Tudo o que ainda pode ver nas Festas do Mar

Ainda há muitas Festas do Mar para ver. Apresentamos os concertos que restam em Cascais
Fotografia: Arlindo Camacho
Miguel Araújo e António Zambujo
Por Luís Filipe Rodrigues |
Publicidade

As Festas do Mar são diferentes das outras festividades que em Agosto se multiplicam pelos arredores de Lisboa. E são diferentes porque, à excepção talvez de Corroios, mais nenhuma localidade aposta tanto no cartaz. Mesmo que este ano a programação volte a ser exclusivamente portuguesa. Começaram na sexta-feira passada e continuam até domingo. Estes são os concertos que restam.

Festas do Mar

Camera

Grande Noite do Fado

A chamada grande noite do fado das Festas do Mar, na quarta-feira, começa mais cedo do que as outras. Antes do sol se pôr, pelas 19.40, há fado à janela no edifício dos Paços do Concelho, em Cascais. Só depois, e pela noite dentro, se escuta a canção de Lisboa na Baía de Cascais. O primeiro a subir ao palco principal é Marco Rodrigues, fadista e guitarrista cujo novo álbum sai em Setembro e volta a ir além do fado, incluindo temas e poemas escritos por Carlão, Luísa Sobral, Diogo Piçarra e Agir, entre outros artistas pop. Depois actua Kátia Guerreiro, médica e fadista cujo último disco, Até Ao Fim, já saiu em 2014.

Camera

Miguel Araújo + António Zambujo

Estes homens são um fenómeno. Ou melhor, dois fenómenos. Dois dos mais populares escritores de canções e intérpretes dos últimos anos em Portugal, e lotadores de Coliseus em série. Sobretudo juntos. Quinta-feira, o cantor e compositor Miguel Araújo, que editou há uns meses o álbum Giesta, convida para o seu concerto em Cascais o fadista António Zambujo, que continua a cantar as próprias canções e o repertório de Chico Buarque que gravou no disco do ano passado, Até Pensei Que Fosse Minha.

Publicidade
Camera

The Black Mamba

Têm nome de cobra, mas a sua música não tem dentes afiados. Começaram por tocar versões em bares, e desde 2012 que gravam e tocam as próprias canções, pop-rock com uns pozinhos de soul, funk e blues. Música pacata e fácil de ouvir, sem imposições. Estão prestes a lançar um terceiro álbum, cujo primeiro avanço, “I Wanna Be With You”, já roda nas rádios e têm passado o Verão a tocar nas festas populares deste país. Sexta vão a Cascais e ainda é nesse registo que vão voltar a Lisboa em Setembro, para um concerto na Feira da Luz, mas já têm na mira o Coliseu onde tocarão em Fevereiro.

Camera

Rui Veloso

Não há como negar o impacto de Rui Veloso na história da música popular portuguesa. Com o primeiro disco, Ar de Rock (1980), assumiu a paternidade do rock português, mas foi passados dez anos, com Mingos & Os Samurais, que cimentou o seu lugar no cânone pop nacional e garantiu que toda a gente conhecia pelo menos um par de canções dele. Sábado, na Baía de Cascais, vai ouvir-se do rock dos primeiros anos e os blues brancos de finais de 80s às baladas dos anos 90, passando pelos flirts com o mundo de Auto da Pimenta ou a soul-funk dos discos mais recentes.

Publicidade
Camera

Sinfónica de Cascais + The Bootleg Beatles

Podemos discutir se Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band é ou não o melhor disco dos Beatles, mas não há como ignorar a marca que imprimiu e a forma como moldou a evolução da música popular anglo-saxónica (e não só). É um álbum-acontecimento em que a pop e o psicadelismo são os ingredientes-base de uma salada referencial polvilhada com música circense, composição contemporânea e ragas indianas. No ano em que se celebram os 50 anos do disco, a Sinfónica de Cascais, dirigida pelo maestro Nicolay Lalov, e The Bootleg Beatles prestam-lhe homenagem no domingo.

Camera

D.A.M.A.

Os Deixa-me Aclarar-te a Mente, Amigo (é mesmo isso que significa D.A.M.A, podem googlar) deviam ter sido o primeiro grande nome das Festas de Cascais. Mas o concerto foi cancelado no seguimento da queda de uma árvore durante as festas de Nossa Senhora do Monte, na Madeira, que custou a vida a várias pessoas, e do luto nacional decretado. Passou para segunda-feira, data em que supostamente as festas já teriam acabado. Só que não. O encerramento das festas do mar faz-se ao som da pop arraçada de hip-hop dos D.A.M.A.

 

Mais Cascais

LUMINA Festival da Luz
©DR
Notícias, Vida urbana

Faz-se luz em Cascais

Se quer ver Cascais todo iluminado guarde espaço na agenda entre os dias 22 e 24 de Setembro. O Lumina Festival da Luz está de regresso. 

Publicidade
Publicidade