Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right 15 coisas grátis para fazer em Lisboa esta semana
Museu, Jardim das Esculturas, MNAC
©MNAC Jardim das Esculturas no MNAC

15 coisas grátis para fazer em Lisboa esta semana

As melhores coisas para fazer em Lisboa, sem gastar um tostão.

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Grátis é a palavra mágica que todos gostamos de ouvir. Felizmente, uma das vantagens de viver em Lisboa (e são bastantes) é ter à disposição um calendário de iniciativas gratuitas que lhe dá poucos argumentos para ficar a preguiçar em casa. Por isso mesmo, todas as semanas trazemos-lhe sugestões para aproveitar, à borla, tudo o que Lisboa tem para oferecer, ou seja, eventos que pode usufruir sem ter de abrir os cordões à bolsa, das exposições aos concertos no jardim. Vai ficar surpreendido com a quantidade de coisas grátis (e seguras, que por estes dias o que nós queremos é tudo limpinho e sem ajuntamentos) que há para fazer na cidade.

Recomendado: 18 sítios em Lisboa que são mais do que parecem

Grátis em Lisboa esta semana

Dj Marfox
Dj Marfox
©Marta Pina

1. Noites de Verão

Música Vários locais

A partir de dia 7 de Agosto, todas as sextas-feiras, até dia 25 de Setembro, a associação cultural Filho Único leva concertos ao Jardim das Estátuas, no Museu Nacional de Arte Contemporânea (MNAC), e ao Jardim da Galeria Quadrum. Todas as sextas-feiras, a partir das 19.00, há nomes a subir a palco. A entrada é livre, mediante o levantamento de um ingresso, de forma a cumprir as normas em vigor. A agenda abre com Nuno Rebelo a 7 de Agosto.

Cordel
Cordel
© Tomás Monteiro

2. Movimento Reverbera

Música Lisboa, Lisboa

Acontece online, mas também offline. Este movimento criado pela Associação Fertilenredo para “incentivar o regresso aos sorrisos” reúne um conjunto de iniciativas de apoio aos agentes culturais que acontece a 8 e 9 de Agosto: dois dias, um palco aberto e ambulante em cima de um autocarro que circula pelas ruas de Lisboa. O evento é transmitido através de lives nas redes sociais e no site oficial, mas também pode ser apreciado “live”, em 3D, na rua. O movimento conta a 8 de Agosto com Cordel e Camila Masiso (do Rossio ao Parque das Nações) e a 9 de Agosto com Chalo Correira e Viva o Samba (de Algés ao Cais do Sodré).

Publicidade
exposição um mundo de mascaras
exposição um mundo de mascaras
©DR

3. Um Mundo de Máscaras

Arte Museu da Farmácia, Chiado/Cais do Sodré

Começou a 18 de Maio como exposição virtual, ainda disponível em www.ummundodemascaras.com, mas agora é possível ver ao vivo e a cores 15 máscaras de cinco museus portugueses. Organizada pelo Museu da Farmácia, onde inaugurou a 8 de Julho, a exposição é também uma viagem pelo espólio do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, do Museu da Marioneta, do Museu do Oriente e do Museu Nacional de Etnologia. Como explica Gonçalo Magano, curador do Museu da Farmácia, Um Mundo de Máscaras é “uma ponte entre o presente e o passado, revelando um mundo de histórias dentro de um objecto, que se torna rosto da diversidade de museus e colecções em Portugal”. Há ainda uma componente de realidade aumentada que possibilita aos visitantes vestir as máscaras que estão na exposição, através da leitura de um QR Code com um telemóvel.

Earthkeeping / Earthshaking, Uriel Orlow, quadrum, Lubumbashi Biennale VI
Earthkeeping / Earthshaking, Uriel Orlow, quadrum, Lubumbashi Biennale VI
©Uriel Orlow

4. Earthkeeping/ Earthshaking

Arte Galeria Quadrum, Alvalade

Esta exposição leva arte, feminismos e ecologia à Galeria Quadrum. Partindo de Heresies: a feminist publication on art and politics, emblemática revista norte-americana que, em finais dos anos 70, inícios de 80 do século passado, teve particular relevância durante a segunda vaga do movimento feminista. “Queríamos mostrar a heterogeneidade e a pluralidade de perspectivas sobre feminismo e ecologia”, afirma Vanessa Badagliacca, que assina a curadoria com Giulia Lamoni, investigadoras do Instituto de História da Arte da Universidade Nova de Lisboa. A exposição reúne, de um lado, as artistas Ana Mendieta, Faith Wilding, Bonnie Ora Sherk, Cecilia Vicuña e a escritora Gioconda Belli, que contribuíram para a Heresies #13, e, do outro, Irene Buarque, Graça Pereira Coutinho, Lourdes Castro e Maria José Oliveira, cuja prática artística se situa no mesmo período da revista. Embora as mulheres estejam em maioria, há também obras de Rui Horta Pereira e Uriel Orlow.

Publicidade
dia dos museus
dia dos museus
©Euclides Delgado

5. Amoreiras 360° Panoramic View

Coisas para fazer Aulas e workshops Amoreiras 360° Panoramic View, Campolide

O famoso miradouro do centro comercial Amoreiras é um sítio privilegiado para admirar as colinas de Lisboa, os telhados vermelhinhos e o Tejo, para aquela foto incrível para as redes. Já reabriu, ainda que só durante os fins-de-semana, e até 31 de Agosto a entrada é gratuita. O número de visitantes será limitado e as entradas passam a decorrer por ordem de chegada, sendo obrigatório o uso de máscara na plataforma.

Judy
Judy
©David Hindley

6. Cinema no Verão

Filmes Parque Mayer, Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Os finais de tarde de Verão, de copo na mão a ver o pôr-do-sol, não merecem acabar com uma simples ida para casa. Prolongue o ócio, porque às 21.30 é hora de cinema ao ar livre – e não tem de pagar um cêntimo a mais por isso. Durante o mês de Agosto, a Junta de Freguesia de Santo António continua a promover sessões todas as sextas-feiras e sábados. A 8 e 9 de Agosto pode ver os filmes Judy (2019) e Jersey Boys (2014).

Publicidade
Richard Hell por Roberta Bayley
Richard Hell por Roberta Bayley
©Roberta Bayley

7. velvetnirvana - coleção António Neto Alves

Coisas para fazer Pavilhão Branco, Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

De 1965, data das primeiras aparições dos Velvet Underground, a 1994, ano da morte de Kurt Cobain. É este o arco cronológico da exposição que reúne um conjunto de fotografias, livros, cartazes, fanzines, flyers, revistas e memorabilia da colecção de António Neto Alves. Uma viagem pela ligação entre a música e as artes visuais, uma relação que já nos deu coisas como a banana de Warhol na capa do primeiro disco dos Velvet Underground. Em "velvetnirvana" pode ver, por exemplo, uma obra inédita do fotógrafo Paulo Nozolino, um conjunto de painéis com cinco polaroids ampliadas; imagens de Pedro Fradique do concerto dos Sonic Youth no Campo Pequeno, em 1993; ou do concerto dos Nirvana em Cascais, em 1994, da autoria de Rita Carmo.

Gonçalo Ribeiro Telles
Gonçalo Ribeiro Telles
©Gonçalo Ribeiro Telles

8. O Mester da Paisagem

Coisas para fazer Exposições Casa dos 24, Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Esta exposição dedicada ao arquitecto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, que também marca a abertura ao público da antiga Casa dos 24, percorre a obra de pensar e trabalhar do "pai do Plano Verde de Lisboa".  

Publicidade
Fossil
Fossil
James Newitt - Fossil

9. Fossil

Arte Carpintarias de São Lázaro, Lisboa

Depois de mais de três meses fechadas, as Carpintarias de São Lázaro reabrem com uma exposição inédita do australiano James Newitt, "Fossil", que permanecerá no espaço até 29 de Agosto. Artista visual e realizador a viver entre Lisboa e Hobart, na Tasmânia, Newitt já expôs por cá, individualmente e em colectivas, na Appleton Square, no Ar Sólido e no Maumaus Lumiar Cité. A exposição que se prepara para apresentar agora é, antes de mais, uma curta-metragem que explora os lapsos na memória e as lacunas na linguagem de alguém em recuperação de um trauma. O filme foi uma encomenda da Art Gallery of New South Wales, em Sydney, para a exposição “The National 2019: New Australian Art” e foi filmado na íntegra nas próprias Carpintarias. Estreia-se na Europa em formato instalação, que ocupa vários espaços do centro cultural. No piso 0, será projectado o filme na íntegra em grande dimensão e no piso -1 haverá uma instalação imersiva. A entrada é gratuita nas Carpintarias durante o Verão.

POSTER 2020
POSTER 2020
DR

10. POSTER

Arte Arte ao ar livre Marvila, Marvila

O POSTER continua a fazer das ruas de Marvila uma galeria a céu aberto, com palavras, fotografias, desenhos e ilustrações, agora até 6 de Setembro. Sempre ao ar livre e com as distâncias recomendadas, o percurso expositivo estende-se ao longo da Rua do Açúcar. Os posters expostos são os dez trabalhos vencedores do Open Call e mais 20 de convidados nacionais e internacionais, entre eles Ljubomir Stanisic, Javier Mariscal, Inês Lopes Gonçalves, Rita Redshoes, Seamus Murphy, Alberto Garcia Alix, Vanessa Teodoro ou Maria Imaginário.

Publicidade
Catarina Glam
Catarina Glam
Catarina Glam

11. Capital Vices – Os Vícios da Capital

Arte Crack Kids Lisboa, Cais do Sodré

A Crack Kids está de volta e com ela vêm as exposições habituais no seu hall de entrada que está sempre em mudança, consoante as artes que por lá passam. Agora, foi Catarina Glam que se apoderou do espaço com a exposição “Capital Vices – Os Vícios da Capital” patente até 4 de Setembro. Todos sabem quais mas ninguém fala neles, são assim os pecados capitais desta exposição que traz ao Cais do Sodré as famosas figuras geométricas da artista. As esculturas em madeira, vincadas e de cores berrantes, não têm figura aparente, mas Glam fez questão de lhes dar forma e feitio, são eles: Belzebu (Gula), Mamon (Ganância), Asmodeus (Luxúria), Azazel (Ira), Leviatã (Inveja), Belphegor (Preguiça), Lúcifer (Vaidade) e ainda Satanás (Soberba). É melhor espreitar e admitir que estes demónios existem. 

treino ao ar livre
treino ao ar livre
Fotografia: Luis Quintero/ Unsplash

12. Treinos da Sport Zone

Notícias Vida urbana

O desconfinamento tem destas coisas: deixar os treinos em casa para passar a fazê-los ao ar livre. A Sport Zone seguiu essa premissa e oferece agora o serviço Sport Zone Gym Outdoor, com treinos gratuitos em Lisboa, no Jardim do Campo Grande, e no Porto, até 9 de Agosto. Para incentivar a prática de exercício físico durante a quarentena, a Sport Zone convidou personal trainers, professores e figuras públicas para dar aulas em directo e dicas de exercício nas redes sociais da marca. As inscrições são feitas online, através da plataforma Eventbrite, e o calendário completo com as respectivas aulas, dias e horários pode ser consultado aqui.

Publicidade
Swoon, underdogs
Swoon, underdogs
Swoon

13. Asteraceae

Arte Galeria Underdogs, Marvila

Três meses depois de ter de fechar a porta na cara da pandemia, a Galeria Underdogs regressa com duas exposições que ficam por lá até 8 de Agosto. A exposição da sala principal, “Asteraceae”, está entregue à artista americana Swoon e inclui uma vasta gama de obras expressivas em vários suportes – mostrando técnicas como os seus icónicos recortes e colagens em papel, estampa xilográfica, serigrafia e pintura aplicadas a diferentes superfícies. Funcionando como uma primeira apresentação a um público português, este conjunto de obras intimistas e figurativas é inspirado na vida pessoal de Swoon e nas suas interações com pessoas e com o mundo. O seu trabalho tornou-se conhecido por casar o fantástico e o mundano, juntando a isto elementos de fábulas e mitos e, recorrentemente, ao sagrado feminino.

Heather Benjamin
Heather Benjamin
Heather Benjamin

14. Split

Arte Galeria Underdogs, Marvila

Em 2019, a Underdogs passou a englobar também a Art Store e um espaço para pequenas exposições e projectos experimentais, o Underdogs Capsule. É aqui que a artista visual americana Heather Benjamin vai expor os seus trabalhos criados especificamente para este contexto com recurso a lápis, guache e acrílico sobre papel. “Split” é apenas uma amostra do trabalho da artista, que vive e trabalha em Nova Iorque, e apresenta uma faceta intimista e autobiográfica. É um meio para expressar as suas perspectivas sobre a dualidade de ser mulher, “comunicando tanto o júbilo da autoconfiança, da beleza e da força quanto a ansiedade do desalento, da humilhação e da insegurança através das suas originais personagens-avatares”, refere o comunicado. 

Publicidade
swingerra
swingerra
©DR

15. Estás Vendo Coisas

Arte Filme e vídeo Galeria da Boavista, Chiado/Cais do Sodré

A dupla artística brasileira Bárbara Wagner e Benjamim de Burca inaugura quinta-feira na Galeria da Boavista a sua primeira exposição individual em Portugal com duas vídeo-instalações sobre a ligação das condições socioeconómicas a expressões de cultura popular.

Lisboa low cost

MAAT
Fotografia: Arlindo Camacho

Guia para não pagar entrada nos museus em Lisboa

Coisas para fazer

Há museus completamente gratuitos em Lisboa (já os listámos) e depois há outros que não dão o braço a torcer e onde vai ter sempre de se chegar à frente e abrir a carteira. Mas ainda há um meio termo, aqueles que dão tréguas em pelo menos um dos dias da semana ou do mês, para que possa entrar sem gastar dinheiro. Seja ao sábado, no primeiro domingo do mês ou depois de uma certa hora – há opções para tudo e não há grandes desculpas para não aderir a estas borlas. Está pronto para apontar estas dicas?

Museu do Dinheiro
Inês Félix

Dez museus grátis em Lisboa e arredores

Museus

Não é ao domingo de manhã, sábado à tarde ou segunda de madrugada. Estes museus são de entrada gratuita sempre que a porta está aberta ao público ou recebem-no a troco de nada, sob marcação, para uma visita. E a busca pela descoberta de um museu gratuito também pode significar a descoberta de um museu que nem sempre está na ribalta. Fomos à procura dos museus grátis em Lisboa e concelhos vizinhos e descobrimos algumas pérolas museológicas. Da sala de operações do Movimento das Forças Armadas ao museu que respira dinheiro, há muito para aprender sem gastar um tostão. Aventure-se nestes museus grátis em Lisboa e arredores.

Publicidade
estufa fria
Fotografia: Manuel Manso

23 coisas para fazer em Lisboa até 5€

Coisas para fazer

É verdade que é cada vez menos fácil respeitar a fasquia da nota de cinco euros, mas se puxar pela cabeça ainda descobre muito para fazer na cidade sem ultrapassar este valor. A vida anda mais cara, bem sabemos, mas felizmente em Lisboa há sempre opções para todos os bolsos e feitios. Se já explorou as nossas sugestões de coisas grátis para fazer em Lisboa, está na altura de abrir os cordões à bolsa, mas sem puxar muito a corda do orçamento mensal. Desde um bom copo de vinho a um bom filme na maior casa dos clássicos do país, há muitas coisas para fazer em Lisboa até 5€.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade