Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Cinema alternativo em Lisboa esta semana

Cinema alternativo em Lisboa esta semana

Há bom cinema na cidade para quem odeia centros comerciais e aprecia ciclos temáticos, fitas antigas e cinema alternativo

Jackie Brown
©DR Jackie Brown, de Quentin Tarantino
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Se é daqueles que não deixa passar uma estreia, pode espreitar os filmes em cartaz esta semana. Mas, se é um verdadeiro cinéfilo (ou um aspirante a), deve ter em mente que algumas pérolas do cinema escapam às grandes salas. São clássicos para ver e rever – ou apenas filmes fora da rota comercial e por isso fora dos grandes centros comerciais. Para não perder nada, todas as semanas damos-lhe as melhores sugestões de cinema alternativo em Lisboa, habitualmente em salas muito especiais. Não perca a oportunidade de ver (ou rever) alguns filmes obrigatórios, grandes clássicos ou filmes fora da rota comercial.

Recomendado: Filmes em cartaz esta semana

Cinema alternativo em Lisboa esta semana

A Guerra dos Tronos
©DR
Coisas para fazer

O Fascínio das Histórias

icon-location-pin Gulbenkian, São Sebastião
icon-calendar

No sábado, a Gulbenkian enche-se de histórias contadas pelo cinema, televisão, livros, jogos e até videoclips. O programa é extenso, mas é no Grande Auditório que o grande e o pequeno ecrã se unem numa só sala a partir do meio-dia. No cinema conte com Fahrenheit 451, de François Truffaut (1966), Blade Runner, de Ridley Scott (1982), Blade Runner 2049, de Denis Villeneuve (2017) e O Fascínio das Histórias, de Nuno Artur Silva e António Botelho (2019). Da televisão pode ver ou rever o primeiro episódio de Years and Years e o último de A Guerra dos Tronos. Descubra mais aqui.

Os Contos de Canterbury
©DR
Filmes

Ciclo Quem Conta um Conto

icon-location-pin Casa da Achada - Centro Mário Dionísio, Castelo de São Jorge
icon-calendar

À boleia do lançamento da edição Contos completos, uma colectânea que reúne os contos de Mário Dionísio, a Casa da Achada - Centro Mário Dionísio preparou um ciclo de cinema com onze obras que versam sobre o tema do conto. O ciclo acontece todas as segundas-feiras e dia 21 de Outubro é exibido Os Contos de Canterbury (1972) de Pier Paolo Pasolini, baseado num conjunto de histórias escritas pelo britânico Geoffrey Chaucer no século XIV.

Publicidade
Jackie Brown, de Quentin Tarantino
©DR
Filmes

Contra-Tempo

icon-location-pin Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, Lumiar
icon-calendar

Osdois voltam a organizar um ciclo de cinema na Biblioteca Orlando Ribeiro, em Telheiras, desta vez com filmes que em comum têm uma forma diferente de contar o tempo. São cinco as obras projectadas neste Contra-Tempo, cada uma delas com uma abordagem singular à passagem do tempo, seja recorrendo a elipses, flashbacks, narrativas fora de ordem e todo o tipo de distorções temporais. Para ver todas as quintas-feiras de Outubro, às 21.00, esta semana (17 de Outubro) com o filme Jackie Brown, de Quentin Tarantino.

Rio Bravo, de Howard Hawks
©DR
Filmes

Masterclass História do Cinema

icon-location-pin Auditório Municipal Maestro César Batalha, Oeiras
icon-calendar

É uma lista de 50 filmes, escolhidos pelo cineasta Lauro António, que todas as semanas passam no Auditório Municipal Maestro César Batalha. Do Japão a Itália, de Wim Wenders a Ingmar Bergman, há projetos de todos os géneros. Na sessão de 15 de Outubro pode ver Rio Bravo, de Howard Hawks.

Espaços com programação regular

Alvalade CineClube
©Alvalade CineClube
Coisas para fazer

Alvalade CineClube

icon-location-pin Grande Lisboa

Para já tem como morada principal o Centro Cívico Edmundo Pedro, localizado na sede da Junta de Freguesia de Alvalade que tem apoiado os primeiros passos deste cineclube. Foi inaugurado em Abril de 2019 por um grupo de entusiastas residentes (ou ex-residentes) no bairro que já respirou cinema, graças a salas como o Quarteto ou o King, entretanto encerradas e o objectivo é criar um espaço de convívio, reflexão, memória e descoberta. Cada ciclo de cinema é composto por quatro filmes, sendo exibido um ciclo por mês, e as sessões são de entrada livre.

Página oficial: www.facebook.com/AlvaladeCineClube

cine padaria
©Cine Padaria
Noite

Cine Padaria

icon-location-pin Lisboa

A cooperativa A Padaria do Povo foi criada em 1904 para fabricar pão mais barato para os habitantes da zona. E hoje é a grande sala de convívio de Campo de Ourique: tem xadrez, matraquilhos, dardos e bebidas a preços convidativos e é também a casa do Cine Padaria, organizado por um grupo de cidadãos que, em regime de voluntariado, organiza sessões gratuitas no âmbito do campOvivo, um movimento mais alargado de cidadãos de Campo de Ourique. “O que nos move  é levar a cabo um trabalho abrangente de celebração do cinema enquanto arte e abertura ao  mundo, trabalho esse que simultaneamente possibilite o reforço do sentido de pertença a uma comunidade”, explicam à Time Out.

Página oficial: www.facebook.com/cinepadaria

Publicidade
centro mário dionisio
Fotografia: Ana Luzia
Coisas para fazer

Casa da Achada - Centro Mário Dionísio

icon-location-pin Castelo de São Jorge

Foi fundada em Setembro de 2008 e aberta ao público um ano mais tarde. Partindo do espólio, interesses e obra de Mário Dionísio, a Casa da Achada, sede do Centro Mário Dionísio, funciona como pólo cultural de Lisboa, cidade em que o escritor, pintor e professor nasceu (1916), viveu e morreu (1993). A programação é variada, sempre de entrada livre, e inclui ciclos de cinema trimestrais, subordinados aos mais diversos temas.

Página oficial: www.centromariodionisio.org

Filmes

Cinemateca

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Tem por principal missão a divulgação e salvaguarda do património cinematográfico português e tem sessões diárias desde 1980 numa antiga moradia na Rua Barata Salgueiro. O edifício foi restaurado na viragem do século e hoje é possível assistir confortavelmente aos clássicos do cinema nacional e internacional em três salas: na sala Dr. Félix Ribeiro, a principal com 227 lugares, na Luís de Pina, com 47, e no terraço onde acontecem projecções quando a meteorologia o permite. No Palácio Foz, a primeira casa e onde hoje funciona a Cinemateca Júnior, está em permanência uma exposição sobre a génese do cinema, um percurso que começa nos espectáculos de sombras.

Página oficial: www.cinemateca.pt

Publicidade
VHS Nights
©VHS Nights
Noite, Bares abertos de madrugada

VHS Nights

icon-location-pin São Vicente 

Um dos momentos altos dos fins-de-semana da juventude dos anos 80 e 90 era escolher as melhores fitas no videoclube do bairro. As novas tecnologias sentenciaram a morte destes verdadeiros pontos de encontro cinéfilos das cidades, mas é possível matar saudades da fita magnética nestas sessões que acontecem no Damas, de quando a quando. Só tem de gostar dos géneros terror, ficção científica, acção, thriller, as coqueluches das VHS Nights.

Página oficial: www.facebook.com/VHSnights

Cinepop
©DR
Cinemas

Cinepop

icon-location-pin Areeiro/Alameda

Há quem ainda lhe chame Cinema Roma, uma sala que passou para as mãos da autarquia em 1997 para passar a ser a sede da Assembleia Municipal de Lisboa. Mas este auditório de 700 lugares também está aberto a actividades cívicas, culturais ou sociais como é o caso do Cinepop, um ciclo de filmes de culto dos anos 1970 a 1990 programado por Nuno Markl sem cadência fixa.

Página oficial: www.facebook.com/CinePopLx

Publicidade
Cinema Ideal
©DR
Filmes

Cinema Ideal

icon-location-pin Bairro Alto

Por aqui já passou o Salão Ideal, o Cinema Ideal (versão 1.0), o Cine Camões e o picante Cine Paraíso. O actual Cinema Ideal, embora numa versão moderna inaugurada em 2014, acaba por ser o mais antigo cinema de Lisboa em funcionamento e a programação tem um especial carinho por produções europeias.

Página oficial: www.cinemaideal.pt

Mais cinema

Filmes

Os 100 melhores filmes de comédia de sempre

Qualquer lista de melhores filmes de comédia de sempre é discutível (mas qual é que não é?), que isto do humor varia muito de pessoa para pessoa. Então como é que se escolhem os melhores? Com seriedade e abrangência. Mais concretamente, falando com peritos, desde cómicos a actores, realizadores e escritores.  Desde películas clássicas a outras mais recentes e de sucessos de bilheteira a filmes mais experimentais, por assim dizer, estas comédias são fonte contínua de gargalhadas ou sorrisinhos sarcásticos, tanto faz, perante a imaginação cómica ou o puro disparate transformado em arte de fazer rir. Recomendado: As escolhas dos peritos

Publicidade
Filmes

Os 100 melhores filmes de ficção científica de sempre

O potencial cinematográfico (e não só) da ficção científica é quase infinito. É nestes filmes que os nossos maiores pesadelos podem tornar-se realidade e os nossos sonhos concretizar-se, ao mesmo tempo que é dito e posto em causa algo sobre o nosso presente. E o género sempre fez as delícias do público, desde o tempo dos efeitos especiais básicos e rudimentares dos filmes mudos ao excesso digital dos blockbusters contemporâneos. 

Publicidade