Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As melhores lojas de doces em Lisboa

As melhores lojas de doces em Lisboa

Das gomas clássicas aos rebuçados artesanais, estas são as melhores lojas de doces em Lisboa para resolver os desejos de açúcar.

Publicidade
Papa Bubble
©Inês Félix

Não entre em guerra com o açúcar – arranje antes maneira de o equilibrar e introduzir em doses moderadas na sua vida. Nestas lojas de doces em Lisboa encontra rebuçados artesanais, feitos à vista do cliente e até personalizáveis, cupcakes temáticos (está aí a chegar o Halloween, portanto conte com recheios sangrentos), chocolates simples ou recheados, feitos com todos os tipos de chocolate, e até as guloseimas estrangeiras que tanto cobiçamos quando vemos nos filmes. Encha o saquinho dos doces, tal como se estivesse numa festa de crianças. Só não as coma todas de uma vez para evitar a overdose doce.

Recomendado: As melhores chocolatarias em Lisboa

As melhores lojas de doces em Lisboa

Papa Bubble
©Inês Félix
Compras, Chocolates e doces

Papabubble

Baixa Pombalina

A Papabubble abriu na Baixa lisboeta em 2009 e com ela veio todo um novo mundo de possibilidades. A marca é espanhola, tem lojas em cidades como Tóquio, Amesterdão, Nova Iorque, Pequim ou São Paulo e é especialista em rebuçados. Para lá das portas azuis envidraçadas, consegue espreitar todo o processo de produção dos rebuçados artesanais, ou não fosse esta uma loja-atelier.  Pode mandar fazer chupa-chupas personalizados (os rebuçados só a partir dos 10kg, para grandes eventos) ou levar os saquitos com as bolinhas perfeitinhas. Ao longo do ano vão tendo edições especiais, para o Dia dos Namorados, Halloween ou Natal.

bonbons
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Leonidas

Grande Lisboa

Avisamos já que dificilmente sairá de mãos a abanar desta chocolataria. A Leonidas, que foi buscar o nome ao mestre confeiteiro que criou um dos melhores chocolates do mundo, abriu a primeira loja na Bélgica em 1913. Mais de um século depois, chegou a Lisboa, onde já tem um pequeno império, com mais de 80 variedades de bombons. Os pralinês, pelos quais são mundialmente conhecidos, são um sucesso, mas as trufas de chocolate e os bombons de ganache com chocolate negro, laranja, framboesas ou rum não lhes ficam nada atrás.

Publicidade
Compras, Chocolates e doces

Hussel

Campo de Ourique

É o paraíso para qualquer sugar junkie. Esta loja da Hussel em Campo de Ourique tem uma grande variedade de gomas (os clássicos estão todos lá, como as melancias, bananas, tijolos ou línguas, vendidas a peso), de chocolates, bombons, rebuçados ou caramelos. A Hussel é também especialista em edições limitadas, adaptadas à estação do ano – conte com abóboras em chocolate no Halloween ou pais natais gigantes em Dezembro.

tease
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes, Pastelarias

Tease São Paulo

Cais do Sodré

A Tease é quase uma batota, porque é um café. Mas também pode ser loja de cupcakes. É esse o bolo mais famoso desta marca que nasceu no Bairro Alto. Existem quatro a cinco variedades de cupcakes por dia, com massas, recheios e coberturas coloridos (2,20€ cada). Pode pegar e levar numa caixinha, qual pecado para comer a meio da tarde, ou oferecer alguém numa ocasião especial. Conte com red velvets corações no dia dos Namorados ou recheios de frutos silvestres sangrentos por altura do Dia das Bruxas.

Publicidade
Glood, Mercearia do Mundo
©Manuel Manso
Compras, Supermercados

Glood

Areeiro/Alameda

A Glood é uma perdição. Há quase todas as guloseimas de todo o mundo, edições limitadas, raridades e doces que podiam até considerar-se coleccionáveis, se houvesse alguma forma higiénica de os preservar depois de comer (não há e mais vale não pensar mais nisso).

arcádia
Rita Brás
Restaurantes, Cafeteria

Arcádia

Parque das Nações

Há margaridas, pétalas, amêndoas, bombons de todas as formas e feitios, com chocolate branco, de leite ou negro, amêndoas coloridas de licor. A Arcádia, que pertence à família Bastos, foi fundada no Porto em 1933. Além das línguas e das drageias de açúcar coloridas, também muito conhecidas, fazem bombons que variam na origem do cacau e no recheio. Alguns levam whisky, vinho do Porto ou até aguardente.

Publicidade
Compras, Chocolates e doces

Tão Bom

Lisboa

Esta loja na Alameda tem todas as guloseimas que possa imaginar, das gomas aos rebuçados, pastilhas, marshmallows. Nos tamanhos normais ou em versões industriais, como o ursinho goma gigante.Tem também loja online, com entregas ao domicílio ou recolha na loja. Caso para sair de lá a dizer: "tão bom!". 

Lisboa doce

Brigadeiros - Ponto mais doce da Cidade
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes

Sítios para comer brigadeiro

São pequenas bolinhas de felicidade importadas do Brasil, mais especificamente de São Paulo. E não é fácil resistir a este doce que na sua versão mais tradicional é feito à base de leite condensado e chocolate (qual bomba calórica) e com uma preparação relativamente rápida e fácil de reproduzir em casa. Entretanto já há brigadeiros de todos os sabores, do amendoim ao morango, caramelo, caju, limão. Há até uns com nacionalidade luso-portuguesa que mantêm a base de leite condensando mas sabem a arroz doce, pastel de nata ou baba de camelo. Prove os brigadeiros destes três sítios e tire a sua prova dos nove. 

Bolachas
©DR
Restaurantes

Os melhores sítios para comer cookies em Lisboa

Falam-nos em cookies (bolachas americanas com pepitas de chocolate) e viramos monstro das bolachas. Não dá para comer só uma, nem duas, nem três. Ainda para mais quando a massa ainda está quentinha (cuidado com a barriga) e os pedaços de chocolate são mesmo grandes e estão meio derretidos – mais vale criar uma torre e ir dando cabo dela, uma a uma. Nestes sítios encontra tanto as versões mais tradicionais como umas decadentes, com massa de chocolate e pepitas ou até recheadas. Faça o seu roteiro para lanches gulosos. Depois só tem mesmo de preocupar-se em limpar as migalhas. 

Publicidade
Donnie Dough
©Manuel Manso
Restaurantes

Três sítios para comer brownies

Há parâmetros que todas as receitas de brownies devem cumprir. São feitos em tabuleiro, servidos em quadrados e devem ser húmidos, densos e macios mas sempre com muito chocolate (se não for team chocolate, opte pelo blondie, uma versão do brownie com baunilha). A receita original é americana e pode ter nozes na massa, para acrescentar uma textura crocante, e ser servido com uma bola de gelado. Nestes três sítios em Lisboa, encontra desde o mais tradicional à versão recheada ou em pote, para comer à colher. Há também uma versão com cookie dough no topo para aumentar a gulodice e outra com uns pozinhos de chá verde japonês matcha.  

Publicidade