Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Abriu a guerra à beata nas ruas de Lisboa
Notícias / Vida urbana

Abriu a guerra à beata nas ruas de Lisboa

beatas no chao
©Gábor Adonyi/Pixabay

Uma proposta do PAN na Assembleia Municipal reuniu consensos. O desporto do lançamento da beata para o chão, com ou sem estilo, pode ter os dias contados.

“Pelo fim das beatas nas ruas de Lisboa” foi o nome da recomendação apresentada em Assembleia Municipal, votada ponto a ponto pelas forças políticas eleitas para este fórum da cidadania. A proposta surge após a autarquia ter anunciado no início do ano que iria combater este hábito tão enraizado na nossa cultura.

Apesar de ainda não estar em vigor, a Câmara Municipal de Lisboa já tinha anunciado em Janeiro algumas medidas para melhorar o desempenho ambiental da cidade, entre elas o pagamento de coimas para quem deitar resíduos de cigarro no chão (de 150 a 1500 euros para as pessoas singulares, e de mil a 15 mil euros para pessoas colectivas). Porém, para os deputados municipais do PAN faltava informação mais concreta sobre o tratamento desses mesmos resíduos e por isso foi ainda aprovada uma moção que propõe, por exemplo, um estudo que permita classificar o filtro do cigarro, como já acontece com o cartão, o plástico, o vidro ou as pilhas.

Voltando à recomendação principal, é repartida por seis pontos, todos aprovados. O primeiro passa por uma campanha de sensibilização e educação ambiental pelas freguesias de Lisboa que alerte para os perigos de deitar beatas dos cigarros para o chão. A este ponto juntam-se a criação de um órgão de fiscalização municipal dedicado exclusivamente à poluição das ruas da capital e que irá abranger também outros tipos de lixo, como os dejectos caninos e papéis; a implementação de colectores de filtros como as Ecopontas em Guimarães; a distribuição de cinzeiros portáteis à população fumadora; e o reforço dos caixotes do lixo com cinzeiros, especialmente em paragens de autocarro e à entrada das estações de metro. A estas medidas soma-se mais uma: aproveitar o valor das coimas para investir nas infraestruturas propostas e em futuras campanhas.

Mas não é só o debate político que alerta para o problema. Fique atento à iniciativa Enche o Saco – Apanha de Beatas, que a associação Zero Waste Lab leva com regularidade às ruas de Alfama (www.facebook.com/zerowastelabpt).

+ O Monumental vai mudar completamente. Em 2020, será assim

+ Conheça os vencedores do Concurso Sardinhas Festas de Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

1 comments
Rosemeire M

Deveriam investir o tempo e o dinheiro público em estudos de impactos sociais. Como o estudo de como evitar que o sistema economico vigente jogue pessoas na rua. Isto sim traz impactos degradante à toda sociedade. Quanto às beatas, sugiro uma campanha barata: "guarde suas beatas, pois vc pagou por ela".