A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Affettato: uma charcutaria italiana para todas as horas do dia

Por Beatriz Silva Pinto
Publicidade

No Affettato Salumeria, no Saldanha, pode tomar o pequeno-almoço, petiscar ao fim do dia ou comprar enchidos para replicar em casa as generosas tábuas servidas no restaurante.

Uma charcutaria para qualquer altura do dia. Podia ser este o slogan da Affettato Salumeria, que é apologista de que todas as horas são ideais para um bom queijo ou presunto italianos com pão. A nova loja/restaurante/café, que é um refúgio ao movimento da Avenida 5 de Outubro, junto ao Saldanha, acabou de abrir pela mão de Francisco Simões, um novato na restauração, mas um veterano na paixão por comida e vinho.

Apesar de também servir pequenos-almoços e ter menus mais convencionais (com bruschettas, sandes e saladas), o ponto forte da casa é a degustação de tábuas de queijos e enchidos, sempre italianos, usualmente acompanhadas de pão e cerveja ou vinho, também italiano. O favorito até à data é mesmo a tábua grande A (20€), ideal para partilhar, sobre a qual estão cinco produtos à sua escolha – entre ricotta, mortadella olímpica e calabrese, gorgonzola, provolone, prosciutto, porchetta e outros mais –, dois complementos (como pão, pesto ou pasta de azeitonas) e, para acompanhar, duas cervejas. Mas, se só quiser picar algo enquanto dá duas de letra com um amigo, há tábuas pequenas disponíveis, servidas com dois produtos à escolha (10€ ou 15€, dependendo se opta por vinho ou cerveja).

Tábua pequena
Fotografia: Inês Félix

O grande objectivo, aponta Francisco, é despertar nos portugueses o gosto pelo petisco ao fim do dia. A ideia nasceu de uma viagem a Madrid, quando visitou o Museo del Jamón e viu como funcionava a charcutaria, ponto central do espaço. “Tem imensa adesão porque atrai as pessoas que saem do trabalho e procuram um sítio para 15 minutos de conversa enquanto picam qualquer coisa”, conta. E confessa, entre risos: “Dei por mim, em seis dias que lá estive, a ir lá seis vezes.” Pouco tempo depois, quis replicar a façanha em Portugal, só que com um twist: os produtos são todos italianos.

Panino parma
Fotografia: Inês Félix

Francisco, de 27 anos, acredita que a moda da charcutaria é capaz de pegar, como já aconteceu em Itália, Espanha e Inglaterra. Mas mais facilmente entre a gente mais nova, explica: “A nossa geração já vai ter mais essa cultura, porque já começou mais cedo a sair da universidade e a ir beber uma cerveja para o Arco do Cego. Com o passar do tempo, isto vai mudar. Uma cerveja a 50 cêntimos é sempre apelativa, mas se calhar já prefiro pagar o dobro e picar qualquer coisa.”

Para já, Francisco ainda põe as mãos na massa por detrás do balcão do restaurante – fatia as carnes, prepara as tábuas – enquanto as funcionárias da loja vão conhecendo os produtos. E ele está sempre lá, à mão de semear, para uma dúvida, um conselho ou uma curiosidade sobre os petiscos salgados.

Produtos para venda
Fotografia: Inês Félix

Mas se vai à Affettato para uma boa refeição e é adepto do docinho no final, não saia de lá sem provar o cremoso (e pouco convencional) tiramisu, feito na hora (2,50€). E não precisa de ir embora de mãos a abanar: pode comprar tudo o que provou – e tudo o que lhe parecer apetitoso naquele triciclo amarelo carregado de enchidos – e replicar as tábuas em casa, para amigos ou família.

Avenida 5 de Outubro, 51A (Saldanha). Seg-Qua 10.00-21.00, Qui-Sex 10.00-22.00, Sáb 18.30-22.00.

+ Os melhores sítios para comer uma tábua de queijos e enchidos

Últimas notícias

    Publicidade