A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O Homem Que Matou Dom Quixote
©Diego Lopez CalvinO Homem Que Matou Dom Quixote

Filmes na biblioteca e mais cinema alternativo em Lisboa

Esta semana, há bom cinema em Lisboa para quem aprecia ciclos temáticos, fitas antigas e cinema alternativo.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Se é daqueles que não deixa passar uma estreia, pode espreitar os filmes em cartaz esta semana. Mas, se é um verdadeiro cinéfilo (ou um aspirante a), deve ter em mente que algumas pérolas do cinema escapam às grandes salas. São clássicos para ver e rever – ou apenas filmes fora da rota comercial e por isso fora dos grandes centros comerciais. Para não perder nada, todas as semanas damos-lhe as melhores sugestões de cinema alternativo em Lisboa, em salas muito especiais.

Recomendado: Clássicos de cinema para totós. Os melhores filmes de sempre

Cinema alternativo em Lisboa esta semana

  • Coisas para fazer
  • Eventos cinematográficos
  • Estrela/Lapa/Santos

O Doclisboa está de volta ao Museu do Oriente, depois de um interregno forçado, para nos dar música. Sim, leu bem. Todos os domingos até 28 de Agosto, às 18.00, servem para descobrir, no cinema, um território rico em expressões e referências musicais. Como Anatolian Trip (2018), que será exibido a 21 de Agosto, sobre uma banda de rock amadora de Istambul. A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete no dia da sessão, e explicamos-lhe tudo aqui.

  • Filmes
  • Santos

A plataforma Black Cat Cinema juntou forças com o Santos Collective. Um leva o cinema, outro a comida e bebida e juntos apresentam um conjunto de sessões de cinema ao ar livre no largo da Igreja de Santos-o-Velho. A cada sessão, os participantes são desafiados a fazerem uma doação de um bem alimentar ou de 1€ no acto da compra do bilhete, para ajudar a comunidade local mais desfavorecida. Uma oportunidade de ajudar e de ver ou rever filmes como Boneca de Luxo (Breakfast at Tiffany's, no original), de Blake Edwards, ou A Vida é Bela, de Roberto Benigni.

Publicidade
  • Filmes
  • Xabregas

Há sessões de cinema ao ar livre na zona industrial do Beato. A programação, que se prolonga pelo menos até ao fim deste mês, inclui desde filmes de culto a clássicos alternativos, como O Grande Lebowski, de Joel Coen (23 de Agosto), e O Grande Hotel Budapeste, de Wes Anderson (30 de Agosto). A entrada custa 7,90€ e é reservada a sócios, mas isso resolve-se com mais 3€.

  • Filmes
  • Chiado

Chris Wood e Phil Ilic, ambos ingleses, conheceram-se a fazer escalada na Arrábida. Conversa puxa conversa e lá se aperceberam que são dois cinéfilos com vontade de proporcionar experiências cinematográficas aos lisboetas. Aquilo que começou como sessões de cinema para amigos em casa de Phil tornou-se o Cine Society, o cinema ao ar livre que invadiu Lisboa no Verão de 2017 e que promete mais noites quentes para 2022. Os auscultadores são individuais e permitem a qualquer pessoa ir, por exemplo, buscar um cocktail sem perder o fio à meada.

Publicidade
  • Filmes
  • Lisboa

A esplanada do restaurante 39 Degraus, na Cinemateca Portuguesa, transforma-se numa sala de cinema ao ar livre até ao final de Agosto. De segunda a sábado há um ecrã exterior que exibe clássicos e filmes de culto, de My Fair Lady, de George Cukor, a Taxi Driver, de Martin Scorsese. Ao reservar mesa e jantar no restaurante, os bilhetes são oferta.

  • Filmes
  • Estrela/Lapa/Santos

O antigo Convento das Bernardas, onde agora se encontra o Museu da Marioneta, teve em tempos uma sala de cinema, na capela de Nossa Senhora da Nazareth. Chamava-se Cine-Esperança e, apesar de já não existir, está de volta este Verão, desta vez ao claustro, para sessões à luz das estrelas. Até 31 de Agosto, dar-se-á uso ao projector todas as quarta-feiras, sempre às 21.30. A selecção de filmes é variada, garante a organização, que promete Amigos Improváveis (17 Ago), Molière (24 Ago) ou Cinema Paraíso (31 Ago). Os bilhetes têm um custo único de 3€ por sessão e incluem acesso livre, a partir das 18.00 e apenas no dia das sessões, à exposição de longa duração do Museu da Marioneta.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Oeiras

Finalmente uma boa desculpa para ir a Barcarena. As sessões de cinema ao ar livre decorrem todos os sábados, de Julho a Setembro, na Fábrica da Pólvora. A programação ainda inclui O Menino Nicolau, de Laurent Tirard (20 Ago); Jojo Rabbit, de Taika Waititi (27 Ago); e Uma Fuga Para A Liberdade, de Taika Waititi (3 Set).

  • Filmes
  • Chiado/Cais do Sodré

O Polo Cultural Gaivotas | Boavista é um centro de criação artística municipal e desenvolve programas culturais para a comunidade. Um deles, gratuito, é este Gaivotas no Pátio, que renomeia o programa Lusco-Fusco, que se realizou entre 2016 e 2019, onde a sétima arte se encontra em destaque. As sessões de cinema decorrem ao ar livre, com curadoria de Os Filhos de Lumière, e têm como lema Das janelas aos caminhos. Os motivos do cinema”.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Lisboa

As bibliotecas municipais de Alcântara, Marvila, Orlando Ribeiro e Palácio Galveias organizam, pela primeira vez, um projecto de programação cultural nocturna e de entrada gratuita, que promete animar as noites de quinta e sexta-feira, das 18.00 às 22.00. A oferta inclui cinema, no jardim da Biblioteca Palácio Galveias, onde poderá ver O Homem Que Matou D. Quixote, de Terry Gilliam, a 25 de Agosto. As sessões começam às 21.30.

Mais cinema

Os 100 melhores filmes de terror de sempre
  • Filmes

Escolher os melhores filmes de terror de todos os tempos é assustador, a todos os níveis. Especialmente tendo em conta a atenção que o género tem recebido em anos recentes, à custa de filmes como Foge ou Hereditário. Parece que, depois de anos nas margens, o cinema de terror está a passar por um momento de adulação crítica. Ainda assim, quando chegou a altura de escolher os filmes mais assustadores de sempre, além dos críticos da Time Out, consultámos aqueles que nunca tiveram medo do terror. Do mestre Stephen King a Guillermo del Toro, passando por Alice Cooper.

Os 100 melhores filmes de comédia de sempre
  • Filmes

Qualquer lista de melhores filmes de comédia de sempre é discutível, que isto do humor varia muito de pessoa para pessoa. Então como é que se escolhem os melhores? Com seriedade e abrangência. Mais concretamente, falando com peritos, desde cómicos a actores, realizadores e escritores. Desde películas clássicas a outras mais recentes e de sucessos de bilheteira a filmes mais experimentais, por assim dizer, estas comédias são fonte contínua de gargalhadas ou sorrisinhos sarcásticos, tanto faz, perante a imaginação cómica ou o puro disparate transformado em arte de fazer rir.

Publicidade
Os 100 melhores filmes de ficção científica de sempre
  • Filmes

O potencial cinematográfico (e não só) da ficção científica é quase infinito. É nestes filmes que os nossos maiores pesadelos podem tornar-se realidade e os nossos sonhos concretizar-se, ao mesmo tempo que é dito e posto em causa algo sobre o nosso presente. E o género sempre fez as delícias do público, desde o tempo dos efeitos especiais básicos e rudimentares dos filmes mudos ao excesso digital dos blockbusters contemporâneos. Hoje, no entanto, é a própria crítica quem aplaude e celebra muitos destes filmes, tal como acontece com os super-heróis e o terror.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade