Notícias / Vida urbana

Abriu a primeira rage room onde pode partir a loiça toda (ou monitores e teclados)

rage room, smash it, sala de raiva
Fotografia: Manuel Manso

É para partir a casa toda. E no fim nem vai ter de arrumar nada. Abriu a primeira rage room no país e se não está familiarizado com o conceito, nós ajudamos: descarregue a raiva numa sala cheia de equipamentos electrónicos e loiças. Mas como? A partir tudo o que vê à frente num exercício de destruição recreativa. A Smash it, em Benfica, está pronta para o receber.

Ninguém sabe bem a origem destas salas, onde nasceram e quem foram os pioneiros da ideia, mas todas elas operam com o mesmo propósito, o de aliviar o stress e descarregar a fúria, não fossem elas chamadas de salas de raiva. João Amil e César Lemos são os responsáveis pela Smash It, que desde o início do ano, quando começaram a trabalhar no projecto, recolhem material para ser destruído.

“A ideia surgiu por causa de uma irritação pessoal, [sentia que] precisava de extravasar essa irritação. Comecei a pesquisar e não havia nada cá, só nos Estados Unidos e no Canadá”, conta João. “Fiz a experiência no terraço de casa com dois anjinhos de Natal, para ver o efeito que provocava em mim. Foi aí que decidi que tinha mesmo de avançar com a ideia.”

Transformando uma necessidade numa oportunidade, os dois amigos fazem o espaço funcionar como uma espécie de terapia, sem precisar de ir ao médico ou fazer estragos em casa (ou até em alguém).

A acção desenrola-se no andar de baixo do número 19 da Rua das Furnas, onde estão duas salas, completamente insonorizadas “para evitar problemas com os vizinhos”, diz-nos João. Cada sala tem capacidade para duas pessoas “para evitar que alguém se aleije”. Uma das salas é maior e, portanto, tem mais espaço para deixar estragos.

Mas não pense que entra aqui de qualquer maneira, é preciso entrar em campo com um equipamento de segurança: macacão fluorescente, botas subidas, luvas, capacete e um colete-carapaça. Vestido a rigor, avizinha-se a destruição. As armas estão dispostas na parede, e vão desde uma simples panela ao bastão de basebol, uma marreta ou um pé de cabra.

rage room, smash it, sala de raiva

 

As armas estão na parede, é só escolher e começar a partir a loiça toda
Fotografia: Manuel Manso

 

A partir daqui é escolher e começar a aplicar a ira em garrafas, monitores, teclados, quadros, bibelots, impressoras... Até pode treinar o jeito para o boxe num manequim de silicone. Tudo sem as consequências prejudiciais que um passatempo destes teria na vida real.

A Smash It tem seis menus disponíveis, todos para uma ou duas pessoas, onde os preços variam consoante a quantidade de material que quer partir. O mais simples custa 9,95€ e inclui apenas 10 garrafas – e olhe que não é nada fácil parti-las, falamos por experiência  própria. Por 19,95€ sobe a parada para 25 garrafas. O menu Demolition inclui 10 garrafas, cinco peças de loiça, um aparelho electrónico e o manequim – que pode ou não ter uma fotografia de alguém menos predilecto –, fica por 39,95€.

rage room, smash it, sala de raiva

 

Quem quiser pode colocar uma fotografia de alguém menos predilecto no manequim e descarregar a fúria com um bastão ou luvas de boxe
Fotografia: Manuel Manso

 

 

Há um outro menu, de 119,95€, que o deixa escolher peças da montra da Smash it, como um PC completo, uma TV e o manequim. Pode simular uma ida ao supermercado e encher o carrinho com o que lhe apetecer, e aí o preço começa nos 29,95€ e acresce consoante o que escolher. César e João incentivam quem tiver em casa materiais obsoletos a levar as próprias coisas para partir lá (19,95€), ou então a fazer um simples donativo à casa. Esta sala de raiva está também pronta a receber team buildings que juntam à destruição jogos de competição entre equipas.

rage room, sala de raiva

 

No fim nem sequer tem de limpar os estragos
Fotografia: Manuel Manso

 

 

Para quem quiser ter uma experiência personalizada, é possível deixar tocar a sua própria playlist nas colunas da sala – se isso lhe servir de inspiração e lhe der força – ou instalar uma GoPro no capacete e filmar toda a sessão, para que no fim possa comprar o vídeo.

Rua das Furnas, 19A (Benfica). Ter-Dom 14.00-22.00, mas por marcação podem ser os períodos da manhã ou à segunda-feira (info@smash-it-room.pt).

 Está a nascer um pólo cultural entre o Chiado e o Príncipe Real

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments