Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Agora há Choco Frrito à setubalense na Penha de França
Notícias / Comida

Agora há Choco Frrito à setubalense na Penha de França

Choco Frrito
©Manuel Manso

Carregue no érre do frito e não ache que os rr a mais são erro ortográfico – é uma homenagem ao dialecto charroco, o nome dado ao falar sadino, que ouvirá especialmente em bairros setubalenses como o Troino. Esta primeira lição serve para explicar o duplo érre em Choco Frrito, o nome da nova casa dedicada ao petisco na Penha de França.

Francisco Poças passou a infância a trincar o polvo tenro e macio de Setúbal, com polme dourado, graças ao pai, setubalense de gema. Há dois anos chamou os amigos Nuno Mourão, da Hamburgueria da Parada de Campo de Ourique, e Miguel Santos para entrarem num negócio dedicado a reinterpretar o choco frito de Setúbal. Começaram com uma barraquinha pequena na Praia da Saúde, perto do restaurante tradicional O Golfinho, e perceberam que era coisa com pernas para andar – rendeu dois verões sempre cheios, numa cozinha pequenina. Mudaram-se para Lisboa e fecharam a banca na praia, pelo menos até ao Verão do ano seguinte, quando a máquina de um restaurante a sério na capital já estiver bem oleada.

O poiso fixo é pequenino, com um balcão amarelo chamativo e candeeiros de palha (são, na verdade, armadilhas de camarão que chegaram de São Tomé e Príncipe), têm uns bancos altos no interior e uma esplanada pequenina. 

 

As tiras de choco e as choqrrettes
Fotografia: Manuel Manso

 

No menu mantêm a versão mais tradicional das tiras de choco com limão (8€), cujo polme levou bastante tempo a fazer no ponto, confessam – na praia, com uma cozinha pequeníssima e imensos pedidos, a luta era para que não se desfizesse, mas esse problema está resolvido. Têm também uma invenção que se tornou vencedora, as choqrrettes, uns croquetes de choco picado com tinta (uma unidade, 1,50€; três, 4€), um wrap com choco marinado (5€) e uma sanduíche de choco frito (3,20€), tudo sempre a acompanhar com batatas fritas (2€), ou não fosse este o nosso fish&chips – na praia era assim que explicavam aos turistas do que se tratava. “Muitos iam a contar com chocolate, por causa do nome”, ri-se Miguel, o responsável por todo o design da marca Choco Frrito.

 

Wrap com choco marinado
Fotografia: Manuel Manso

 

A lista de bebidas também cresceu, até porque querem ser ponto de encontro para finais de tarde e inícios de noite (ou noites mais curtas). Além de limonada fresca (1,30€), há sangria de limão com ou sem tinta, que é como quem diz, com ou sem shot de vinho do Porto a dar cor e sabor (2€ o copo, 10€ o jarro), cocktails clássicos como o Moscow Mule (7€), o mojito (5€) ou a caipirinha (5€) e uma curta selecção de vinhos.

Apesar de uma dose de choco frito ser refeição completa para almoços e jantares, há o menu foguete para quem quer só refrescar-se com uma imperial e mesmo assim picar qualquer coisa: duas tiras de choco e uma imperial ficam nos 2€.

Neste espaço têm horário alargado – pode chegar à 01.50 e pedir choco frito à vontade.

Rua da Penha França, 116 C (Penha de França). Ter-Dom 12.00-02.00.

+ Os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments