A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Alfama
©Duarte DragoMiradouro das Portas do Sol

As melhores coisas grátis para fazer em Lisboa esta semana

As melhores coisas para fazer em Lisboa, sem gastar um tostão.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
e
Renata Lima Lobo
Publicidade

Grátis é a palavra mágica que todos gostamos de ouvir. Felizmente, uma das vantagens de viver em Lisboa (e são bastantes) é ter à disposição um calendário de iniciativas gratuitas que lhe dá poucos argumentos para ficar a preguiçar em casa. Por isso mesmo, todas as semanas, trazemos-lhe sugestões para aproveitar, à borla, tudo o que Lisboa tem para oferecer, ou seja, eventos de que pode usufruir sem ter de abrir os cordões à bolsa. Vai ficar surpreendido com a quantidade de coisas grátis que há para fazer em Lisboa.

Recomendado: Sítios em Lisboa que são mais do que parecem

Grátis em Lisboa esta semana

  • Coisas para fazer
  • Lisboa

As Bibliotecas de Alcântara, Marvila, Orlando Ribeiro e Palácio Galveias organizam, pela primeira vez, um projecto de programação cultural nocturna e de entrada gratuita, que promete animar as noites de quinta e sexta-feira, das 18.00 às 22.00. O objectivo é reforçar o papel das bibliotecas municipais como espaços de fruição cultural, de lazer e de proximidade. Esta primeira edição dos “Serões das Bibliotecas de Lisboa” conta com a participação de diferentes parceiros que, inspirados pela tipologia e espaço de cada um dos equipamentos, pensaram numa oferta cultural de proximidade adequada aos seus públicos e munícipes, que inclui cinema, jogos, concertos, tertúlias, sessões de slam poetry e muito mais.

  • Coisas para fazer
  • Belém

No segundo domingo de cada mês, é possível alinhar numa visita comentada gratuita à colecção permanente do novo edifício do Museu Nacional dos Coches, inaugurado em 2015 para acolher os coche e berlindas que já se sentiam apertados no antigo Picadeiro Real. Como o Coche dos Oceanos, que integrou a embaixada que D.João V enviou ao Papa em 1716 ou o landau onde seguia a família real em 1906, no dia do regicídio e no qual ainda é possível ver as marcas das balas. A actividade não requer inscrição, ou seja, a entrada é feita por ordem de chegada. A visita tem um limite máximo de 20 participantes. 

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Eventos cinematográficos
  • Estrela/Lapa/Santos

O Doclisboa está de volta ao Museu do Oriente, depois de um interregno forçado, para nos dar música. Sim, leu bem. Em Agosto, todos os domingos – dias 7, 14, 21 e 28, às 18.00 – servem para descobrir, no cinema, um território rico em expressões e referências musicais. A primeira sessão programada convida-nos a viajar até ao noroeste da Índia, com Junun, de Paul Thomas Anderson. A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete no dia da sessão, e explicamos-lhe tudo aqui.

  • Coisas para fazer
  • Oeiras

Finalmente uma boa desculpa para ir a Barcarena. As sessões de cinema ao ar livre decorrem todos os sábados, de Julho a Setembro, na Fábrica da Pólvora. A programação inclui a exibição de Bem-Vindo ao Norte, de Dany Boon (6 Ago); O Rei Leão, de Jon Favreau (13 Ago); O Menino Nicolau, de Laurent Tirard (20 Ago); Jojo Rabbit, de Taika Waititi (27 Ago); e Uma Fuga Para A Liberdade, de Taika Waititi (3 Set).

Publicidade
  • Desporto
  • Ioga e pilates
  • Sintra

A Associação Centro do Yoga de Sintra regressa à Praia das Maçãs já este Verão. A programação prevê quatro aulas gratuitas, às 09.00 dos dias 31 de Julho, 7 e 28 de Agosto e 18 de Setembro. A iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, tem como objectivo promover a modalidade e alargar o número de pessoas com acesso à prática. Se está preocupado com a falta de material ou habilidade, relaxe, que não é preciso. Segundo a organização, só precisa de levar uma toalha e boa disposição.

  • Música
  • Jazz
  • Castelo de São Jorge

Até ao final do mês de Agosto, decorre no Castelo São Jorge a terceira edição do programa musical Pôr do Sol no Castelo. É na Praça de Armas do Castelo que o palco está montado, pronto para receber alguns dos mais conceituados DJs portugueses, como Da Chick, ou mesmo um programa de jazz com curadoria do Hot Club. A entrada é gratuita, mas como a lotação é limitada, o levantamento de bilhetes é feito no dia do espectáculo, no máximo de dois por pessoa.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Comida

O Pátio da Água está de volta à Avenida da Liberdade, com uma grande novidade: uma parceria com a marca de gelados Santini. Até 9 de Setembro, estão previstas happy hours de picolinis de limão-hortelã, feitos obviamente com água da torneira. O pátio está aberto de segunda a sexta-feira, das 11.30 às 18.30, mas os picolinis só estão disponíveis às segundas, quartas e sextas, entre as 13.30 às 14.30.

  • Música
  • Cascais

Durante todo o mês de Agosto, o Casino Estoril reforça o programa de animação musical do espaço Lounge D, com concertos ao vivo e DJ sets, sempre com entrada livre. As Noites de Verão arrancam a 4 de Agosto, pelas 22.30, com o espectáculo 'Em Casa da Amália ao Vivo', uma noite dedicada ao fado e onde o palco será dividido pelos cantores Alexandra, Jorge Fernando, Paulo de Carvalho, FF, Ângelo Freire e José Gonçalez. Outro destaque da programação acontece às 22.00 de 18 de Agosto, com um concerto inédito que junta três dos grandes talentos revelados pelo programa The Voice, emitido pela RTP. É o caso de Luis Trigacheiro e Rodrigo Lourenço, vencedores das duas últimas edições, e João Leote, o segundo classificado da última edição. Aqui, a reserva de mesa é também uma possibilidade. A 23 de Agosto, pelas 22.00, os holofotes viram-se para Bárbara Tinoco, que irá interpretar temas do seu álbum de estreia Bárbara, lançado em 2021. Em qualquer um dos destes concertos a entrada é livre, mas há a possibilidade de reservar mesa, embora com um consumo mínimo obrigatório de 18€.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Exposições
  • Baixa Pombalina

Se é um espectador atento do Festival ao Largo, organizado todos os anos no largo do Teatro Nacional São Carlos (TNSC), já conheceu o mestre de cerimónias, Jorge Rodrigues, apresentador do festival desde o primeiro ano. É também coralista do TNSC, mas a sua ligação a esta casa começou quando tinha apenas 13 anos e assistiu ao bailado "A Bela Adormecida". No seu arquivo pessoal tem guardada uma colecção particular com materiais relacionados com este teatro onde trabalha há mais de 40 anos, elementos que ajudam a contar a história do TNSC e que pode ver na Galeria de Santa Maria Maior, na exposição "O Mundo no Chiado – Teatro de São Carlos", patente até 5 de Agosto.

  • Arte
  • Arte ao ar livre
  • Marvila

O que é que a pintora Paula Rego, a cantora e compositora Carolina Deslandes, o cartoonista e humorista Hugo Van der Ding e a cozinheira Filipa Gomes têm em comum? Estão todos nas paredes de Marvila até 2 de Setembro. A Poster Mostra está de volta e junta as criações em formato poster destes e de muitos outros artistas, além dos dez vencedores da Open Call. 

Publicidade
  • Música
  • Chiado

O mais vasto e ambicioso programa de Noites de Verão da Filho Único arranca já na terça-feira, 5 de Julho, com a inauguração, na Galeria ZDB, da instalação sonora O Nosso Pão, de Björn Torske e DJ Nigga Fox. E só termina a 3 de Setembro, data das actuações de Alexander von Schlippenbach, pianista determinante do free-jazz europeu, e outros artistas no Goethe-Institut. Pelo meio, passa pelos jardins das Galerias Municipais – Quadrum, do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta e do Museu Nacional de Arte Contemporânea, e pelo Anfiteatro de Pedra.

  • Filmes
  • Chiado/Cais do Sodré

O Polo Cultural Gaivotas | Boavista é um centro de criação artística municipal e desenvolve programas culturais para a comunidade. Um deles, gratuito, é este Gaivotas no Pátio, que renomeia o programa Lusco-Fusco, que se realizou entre 2016 e 2019, onde a sétima arte se encontra em destaque. As sessões de cinema decorrem ao ar livre, com curadoria de Os Filhos de Lumière, e têm como lema Das janelas aos caminhos. Os motivos do cinema”.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Concertos
  • Oeiras

Há 15 anos que o Somersby Out Jazz nos habitua a fins de tarde musicais na cidade de Lisboa. Este ano, o festival troca-nos as voltas e chega a Oeiras, assentando arraiais nos jardins mais icónicos do concelho. Já passou pelo Parque dos Poetas e pelo Parque Urbano do Jamor. Em Julho, ocupa o Parque Urbano de Miraflores. Em Agosto, decorre no Jardim da Quinta Real de Caxias. Em Setembro, termina o Verão em beleza nos Jardins do Palácio Marquês de Pombal. No cartaz, voltam a estar bandas nacionais de jazz, mas também de soul, de funk e de hip-hop.

  • Coisas para fazer
  • Exposições
  • Encarnação

Lembra-se do Rajá? E do óleo Fula? Do champô Foz e das camisas Regojo? Enquanto a casa está em obras, o Mude continua a cirandar por aí e, por estes dias, fixa-se no Entreposto – edifício empresarial às portas de Moscavide, onde o acervo colossal de design gráfico da Colecção Carlos Rocha acabou por encontrar uma lógica, ainda que inusitada, afinidade.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Santa Maria Maior

No ano em que se celebram os 40 anos da descriminalização da homossexualidade e quatro desde a consagração legal da autodeterminação de género, o Museu do Aljube Resistência e Liberdade continua a talhar o caminho pela dignidade da pessoa humana com a estreia da exposição que aborda as dinâmicas e tensões entre a repressão e as resistências de diversidade sexual e de género durante a ditadura e após a revolução. Porque revelar, nomear, reconhecer, representar e visibilizar é destruir preconceitos e educar para os direitos humanos. Conta com programação paralela, de ciclo de conversas a cinema, performances e visitas orientadas.

Lisboa low cost

  • Museus

Não é ao domingo de manhã, sábado à tarde ou segunda de madrugada. Estes museus são de entrada gratuita sempre que a porta está aberta ao público ou recebem-no a troco de nada, sob marcação, para uma visita. E a busca pela descoberta de um museu gratuito também pode significar a descoberta de um museu que nem sempre está na ribalta. Fomos à procura dos museus grátis em Lisboa e arredores e descobrimos algumas pérolas museológicas. Da sala de operações do Movimento das Forças Armadas ao museu que respira dinheiro, há muito para aprender sem gastar um tostão.

  • Museus

Há museus completamente gratuitos em Lisboa (já os listámos) e depois há outros que não dão o braço a torcer e onde vai ter sempre de se chegar à frente e abrir a carteira. Mas ainda há um meio termo, aqueles que dão tréguas em pelo menos um dos dias da semana ou do mês, para que possa entrar sem gastar dinheiro. Seja ao sábado, no primeiro domingo do mês ou depois de uma certa hora – há opções para tudo e não há grandes desculpas para não aderir a estas borlas. Está pronto para apontar estas dicas?

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade