A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Diogo Vaz Chocolates
Fotografia: Gabriell Vieira

Chocolates artesanais Diogo Vaz, de São Tomé, chegaram ao Bairro Alto

Todos os chocolates são produzidos na aldeia Diogo Vaz, em São Tomé e Príncipe.

Por Ana Rita Carvalho
Publicidade

Passando a ombreira da porta do número 13 da Rua de O Século, no Bairro Alto, somos teletransportados para São Tomé. Há candeeiros em forma de palmeira, bandejas em forma de bananeiras ou fotografias de são tomenses que vivem e trabalham na roça Diogo Vaz, uma das mais antigas da ilha, cuja história remonta a 1880. A família de Marina Martin, de origem francesa, visitou pela primeira vez a roça em 2005 – reabilitaram a plantação e casa colonial e em 2018 começaram a produção de chocolate Diogo Vaz, que chegou este Verão ao Bairro Alto. 

“Não é apenas uma roça mas sim uma comunidade, os trabalhadores vivem lá e dedicam-se à produção do cacau desde a sua génese até que são embalados", conta João Brito, director comercial da marca.

Loja Diogo Vaz
Fotografia: Gabriell Vieira

Os chocolates são biológicos, artesanais e vegan, livres portanto, de óleo de palma ou de leite animal. São produzidos com base no conceito “tree to bar”, com ingredientes puros e seguindo todo um processo artesanal, em harmonia com o meio ambiente. 

Para chegar ao produto final o fruto é partido e as sementes são cuidadosamente retiradas da membrana que as une. Posteriormente são fermentadas e colocadas numa caixa de madeira onde o dia e os minutos em que foram depositadas são meticulosamente registados. Depois de secas ao sol num tabuleiro, são torradas e as máquinas tratam do processo de partir e descascar. O toque refinado de chocolateiros franceses permitiu chegar à receita final do chocolate actualmente disponível.

Há chocolates para todos os gostos: com notas cítrica, picantes, com frutos secos ou amadeirados, dos 65 aos 82% de percentagem de cacau. Na loja tem, por exemplo, a tablete de chocolate 65% Amelonado (6,90€), a tablete chocolate 70% Unroasted Amelonado (8,90€), ou pode provar o chocolate 75% Amelonado ou Trinitário (7,90€).

chocolates Diogo Vaz
Fotografia: Gabriell Vieira

Para quem gosta de sentir o poder do cacau pode optar pela opção 82% Blend Trinitário Amelonado (8,90€), com uma complexidade aromática ou ainda o novo chocolate negro com leite de coco (8,90€) . 

Além das barras, estão disponíveis sobremesas como macarons, salame com avelãs, tarteletes, bombons, até ao sazonal chocolate quente, tudo isto com o chocolate Diogo Vaz. Para se aventurar na cozinha pode comprar tabletes de 30 centímetros a peso ou o chocolate em grão. 

As compras podem ser feitas na loja do Bairro Alto ou através da loja online (a entrega é feita em 24 horas). 

Rua de O Século, 13 (Bairro Alto). 91 391 2624. Seg-Sáb 10.00-13.00/14.00-18.30 (os horários estão sujeitos a mudanças devido às restrições impostas devido à Covid-19).

Editado por Inês Garcia

+ Leia a edição desta semana: Natal Postal

+ As melhores lojas de doces em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade