Queen: dez canções obrigatórias

Os Queen + Adam Lambert dão um concerto em Lisboa a 7 de Junho. Estas dez canções não vão (nem podem) faltar no concerto
Queen with Adam Lambert
Por Luís Filipe Rodrigues |
Publicidade

Os Queen são lendas do rock britânico. Adam Lambert é o cantor que, desde 2011/2012, acompanha os resistentes e sobreviventes da banda, Brian May e Roger Taylor, em concerto. Há dois anos tocaram no Rock in Rio Lisboa, e regressam a 7 de Junho para uma actuação na Altice Arena.

O alinhamento deve incluir uma canção de Adam Lambert e, porventura, mais uma ou outra versão, mas as canções dos Queen encontram-se em maioria – nem podia ser de outra forma. E, mesmo que haja uma ou outra surpresa e músicas menos conhecidas pelo meio, os maiores êxitos da banda outrora liderada por Freddie Mercury não vão, nem podem, faltar no concerto. Êxitos como estas dez canções.

+ Queen + Adam Lambert: “Isto é quase puro Queen”

Queen: 10 canções obrigatórias

Camera

Bohemian Rhapsody

Incluída em A Night at the Opera (1975) e escrita por Freddie Mercury, é a mais conhecida canção dos Queens. Uma suite hard rock de seis minutos com uma passagem pseudo-operática.

Camera

Somebody To Love

O espectro do gospel (aqueles coros...) paira sobre este single do álbum A Day at the Races, de 1976. Apesar de não ser tão ubíqua como outras canções da banda britânica, continua a ser um êxito incontornável.

Publicidade
Camera

We Are The Champions

É normal ouvir esta canções de News of the World em todo o tipo de celebrações, desde vitórias em campeonatos de futebol a congressos políticos (Donald Trump usou a canção na convenção do Partido Republicano de 2016, quando foi nomeado para candidato a presidente dos EUA pelo partido, contra a vontade da banda). E é ainda mais normal ouvi-la nos concertos da banda.

Camera

We Will Rock Yo

A outra cantiga de News of the World que quase toda a gente conhece. Uma canção rock apontada aos grandes estádios, escrita por Brian May em 1977 e copiada, citada e parodiada inúmeras vezes desde então.

Publicidade
Camera

Don't Stop Me Now

É outra das mais famosas dos Queen. E deve haver pouca gente em Portugal que não a ouviu na presente década, mesmo sem querer, graças aos anúncios da NOS. Incluída no álbum Jazz, de 1979, é uma canção power-pop saída da pena de Freddie Mercury.

Camera

Another One Bites The Dust

Bernard Edwards, dos Chic, garante que "Another One Bites The Dust" só existiu porque o baixista John Deacon passou algum tempo no estúdio com a banda de disco-funk americana. E é difícil disputar a sua influência nesta canção funk-rock.

Publicidade
Camera

Under Pressure

Foi o segundo single dos Queen (e o terceira de David Bowie) a escalar ao primeiro lugar da tabela de vendas britânica e é presença habitual em compilações dos Queen e de Bowie. Quatro minutos de glam-rock sem espinhas.

Camera

Radio Ga Ga

Dada à estampa em 1984, "Radio Ga Ga" tem um pé no synth-pop e o outro no hard-rock. Uma música incontornável, que se escutou em todos os concertos da banda entre 1984 e a despedida dos palcos de Freddie Mercury, em 1986.

Publicidade
Camera

I Want to Break Free

Outra canção synth-rock de The Works. recordada também pelo teledisco, com os membros da banda vestidos de mulheres, numa paródia à soap opera Coronation Street.

Camera

Who Wants To Live Forever

Um épico rock de cinco minutos, escrito por Brian May para a banda sonora de Duelo Imortal (Highlander), de Russell Mulcahy, e incluída no álbum A Kind of Magic, de 1986.

Queen em Lisboa

Queen + Adam Lambert
Bojan Hohnjec
Música

Queen + Adam Lambert: “Isto é quase puro Queen”

Os Queen são um nome histórico do rock britânico. Mas estavam encostados às boxes quando, em 2009, Brian May e Roger Taylor, os dois fundadores da banda que continuam no activo, acompanharam Adam Lambert, um dos finalistas daquela edição do American Idol, na final do programa. Podia ter sido uma vez sem exemplo, mas a coisa correu tão bem que, passados dois anos, estavam a tocar juntos numa cerimónia de entrega de prémios. E desde 2012 que andam em digressão pelo mundo juntos. Vieram a Lisboa pela há dois anos e regressam na quinta-feira para um concerto na Altice Arena. Uma semana antes do concerto, este que vos escreve foi a Londres falar com Adam Lambert, Brian May e Roger Taylor – o trio que, ao vivo, é acompanhado por Spike Edney, nas teclas, Neil Fairclough, no baixo, e Tyler Warren, nas percussões. E eles garantiram que o concerto vai ser melhor e maior do que o de há dois anos no Rock in Rio Lisboa.   Têm andado a tocar uma das canções do Adam Lambert, "Whataya Want From Me", nos últimos concertos. Como é que os vossos fãs reagem? Adam Lambert: Muitos deles conhecem a canção. Foi um grande sucesso há nove anos, por isso é normal que a conheçam. É a única canção minha que estamos a cantar e estou muito grato a estes senhores por terem aceitado tocar a minha pequena canção pop. Brian May: Não tocamos as suficientes, para dizer verdade. AL: Eu acho que é mais do que suficiente. Tocamos uma canção minha. Mais do que isso seria inapropriado. É uma honra partilhar a

festival super bock super rock 2014
Fotografia: Arlindo Camacho
Música

Concertos em Lisboa

Ninguém se pode queixar de não ter o que ver e ouvir ao vivo em Lisboa. Há música para todos os gostos e carteiras. Do heavy metal britânico dos Iron Maiden à música brasileira de Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso. E do rock electrónico dos LCD Soundsystem ao rock de estádio dos U2. Ou o jazz vocal de Gregory Porter e Salvador Sobral. Há dezenas de concertos em Lisboa até ao fim do ano, já para nem falar nos festivais que se multiplicam pela cidade. É só escolher onde investir o tempo e o dinheiro. E estamos aqui para o ajudar. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com