Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Arraial Pride: tudo sobre o arraial mais inclusivo do planeta
Notícias / LGBT

Arraial Pride: tudo sobre o arraial mais inclusivo do planeta

Arraial Pride
Isaac Dos Santos Arraial Pride

Aqui não há manjericos, o Santo António é Variações e não se dança Quim Barreiros. O Arraial Pride regressa no sábado ao Terreiro do Paço para 12 horas de celebração do orgulho LGBT+. Damos-lhe o programa das festas, que conta com o regresso das Nonstop.

Cheira a sardinhas, o calor volta a apertar e sábado as bandeiras arco-íris regressam ao Terreiro do Paço. Tudo está bem quando acaba bem. O Arraial Pride, o maior evento LGBT+ do país, acontece, como é da praxe, no penúltimo fim-de-semana de Junho com uma programação que dura 12 horas, das quatro da tarde às quatro da manhã. O ano passado juntou “mais de 60 mil pessoas”, contas da ILGA, a associação que organiza desde 1997 – em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, a EGEAC, a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior e a Junta de Freguesia da Misericórdia – o arraial mais inclusivo do planeta.

Nesta 22ª edição da “celebração do orgulho e igualdade na principal praça da cidade de Lisboa” o número promete aumentar. Nem que seja à conta das Nonstop, a banda escolhida para encabeçar o cartaz deste ano. Talvez pelo nome não chegue lá à primeira, mas se lhe cantarmos “Ao Limite Eu Vou” (OK, vamos poupá-lo), o hit da girlsband portuguesa dos anos 00 que representou Portugal na Eurovisão de 2006, em Atenas, pode ser que a memória ajude. Ou talvez não. Certo é que Andrea, Kátia, Liliana e Rita aceitaram o desafio da organização e voltam a juntar-se para este concerto mais de 10 anos depois da última actuação em público – nessa mesma Eurovisão.

 

Nonstop

 

 

Este ano, o Arraial Pride tem uma “forte vertente comunitária”, diz a ILGA, “com espaços dedicados ao diálogo interassociativo, mostras de artesanato, vários bares de Lisboa e programação complementar aos vários concertos e actuações”. Um deles é o Arraialito, um espaço para os mais novos e respectivas famílias celebrarem o orgulho LGBT+ alfacinha.

Se as Nonstop e as barraquinhas de bebidas não lhe bastam, há mais razões para festejar no Terreiro do Paço. Kátia Aveiro (a irmã de Cristiano Ronaldo) e Peaches já foram escolhas da organização em anos anteriores para a festa. Este ano a aposta vai para artistas habitués das noites queer da cidade, como o projecto Fado Bicha, com Lila Fadista e João Caçador numa versão drag do fado. Conte ainda com actuações do CoLeGaS – Coro Lésbico, Gay e Simpatizante da ILGA, de Deborah Kristall (Fernando Santos), a estrela do Finalmente, e da dragqueen em ascensão Sylvia Koonz, vencedora do concurso Miss Drag Lisboa 2017 (um dos prémios era actuar no Arraial Pride).

Entre os DJs do Pride está Afonso Peixoto, elenco da websérie da RTP #CasadoCais, Bill Onair, MAG, Mr Mitsuhirato, Thug Unicorn e Violet.

Sábado, 16.00-04.00, no Terreiro do Paço. Grátis.

 

+ Coisas grátis para fazer em Lisboa esta semana

Publicidade
Publicidade