A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Filme, Cinema, Drama, Ivana, a Terrível (2019)
©DRIvana, a Terrível de Ivana Mladenovic

Beast International Film Festival: o cinema que veio do frio para a Filmin

O Beast International Film Festival passa das salas do Porto para a janela virtual da Filmin, de 24 de Março a 4 de Abril. Fazemos uma panorâmica à programação.

Por
Hugo Torres
Publicidade

A pandemia tem obrigado vários programas a transitarem, pelo menos temporariamente, para o ambiente digital. O Beast International Film Festival, que ainda estava em fase de consolidação quando o coronavírus chegou, levando o cinema do Leste europeu a salas do Porto como o Trindade ou a Casa da Artes, foi um dos eventos afectados. 2020 foi dado como perdido, com a quarta edição do festival a ser adiada para esta Primavera. As condições sanitárias, porém, continuam a impedir sessões presenciais, e a solução foi transferir a programação para a plataforma de streaming mais adequada: a Filmin.

O Beast decorrerá de 24 de Março a 4 de Abril, estando as suas longas e curtas-metragens disponíveis para todos os subscritores da Filmin – ou, para quem não quiser compromissos de longo prazo, ao preço de uma subscrição mensal (6,95€). A sessão de abertura está a cargo de Ivana Mladenović, dentro e fora de campo, com Ivana, a Terrível, um alegado documentário sobre o seu regresso de férias à cidade natal na Sérvia, com uma crise que os médicos não conseguem diagnosticar e receando o que a família dirá se descobrir que namora com um rapaz 13 anos mais novo. Um filme já premiado, que faz uso de “uma narrativa documental que desafia os limites entre drama, comédia e não-ficção”.

O programa Focus Country, que nesta quarta edição tem como país de destaque a Roménia, inclui títulos como Acasa, a Minha Casa, de Radu Ciorniciuc, que acompanha uma família de 11 que passa por uma mudança dramática depois de anos a viver nos pântanos da reserva natural de Bucareste; A Distância entre Mim e Eu, que acompanha o último ano de vida de Nina Cassian – que o Beast descreve assim: “poetisa judia romena de vanguarda, música, artista visual, femme fatale, bebedora prodigiosa e fumante terminal” –; ou O Jardim Soviético, de Dragos Turea, que investiga e documenta neste filme a razão de a taxa de cancro ter aumentado recentemente na Moldávia.

No entanto, não é apenas a produção romena que nos vem visitar à ponta ocidental da Europa. O Beast, organizado pela PLUS EAST – Associação Cultural, dedica-se a “iluminar” o cinema produzido no Leste europeu, dos Balcãs aos países do Báltico. Por isso haverá sempre mais para ver daquelas paisagens nas restantes secções do festival: EastWave, EastDoc e experimentalEAST. A programação completa pode ser consultada aqui.

+ Leia já, grátis, a edição digital da revista Time Out Portugal desta semana

+ Time Out Lisboa volta às edições em papel com revista premium

Últimas notícias

    Publicidade