A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

A Mabiche trouxe as pizzas de Marselha para Arroios

Por Catarina Moura
Publicidade

Pão com coisas por cima. Dito assim até parece arrogância do povo italiano querer reclamar a invenção da pizza, mas se a autoria da ideia pode ser contestada, podemos pelos menos concordar que fizeram muito bem o trabalho de a espalhar pelo mundo. Adeila e Numa chegaram a Lisboa para mostrar a pizza que os italianos levaram para o sul de França e que Marselha transformou. Abriram a Mabiche onde se come a pizza marselhesa.

Esta cidade portuária do Sul de França encheu-se de italianos imigrantes entre as duas guerras mundiais, conta Adeile numa das mesas da nova pizzaria Mabiche, em Arroios, pela hora do almoço. Por essa altura, começou a ser comum encontrar nas ruas a pizza de camion: rulotes de italianos que vendiam fatias de pizza com os ingredientes que estavam mais à mão. Há por aqui muito peixe — como as sardinhas e as anchovas — e a massa deixou de ser a fofa napolitana, para passar a ser mais fina e crocante, feita com azeite.

mabiche
A massa das pizzas é servida simples, como entrada, para acompanhar guacamole, por exemplo
Fotografia: Manuel Manso

Na Mabiche, a presença francesa é forte, a começar pelo nome. Ouve-se Adeila a dizer para Numa, ao pé do pequeno forno, que a pizza moitié moitié está óptima, tudo em francês, enquanto nas mesas todos vão atirando francês para o ar. Calha bem, porque Adeile e Numa queriam uma cidade que os fizesse lembrar o ponto de origem — para ela Marselha, para ele a região da Córsega — e quando esta relações-públicas e este chef decidiram mudar de vida, meteram-se no carro com o filho com menos de um ano e vieram por aí fora até chegarem a Lisboa.

“Queríamos uma pizzaria porque o meu marido tem formação em pizzas do sul de França. Quando chegámos a Lisboa tínhamos três prioridades: arranjar um sítio para o restaurante, arranjar uma uma casa e arranjar uma creche”, conta Adeila, que está a mudar-se com a família para bem perto do restaurante. Chamaram ao negócio Mabiche, a expressão que em francês se usa para dizer “meu querido”, e deram às pizzas nomes de gente muito querida a este casal, como a avó de Numa, Claire, que tem uma pizza com presunto de parma, parmiggiano de 24 meses e vinagre balsâmico (13€).

mabiche
A pizza Mimi, com anchovas e emmental, é típica do sul de França
Fotografia: Manuel Manso

Há ainda a Mado com compota de cebolas, anchovas, azeitonas e orégãos (11€), a Fanny com tomate, sardinhas e anchovas (12€), a Adèle, com tomate, mozzarella, mortadela, cebolas vermelhas e manjericão (11€), ou a Mimi, ou como chamam em Marselha a moitié moitié, isto é, metade metade (9€). Esta pizza típica do Sul de França é coberta, de um lado, com molho de tomate e emmental e, de outro, com molho de tomate e anchovas.

A massa destas pizzas serve-se ainda como entrada, cortada em triângulos (quase como uma focaccia). Acompanha com burrata, guacamole ou ceviche (a partir de 4€). Para terminar, há mais família à mesa porque Numa faz o pudim da avó. É o flan de mémé, feito numa taça e coberto de caramelo. Chega para dois com facilidade.

Rua Passos Manuel, 9 (Arroios). Ter-Dom 12.00-15.00; 19.00-23.00.

+ Os melhores pratos de massa em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade