A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
faÚlha
faÚlha

Bou Market: este mercado online é 100% dedicado ao talento português

Desde produtos gourmet até moda, o BOU Market reúne, num só local, mais de 250 marcas portuguesas, pequenas e independentes.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Se tem o hábito de encher o telemóvel com print screens das lojas que vai descobrindo no Instagram, não precisa de ter vergonha, porque não está só. Rita Bastos e Manuel Laranjo faziam o mesmo. Até resolverem criar uma plataforma online para reunir todas essas marcas portuguesas, pequenas e independentes. Foi assim que nasceu o BOU Market, 100% dedicado ao talento nacional e aos negócios locais.

Cansados de se esquecerem onde tinham comprado determinado produto e conscientes da dose de confiança que é preciso ter para comprar através de lojas no Instagram, muitas delas com poucos seguidores, Rita e Manuel resolveram criar um marketplace só para marcas portuguesas, pequenas e independentes, onde é possível comprar e vender em segurança.

“O BOU Market foi fundado em plena crise pandémica, numa altura em que o mundo teve que se adaptar a uma nova realidade. De um momento para o outro, os vendedores tiveram que aprender a comercializar online e os consumidores tiveram que aprender a comprar pela mesma via”, esclarecem os fundadores da plataforma, onde já é possível encontrar mais de 2700 produtos de cerca de 270 marcas.

A gestão dos produtos é feita, de forma independente, pelos próprios negócios, que se podem registar no BOU Market sem custos fixos, pagando apenas uma comissão de 17% pelo valor total de cada venda. Se quiser só comprar, também deverá registar-se, para que possa ter acesso a um perfil de utilizador, que permite gerir as encomendas feitas, criar listas de favoritos e até avaliar as marcas.

Desde moda e joalheria até peças para crianças ou gourmet, o que não falta é oferta para todos os gostos e feitios. Entre as marcas presentes na plataforma, encontramos nomes como, por exemplo, a AMU eco.lifE (sacos e almofadas sustentáveis), a Banana Split (acessórios para praia e dia-a-dia), a Zás Trás for Babies (bens para crianças e acessórios orgânicos e sustentáveis para bebés), a Naôa Jewelry (joalheria), a faÚlha (bijuteria artesanal) e Tachos&Vinil (cabazes gourmet com pequenos produtores portugueses).

“Estas marcas têm uma identidade muito própria e apostam em embrulhos personalizados e envios fora da caixa”, assegura Rita. “E há histórias de vida muito curiosas. Temos desde quem tenha criado um negócio porque entrou no desemprego a quem tenha desistido do seu emprego para apostar num negócio próprio. É muito bom sabermos que estamos a ajudar estas pessoas, que têm mesmo muito talento.”

+ Apps para descobrir o céu e fazer astroturismo em qualquer lugar

+ Leia, já, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade