A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Liquid Love
Arlei LimaSemi M’Zoughi e Cheila Tavares

Amor em estado líquido no Intendente

Cheila Tavares e Semi M’Zoughi abriram um bar de cocktails que é uma história de amor. O espaço é inspirado nos bares de Milão dos anos 1980.

Teresa David
Escrito por
Teresa David
Publicidade

Abriu há dois meses, mas para contar a história do Liquid Love, no Intendente, é preciso recuar nove anos, até 2014, altura em que a portuguesa Cheila Tavares e o italiano Semi M’Zoughi se conheceram quando trabalhavam num bar, em Londres. A história do novo bar de cocktails é, na verdade, uma história de amor. “Liquid Love é evocativo do nosso amor pela vida de bar, pela hospitalidade, e também o amor entre nós. Daí este nome super cheesy e que faz todo o sentido”, começa por contar Cheila Tavares.

Liquid Love
Arlei Lima

Este é o primeiro projecto do casal. “Queríamos que fosse muito caseiro, muito confortável. Queremos que as pessoas se sintam em casa, na nossa casa”, diz. Por isso o ambiente é descontraído, ainda que bonito. “Inspiramo-nos nos bares de Milão dos anos 1980”, justifica, daí o balcão em mármore e os tons verdes e terracota. Mas também há um aspeto marroquino a aquecer a sala. “O contraste das duas linhas é marroquino. Portanto, cor italiana, mas contraste norte-africano”. 

Liquid Love
Arlei Limaa night in tunisia (12€)

Além de Londres, o casal passou também por bares na Austrália. Quando aterraram em Lisboa, em 2018, integraram a equipa da Toca da Raposa, o bar de Constança Cordeiro, e também a do Machimbombo, outro bar de cocktails de autor. “Tivemos a sorte de trabalhar em bares de mixologia moderna e coquetelaria avançada”, comenta a responsável. Competências que agora aproveitam, com mestria, para criarem os seus próprios cocktails. “Nós utilizamos técnicas avançadas de extração de sabor para podermos fazer os nossos cocktails”, garante, e além disso criam os seus próprios destilados. “Podemos usar as técnicas mais avançadas, mas queremos sempre que o produto final seja uma coisa fácil de beber e que o cliente também entenda aquilo que nós temos”, acrescenta. 

Às técnicas de coquetelaria complexas juntam-se ingredientes especiais. “Temos sempre alguns elementos do nosso background. O Semi é ítalo-tunisino, eu sou portuguesa, da parte da minha mãe de Cabo Verde e da parte do meu pai de Angola”, esclarece Cheila. Exemplo disso são o I Mille (10€), com a bebida italiana campari bitter, sumo de clementina e grog, uma aguardente cabo-verdiana; e o a night in tunisia (12€), um dos favoritos, com tequila ras al hanut, uma especiaria da Tunísia. “Ainda não temos opções sem álcool, mas está nos planos”, adianta. 

Liquid Love
Arlei LimaI Mille (10€)

Para acompanhar, há comida – petiscos italianos, servidos a todas as horas. “A comida é muito importante para nós, somos super foodies, adoramos comer e adoramos cozinhar também. Por enquanto só temos coisas italianas, mas também queremos ter coisas portuguesas”, afirma a responsável. A focaccia com anchovas, pistáchio e ricotta (6€) é uma óptima opção. 

Liquid Love
Arlei LimaFocaccia de anchovas

No futuro, o casal tem planos para aumentar o menu dos cocktails e da comida. Também têm outra morada em vista. “Gostaríamos de abrir outro espaço, mas ainda agora começámos este, por isso vamos com calma. Temos de esperar mais um tempinho”, conclui. 


Rua do Desterro 5 (Intendente). Qua-Qui 18.00-01.00, Sex-Sáb 18.00-02.00, Seg 18.00-01.00

*Notícia alterada no dia 23 de Janeiro para corrigir uma imprecisão na morada. 

+ ‘Painéis de São Vicente’ adornam a mais recente cerveja da Dois Corvos

Últimas notícias

    Publicidade