ajuda dos fãs (“wolves” e “witches”, como são carinhosamente apelidados por Fernando Ribeiro e companhia), a quem será dada a hipótese de votar nas redes sociais da banda. No Coliseu estará também patente uma pequena exposição de 30 objetos icónicos, pertencentes à coleção privada dos Moonspell, que pode ser visitada no dia do concerto, a partir das 19.30. Em Lisboa, será noite de quarto crescente e espera-se enchente.

Ano novo, música nova

  • Música
  • Música ao vivo

Se há coisa que a pandemia fez foi baralhar calendários. Assim como o Euro 2020 se jogou em 2021, boa parte dos melhores concertos pensados para 2020 só acontecerão em 2022 – alguns deles integrados em digressões que celebram efemérides com delay. Mas, depois de dois anos à míngua, parece que é desta. A agenda de concertos em Lisboa para este ano não deixa grande espaço para respirar.

  • Música
  • Música

Nos absurdos anos de 2020 e 2021, a música foi um dos maiores consolos – apesar de tudo, a música portuguesa conseguiu dar-nos grandes discos. Mas muitos artistas preferiram esperar por dias melhores e adiaram lançamentos, depositando em 2022 a esperança de um ano de maior desconfinamento na cultura. Ainda a navegar na incerteza destes dias, poucas editoras arriscam ainda datas concretas para novas edições, mas há bons sinais de que 2022 vai ser um ano em grande. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade