A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Brigadeiros da Brigadeirando
©Inês Félix

Oito sítios em Lisboa para comer brigadeiros

Se é daqueles que não consegue dizer que não a este docinho pequeno, vá lambuzar-se com os brigadeiros destes oito sítios.

Escrito por
Teresa David
Publicidade

São pequenas bolinhas de felicidade importadas do Brasil, mais especificamente de São Paulo. E não é fácil resistir a este doce que na sua versão mais tradicional é feito à base de leite condensado e chocolate (qual bomba calórica) e com uma preparação relativamente rápida e fácil de reproduzir em casa. Entretanto já há brigadeiros de todos os sabores, do amendoim ao morango, caramelo, caju, limão. Há até uns com nacionalidade luso-portuguesa que mantêm a base de leite condensando mas sabem a arroz doce, pastel de nata ou baba de camelo. Prove os brigadeiros destes oito sítios.

Recomendado: Bonjour, Lisbonne. As novas croissanterias em Lisboa

Oito sítios para comer brigadeiro

  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Lisboa

Aqui pode comer brigadeiro em quase todas as formas doceiramente possíveis: há o bolo (28€/um quilo), pois claro, o petit gâteau com recheio de brigadeiro (2,5€/unidade), o pote com brigadeiro para comer à colher (4,99€) e ainda as unidades (1,40€). Aqui o doce brasileiro convive com o pão-de-ló português, mas isso são outros quinhentos.

 

  • Restaurantes
  • Bairro Alto

O nome até pode ser dinamarquês, mas o que aqui se faz tem pouco de nórdico e muito de brasileiro. A SMØR é uma pastelaria artesanal e não faltam os brigadeiros de vários sabores (1,50€) aos brownies, que tanto podem ser simples (2,80€) como levar cobertura de brigadeiro, nido com nutella ou doce de leite (3,50€), até aos croissants (1,60€/simples) e bolos. 

 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Alcântara

O tradicional é só o ponto de partida para Carolina Henke. Em bolinhas com uns quantos sabores e coberturas (14€/caixa com 8), em bolo (28€-38€/minibolo) em formatos especiais para a Páscoa, Natal e Dia da Mãe, esta brasileira a viver em Portugal mostra como o leite condensado com cacau é um casamento versátil. 

  • Restaurantes
  • Cafés
  • Chiado

É, sem dúvida, original: brigadeiros cruzados com sabores portugueses como pastel de nata, licor Beirão ou baba de camelo (1,35€/unidade). Se tem amor ao leite condensado, saiba que aqui também se bebe café bombom.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

Os olhos também comem, bem sabemos, portanto basta ir ao Instagram da Pepicon para ficar a babar para os bonitos bolos. Há várias opções que incluem brigadeiros. Além das unidades (1,20€), há brigadeiro no pote (4,50€), bolo de cenoura com calda de brigadeiro (4€), ou um brownie com cobertura de brigadeiro (3€). 

  • Restaurantes
  • Grande Lisboa

Na Brigadeiro Gourmet LX há 14 sabores diferentes de brigadeiro, distribuidos por caixas com diferentes tamanhos e variedades (6€/caixa de 4). O projecto chegou a Lisboa pelas mãos de Roberta Medina, Kátia Hickmann, Catarina Marques Vieira e Lucas Nogueira, depois de ter conquistado o paladar dos londrinos. A experiência gourmet vem com os ingredientes, requintados, do brigadeiro brasileiro.

Publicidade

Bolos de festa, cookies e brownies são algumas das especialidades desta confeitaria virtual que nasceu em plena pandemia. Mas os doces da Claras em Neve não se ficam por aqui: os brigadeiros (1,20€/unidade) são uma tentação e é possível encomendá-los na Uber Eats e na Glovo, mas a loja também oferece entrega própria. 

  • Restaurantes
  • Sete Rios/Praça de Espanha

Brigadeiros de vários sabores, bolo de brigadeiro (tamanho pequeno, 19,50€), brownie, cookies. Já está convencido, certo? O nome deixa pouco à imaginação, o que não é necessariamente mau. Eis uma loja especializada na confecção de brigadeiros gourmet, preparados artesanalmente. 

Para quem prefere manter a linha

  • Compras
  • Mercearias

Os melhores cabazes de frutas e legumes de Lisboa fazem-lhe a papinha toda. Quer dizer, a sopa não aparece cozinhada, nem a salada preparada, mas as idas ao supermercado ou ao mercado passam a ser quase desnecessárias. E estes cestinhos cheios de verduras e frutas frescas chegam-lhe a casa em menos de nada. No há desculpas para não deixar para trás as bananas do Panamá ou os tomates vindos de Espanha. 

  • Restaurantes

Ano novo, pré-Verão, pós-excessos. Não há uma altura certa para desintoxicar, e não estamos só a falar do açúcar que poderá ou não ter ingerido a mais para lidar com a vida. O último ano tem sido tóxico e todos precisamos de uma limpeza interior, de reforçar o sistema imunitário e continuar com saudinha, sem bicho. Para isso, nada melhor do que ingerir fruta e legumes em barda, sempre consciente das necessidades nutricionais do seu corpo. Se não sabe o que fazer à vida e não tem tempo para andar a cortar curgetes ou fazer sumos naturais, nós ajudamos. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade