A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Casa dos Prazeres Avillez
©Duarte DragoCasa dos Prazeres

Avillez fecha mais quatro restaurantes em Lisboa

Casa dos Prazeres, Café Lisboa, Cantina Peruana e Rei da China fecham permanentemente. Belcanto, com duas estrelas Michelin, reabre a 1 de Julho.

Por
Ines Garcia
Publicidade

José Avillez foi dos primeiros chefs a falar abertamente sobre a crise do sector, admitindo que o pós-Covid-19 seria duro e obrigaria a fechos e despedimentos. O anúncio da reabertura do Bairro do Avillez, no dia 1 de Junho, trouxe consigo a  primeira baixa no império: o Beco Cabaret Gourmet. Os espaços próprios da Pizzaria Lisboa e do Mini Bar também fecharam, passando para o interior do Bairro, no Chiado. Dias depois anuncia mais uns funerais: Casa dos Prazeres e Rei da China, uma parceria com o chef argentino Estanislao Carenzo, o Café Lisboa e a Cantina Peruana, que tinha a meias com Diego Muñoz, no Cais do Sodré.

Foram fechos discretos, privilegiando as reaberturas – o Belcanto, com duas estrelas Michelin, abre dia 1 de Julho –, mas as informações de todos estes restaurantes foram já retiradas do site oficial do chef. Também o Mini Bar, no Porto, fecha as portas permanentemente.

Os Cantinhos do Avillez, no Chiado, Parque das Nações, Cascais e Porto, mantêm-se no portefólio do chef, assim como o Canto, o restaurante mais recente que abriu com Ana Moura e António Zambujo, e os espaços na Gourmet Experience do El Corte Inglés. 

Em Junho de 2019, Avillez tinha já encerrado três restaurantes em Lisboa: o Za’atar, uma parceria com o libanês Joe Barza, a Pitaria e a Cantina Zé Avillez.

+ Time In: leia aqui a revista digital gratuita

Últimas notícias

    Publicidade