A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Casa do Bolo Lisboa
Fotografia: Joana RodriguesCasa do Bolo Lisboa

Casa do Bolo: Brasil e Portugal juntos num pote

Com doce de ovos ou chantilly de lima, o difícil vai ser escolher: os novos bolos no pote de Lisboa juntam dois países numa única sobremesa.

Por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Não há nada como um docinho para nos alegrar, muito menos se der para comer à colher. Quem o diz é a brasileira Joana Rodrigues, a pasteleira responsável pela Casa do Bolo, um novo negócio online de sobremesas em pote, que tenta conjugar os sabores do Brasil com os de Portugal. 

“O bolo no pote é muito comum no Brasil, mas é quase sempre de brigadeiro ou leite Nido, por isso resolvi fazer umas brincadeiras com receitas portuguesas”, conta-nos ao telefone Joana, que começou a pensar em lançar a Casa do Bolo no início de 2020. “Minha mãe tem uma empresa de alojamento local, mas com a pandemia sofremos muito e tivemos de reestruturar o negócio. Foi uma boa altura para fazer testes [na cozinha] e experimentar.”

Casa do Bolo
Casa do Bolo

Brincar com a acidez, reinventar o tradicional, acrescentar especiarias brasileiras: Joana não tem medo de arriscar e a sua criatividade já deu origem a mais de cinco propostas de bolo. De chocolate com mousse de oreo ou de cenoura com recheio de brigadeiro e cobertura de laranja, com compota caseira de morango ou com caramelo salgado e crumble de bolacha.

O processo de produção é totalmente artesanal, desde a decoração dos potes de vidro, que é assumidamente amiga do ambiente, às receitas ou montagem dos bolos. “Começamos a organizar tudo dois dias antes da entrega, mas só fabricamos na sexta-feira”, revela Joana, que é formada em Jornalismo, mas cresceu rodeada dos bolinhos da sua avó paterna, também Joana, que cozinhava para os netos todos os domingos.

Foi no Brasil, durante a infância e adolescência, que “pegou a habilidade”. Mas Joana lembra-se de provar logo várias sobremesas tradicionais portuguesas, do doce de ovos ao travesseiro de Sintra, quando chegou a Portugal, em 2018. “Quando tínhamos encontros em casa, antes da pandemia, eu sempre ficava responsável pela sobremesa.” Agora conta com a ajuda do namorado, português, para “aproveitar o melhor que a terra portuguesa tem para oferecer”.

Casa do Bolo
Casa do Bolo

Colocar no pote foi uma forma prática de “controlar aquela ansiedade por doces”, confessa, por entre risos. “Com um bolo inteiro temos a tentação de comer tudo, mas assim é mais saudável, dá para partilhar e podemos comprar, por exemplo, três para guardar no frigorífico, porque eles aguentam durante uns dias.”

O menu, lançado à segunda-feira, difere de semana para semana, com as entregas a serem feitas de sexta-feira a sábado. Há sempre entre três a quatro sabores disponíveis, incluindo um especial da semana, como o Home Alone, um bolo fofo com creme de baunilha e chantilly de groselha.

Para mandar vir, basta contactar Joana através da página de Instagram da Casa do Bolo. A encomenda mínima é de dois potes e os preços variam entre os 3,50€ e os 3,90€ por unidade, valores ao quais acresce a taxa de entrega (2,40€ para o concelho de Lisboa e 3,90€ para o resto do distrito). Se devolver os frascos na encomenda seguinte, recebe um desconto de 0,40€.

“Em breve, vamos ter bolos com especiarias mais exóticas, porque o Brasil tem muita diversidade de sementes, favas e frutos secos”, partilha Joana. “Ainda estamos a desenvolver, mas vamos usar guaraná e açaí.”

+ As melhores sobremesas ao domicílio

+ Está ansioso por voltar a viajar? Queremos saber tudo

Últimas notícias

    Publicidade