Woody Allen: o realizador no papel de clarinetista

São mais de mil músicas no reportório da New Orleans Jazz Band, mas nunca se sabe o que vai sair. A intenção é o improviso através do jazz, tão amado por Woody Allen que, por ele, nem Óscares vai receber. Calham sempre em noite de concerto
Woody Allen and His New Orleans Jazz Band
Photograph: Courtesy Jerry Zigmont
Por Rui Monteiro |
Publicidade

É um cancioneiro rico e carregado de nostalgia, mas ainda assim limitado. Por isso é fácil encontrar marchas, espirituais, blues ou hinos característicos dos anos iniciais do século XX. Mas qualquer coisa depois de 1930, para a banda de Allen, já é esticar um bocado a corda. E aí vão 11 músicas.

Woody Allen: o realizador no papel de clarinetista

Camera

The Old Rugged Cross, de George Bennard. Paris 1996

Camera

Shine, de Lew Brown, Ford Dabney e Cecil Mack; I Ain't Gonna Give You None Of My Jelly Roll, de Clarence Williams. Nova Iorque 2012

 

Publicidade
Camera

Lonesome Blues, de Lil Hardin. Los Angeles 2011

Camera

Wild Man Blues, de Louis Armstrong e Jelly Roll Morton. Paris 1996

Publicidade
Camera

When I Grow Too Old To Dream, de Sigmund Romberg e Oscar Hammerstein II. Participação especial de Bria Skonberg, no trompete. Nova Iorque 2013

Camera

I Can't Believe That You're in Love With Me, de Clarence Gaskill e Jimmy McHugh. Nova Iorque 2010

Publicidade
Camera

That Old Feeling, Lew Brown e Sammy Fain. Casino Estoril, passagem de ano 2007/ 2008

Camera

Nine Below Zero, de Sonny Boy Williamson II. Nova Iorque 2008

Publicidade
Camera

Bella Ciao, tradicional italiano. Roma 2011  

Camera

Martha, de Friedrich von Flotow e Larry Clinton. Fotogramas do documentário Wild Man Blues, de Barbara Kopple

Só para fãs de Woody Allen

Filmes

Seis filmes nostálgicos de Woody Allen

Em fitas como Zelig, A Rosa Púrpura do Cairo ou Através da Noite, Woody Allen, que nasceu em 1935, regressa às décadas de 20 e 30 para filmar dramas ou comédias, sempre ao som do jazz dessa época, que é a sua música favorita e que costuma tocar ao vivo com a sua banda.

Música, Jazz

Woody Allen em concerto, ou o músico escondido atrás do cineasta

Seja qual for a resposta, o músico por detrás do cineasta com uma queda por jazz, nas bandas sonoras dos seus filmes, tem-se mostrado um melómano conhecedor. E um propagandista, por assim dizer, de uma música que corresponde também a uma banda sonora de Nova Iorque, melhor, da Manhattan da sua imaginação. Dez exemplos já a seguir.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com