Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right A “exposição activista” de Maria Mergulhão
Notícias / LGBT

A “exposição activista” de Maria Mergulhão

Maria Mergulhão
DR

“Up Next: It’s Your Life”, da artista queer feminista Maria Mergulhão, estará até 24 de Outubro no Centro LGBT. Falámos com ela sobre esta sua “exposição activista”, como lhe chama.

Maria Mergulhão abre as portas do seu armário a propósito do Coming Out Day na próxima exposição do Centro LGBT, na Baixa. A artista, que viveu e estudou em Londres, já tinha a ideia de colaborar com a ILGA há algum tempo. A proposta surgiu agora com a exposição “Up Next: It’s Your Life”, inaugurada esta quarta-feira.

“É importante sairmos da rotina e acordarmos para viver a vida que queremos de facto viver”, explica o título por telefone. Com 25 anos, considera-se uma “confessional artist”. “Sou queer e activista”, sublinha também, e por isso não é de espantar esta sua “exposição activista”.

Influenciada por artistas como Klimt, Maria gosta de trabalhar com cores fluorescentes em pinturas em seja em tela, quer seja numa banheira, como já aconteceu em exposições anteriores. “Gosto de invadir o espaço como se fossem ervas daninhas de pensamentos, de emoções”, conta.

É essa narrativa pessoal que podemos ver até 24 de Outubro no Centro LGBT da ILGA. “Uso a tela como se fosse um padre”, continua a artista de Lisboa. “É uma montanha russa de impressões e sensações. Sou muito honesta, tudo é frontal, nada é reprimido.”

Também diz ser poetisa e são essas frases que podemos encontrar no seu trabalho, normalmente em inglês. “Amor próprio e amor para com o outro serão temas abordados, numa melodia escrita em poemas deixados como ervas daninhas”, lê-se no texto de apresentação da exposição.

Maria mudou-se para Londres aos 17 anos para estudar na University for Creative Arts. Estudou também Fine Arts na Goldsmiths, tirou um curso no Sotheby’s Institute of Art e estudou Teoria Queer. Em 2016 voltou para Cascais, onde trabalha no seu ateliê cor-de-rosa – tenta fugir do rosa, mas é uma “obsessão”, conta.

O ano passado apresentou também os seus trabalhos numa exposição em Lisboa, no Espaço de Santa Catarina. “Mas fora do tema queer, mais ‘messages in a bottle’”, diz.

A exposição, de entrada livre, pode ser vista de quarta a sábado, das 19.00 às 23.00. A inauguração acontece esta quarta, a partir das 19.00.

Centro LGBT, Rua dos Fanqueiros, 40 (Baixa). Qua-Sáb 19.00-23.00. Grátis.

Sair do armário – o melhor da agenda LGBT em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments