A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Café de Finca: há uma nova coffee shop em Alcântara

Por
Ines Garcia
Publicidade

O novo café de Alcântara quer ensinar o que é o café de especialidade.

Em Barcelona, o Café de Finca é uma coffee shop de referência onde se bebe e explica o que é o café de especialidade, com grãos 100% arábica. Miguel Negretti, o DJ Glue, que já servia o café desta torrefacção no seu outro espaço na zona ribeirinha, o Montana, fez uma parceria com os responsáveis da cafetaria espanhola e abriu um Café de Finca em Alcântara.

“Este café não é para beber a despachar como se fosse um shot”, avisa Miguel, que faz a comparação do café de especialidade – café de grãos sem defeitos e todos produzidos a, no mínimo, 1100 metros de altitude – com o vinho. “O mais fácil é mesmo comparar com alguma coisa que as pessoas já conhecem e explicar em tom de desafio. O vinho tem diferentes castas e regiões e o café também não é só café, é um mundo”, reforça. Uma das coisas mais importantes é a água – “95% do café é água e isso é a coisa mais importante”. Por isso, a própria água é tratada com um sistema de osmose inversa que retira todas as propriedades da água e a coloca num ponto neutro para o café ser saboreado tal como é, explica.

Qualquer que seja o café, é sempre servido com um shot de água para limpar o palato

Têm, por enquanto, café de nove origens diferentes, da Colômbia, Honduras, Etiópia ao México – mas a oferta deverá entretanto crescer, com o contacto directo com pequenos agricultores. Compram o lote e vão torrando à medida das suas necessidades, utilizando-o para expressos (1,30€), americano (2€), cappuccinos (2,60€), mocha (2,70€) ou infusões, como o café de filtro (2€), aeropress (3,50€) ou chemex (seis taças, 5€). Qualquer um chega sempre à mesa com um copo de água, neutra, para beber antes do café e limpar o palato.

Açaí com granola caseira e morangos
Fotografia: Manuel Manso

No Montana, no Cais do Sodré, o café acabava por ficar em segundo plano, afinal é uma loja de latas de spray, tintas, livros de arte urbana e obras da Underdogs que tem uma cafetaria onde o destaque acabou por ir para os bagels coloridos. E sentiram por isso necessidade de um café de bairro, embora tenham já apanhado uns resistentes a perguntar porque é que um café “normal” custa 1,30€. Miguel responde com paciência: “Não é por ser um sítio moderno e jovem. Todo o processo é manual, zero industrializado.”

Panquecas com frutos vermelhos

Apesar de o café ser o forte da casa, há toda uma parte de bolos e refeições ligeiras que estão a explorar, sempre caseiro. Têm taças de açaí com fruta e granola caseira, feita com arroz tufado (5,50€), tostas de abacate e feta (5,30€), amendoim e banana (3,90€) ou panquecas doces com mel e nutella (4€) ou frutos vermelhos (5€) e salgadas, com ovo e presunto fumado (5,50€). Há também bolos caseiros, como o de chocolate ou de noz, crumble de maçã, banana bread, tarteletes e brigadeiros.

Há café para levar, em grão ou moído, e chás também com a marca Café de Finca
Fotografia: Manuel Manso

Há pacotinhos de 250 gramas de todas as origens de café pronto a levar para casa, em grão ou moído.

Rua Luís de Camões, 112A (Alcântara). 96 111 9166. Seg-Sáb 08.30-17.00.

+ Os melhores cafés em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade