A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Polónia
DR

Airbnb oferece alojamento temporário a 100 mil refugiados ucranianos

A empresa trabalha há cinco anos com alojamento temporário para refugiados. A ajuda assume a forma de doações, estadias gratuitas ou descontos.

Editado por
Mauro Gonçalves
Escrito por
Lucas Corrêa
Publicidade

A Airbnb e a Airbnb.org, uma organização sem fins lucrativos destinada a facilitar estadias temporárias a pessoas em tempos de crise, anunciou esta segunda-feira, em comunicado de imprensa, que irá disponibilizar alojamento temporário gratuito a um total de 100.000 refugiados ucranianos. Estas estadias vão contar com a generosidade dos anfitriões, pelas doações para o Fundo para os Refugiados da Airbnb.org, e com o financiamento da Airbnb, Inc.

Os co-fundadores do Airbnb, Brian Chesky, Joe Gebbia e Nathan Blecharczyk, enviaram cartas aos líderes de toda a Europa disponibilizando ajuda para acolher os refugiados. Os primeiros países a receberem o apoio da Airbnb são a Polónia, a Alemanha, a Hungria e a Roménia.

Além do alojamento temporário, a Airbnb.org anunciou que vai trabalhar em estreita parceria com os governos para melhor apoiar as necessidades específicas do país, incluindo estadias de longa duração. 

Na semana passada, a mesma organização anunciou alojamento temporário a 21.300 refugiados afegãos e ainda estabeleceu o objectivo de oferecer alojamento temporário gratuito a mais 20.000 refugiados do Afeganistão, África, Médio Oriente, América Central e do Sul e outras regiões. 

No ano passado, a Airbnb.org anunciou a criação do Fundo para os Refugiados. Ainda foram estabelecidos alojamentos temporários para mais de 54.000 refugiados ou requerentes de asilo de países como a Síria, a Venezuela e o Afeganistão nos últimos cinco anos.

As pessoas interessadas em disponibilizar as suas casas para apoiar esta iniciativa podem contactar a Airbnb.org. Nos próximos dias a Airbnb vai partilhar detalhes adicionais sobre como os anfitriões e a comunidade em geral podem apoiar esta iniciativa com doações, estadias gratuitas ou descontos.

+ Lisboa sai em apoio dos ucranianos retidos na cidade e prepara chegada de refugiados

A Monstra homenageia a Bulgária e convida a olhar para o leste europeu

Últimas notícias

    Publicidade