Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Breaking Bad está de volta para dar um fim a Jesse Pinkman
Notícias / Filme

Breaking Bad está de volta para dar um fim a Jesse Pinkman

Breaking Bad
Ben Rothstein/Netflix El Camino: A Breaking Bad Movie

O que aconteceu a Jesse Pinkman depois daquele final de Breaking Bad? Estamos ansiosos por descobrir. E com medo. Faz sentido voltar a uma série que já tínhamos arrumado no panteão televisivo?

Foi em 2013 que Breaking Bad chegou ao fim, após cinco temporadas. A despedida agridoce de Walter White (Bryan Cranston) e Jesse Pinkman (Aaron Paul) parecia ditar o fim de uma era na televisão que tinha começado muitos anos antes com Os Sopranos, mas na verdade abria portas para um novo mundo: a Netflix começava a crescer, tal como as audiências impulsionadas pelas redes sociais. Dois anos depois, Vince Gilligan, a mente por trás de tudo, dava-nos Better Call Saul, o spin-off com a história do advogado e vigarista Saul Goodman (Bob Odenkirk). A crítica rendeu-se igualmente, assim como a maior parte dos fãs, que sempre foram insistindo num regresso da série-mãe. E, quando já ninguém acreditava, Gilligan surpreendeu e anunciou um filme de duas horas para fechar o capítulo: El Camino: A Breaking Bad Movie. Finalmente saberemos como correu a vida a Pinkman.

Por agora, não se sabe quase nada, tal é o segredo à volta de toda a produção – ao contrário do habitual, a Netflix não disponibilizou o filme à imprensa antes da estreia. Nada de surpreendente: foi assim nos últimos dois anos. Albuquerque, no Novo México, voltou a ser o cenário, mas foi muito difícil perceber o que estava a acontecer. Os locais de filmagens foram tapados por telas e camiões, e alguns actores viajaram sempre de jacto privado, sem aviso prévio. “Não quero abrir os meus presentes de Natal uma semana e meia antes do Natal”, justificou Gilligan à Hollywood Reporter, revista que deu capa ao filme no seu último número. Também por isso, sabe-se que estão de regresso mais de uma dezena de caras conhecidas de Breaking Bad, mas apenas são nomeados mais dois nomes para além de Pinkman: Skinny Pete (Charles Bake) e Badger (Matt L. Jones).

As expectativas são altas, tanto pela curiosidade como pelo medo de que o que aí vem possa estragar a memória do que ficou. Faz sentido voltar a uma história que acabou bem? À publicação norte-americana, Vince Gilligan confessou, no entanto, que a ideia para a história que se tornaria El Camino surgiu ainda antes de ter acabado Breaking Bad. “Não falei disso a realmente ninguém porque não tinha a certeza se chegaria a fazer alguma alguma coisa. Mas comecei a pensar para mim: o que aconteceu ao Jesse?”, conta.

Quando tudo acabou, Jesse Pinkman foge num carro, depois de ajudado por Walter White, que dificilmente voltaremos a ver. “Na minha cabeça, ele teve um final feliz. Mas à medida que os anos foram passando ia pensando como é que esse final – chamemos-lhe final, nem feliz nem triste – seria?”, continua.

Os dez anos da estreia de Breaking Bad foram a desculpa perfeita para voltar a isso. Foram, pelo menos, a forma de Gilligan começar a contar a ideia a alguns amigos. Modesto, dizia que seria talvez uma curta de cinco minutos. Mas era óbvio que haveria muito mais para dizer.

Os teasers e trailers que vão saindo fazem antever duas horas duras, como foi sempre a vida de Jesse. À Vulture, Aaron Paul disse recentemente que após ter lido o argumento precisou de parar. Ficou em silêncio a digerir. O medo é que a personagem morra.

“Eu estou como toda a gente no planeta, acho que o Vince e o resto dos argumentistas realmente arrasaram com o final de Breaking Bad, porquê mexer com isso?”, disse o actor à Hollywood Reporter, relembrando o momento em que soube que ia voltar. “Mas é do Vince que estamos a falar. Eu seguiria o Vince para um incêndio. É o quanto eu confio no homem. Faria qualquer coisa que me pedisse.”

Caso para dizer: yeah bitch!

Netflix. Sex (estreia)

+ Seis séries para ver em Outubro

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments