Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As mulheres do Mediterrâneo estão prontas para ocupar o Cinema São Jorge
Notícias / Vida urbana

As mulheres do Mediterrâneo estão prontas para ocupar o Cinema São Jorge

Women's Film Festival
"Paradise Without People", de Francesca Trianni

A 6.ª edição do Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival regressa ao Cinema São Jorge no final de Outubro, para continuar a provar, através de meia centena de filmes, a vitalidade actual da mulher na indústria cinematográfica, da realização à assistência de produção. O programa inclui ainda uma exposição, mesas redondas, workshops, uma masterclass e dois concertos.

Seis anos depois, o objectivo do Olhares do Mediterrâneo é o mesmo: promover a exibição de filmes produzidos por mulheres ou por equipas artísticas onde as mulheres se destacam. Este ano, o festival de cinema no feminino arranca a 30 de Outubro, no Cinema São Jorge, com a exibição do filme de abertura marcada para o dia seguinte, 31: Paradise Without People, da italiana Francesca Trianni. Esta co-produção entre Grécia, Estónia e Alemanha é a primeira longa-metragem documental da vídeo-jornalista da revista internacional Time e acompanha duas mulheres sírias que dão à luz num hospital grego, no auge da crise europeia dos refugiados.

“Em 2019, a variedade e a vitalidade do cinema mediterrânico está também espelhada nos temas que atravessam a programação de Olhares do Mediterrâneo – Women's Film Festival, que abarcam desde o corpo das mulheres e a sua expressão, aos direitos e igualdade de género e às relações familiares e afectos; dos diferentes espaços em que habitamos no mundo de hoje, às migrações e deslocações em busca de refúgio”, pode ler-se em comunicado de imprensa.

Além da exibição de meia centena filmes, todos na versão original e legendados em português e inglês, o programa de cinco dias contempla vários workshops para crianças e adultos, dois concertos, uma masterclass por Francesca Trianni, duas mesas-redondas sobre “Seduções de Sexualidade” e “A Criminalização da Acção Humanitária no Mediterrâneo”; e a exposição fotográfica “Finding Home”, de Lynsey Addario, vencedora do 1.º prémio na categoria Innovative Storytelling da World Press Photo 2018.

O festival encerra a 3 de Novembro com Freedom Fields, da líbia-britânica Naziha Arebi, que segue três mulheres e a sua equipa de futebol na Líbia pós-revolução, enquanto o país mergulha na guerra civil e as esperanças utópicas da Primavera Árabe começam a esvair-se.

O livre-trânsito para o festival custa 45€, mas poderá adquirir bilhete para cada sessão por apenas 4€. Há ainda um bilhete familiar (10€), para dois adultos e uma criança. Por cada criança extra, terá de pagar 2€. Aproveite para consultar o programa completo e planear uma ida ao cinema em família.

+ Cinema alternativo em Lisboa esta semana

Publicidade
Publicidade