A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Alice no País das Maravilhas
Ilustração de Beatriz Bagulho a partir das originais de Sir John Tenniel

Ciclo Festa de Desaniversário lança audiolivro, videojogo e muito mais

A programação digital da Fábrica das Artes, que se prolonga até Julho, inclui o lançamento de um audiolivro e de um videojogo inspirado no universo da Alice do País das Maravilhas.

Por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

O ciclo Festa de Desaniversário, promovido pela Fábrica das Artes do Centro Cultural de Belém, parte do espectáculo Paradoxos de Alice, do Teatro do Silêncio, para apresentar uma programação focada em aprofundar as relações com a criação artística e a filosofia com crianças. De audiolivros até videojogos, passando pelo cinema, a imaginação é o escape perfeito para o confinamento.

Além do convite a novos criadores para a infância, que pensaram não só uma instalação como quatro espectáculos portáteis, previstos estrear entre Abril e Maio, a Fábrica das Artes estreia "Do Outro Lado do Espelho", uma nova rúbrica de programação digital que, inspirada no universo criativo do Desaniversário, neologismo adoptado por Lewis Carroll, desdobra-se em duas propostas principais: um audiolivro e um videojogo.

Com apresentação de um capítulo novo a cada sexta-feira, até 16 de Julho, Alice por Cuca Monga é uma edição especial dos clássicos infantis de Lewis Carroll, que já pode começar a ouvir no Spotify. Acompanhados por música original do Conjunto Cuca Monga, os actores do ciclo Festa de Desaniversário dão vida às duas grandes obras que deram o mote a esta programação dedicada aos universos de Alice e aos seus companheiros de aventuras.

Já a partir de 3 de Março, começará a ser lançado, um nível de cada vez, o videojogo Do Outro Lado da Toca, desenvolvido por “uma equipa de chapeleiros loucos do Instituto Superior Técnico” a partir da instalação homónima de Alice Albergaria Borges, Beatriz Bagulho e Madalena Castro.

Como parte da programação digital deste mesmo ciclo, estão também a ser partilhadas quatro entrevistas, divididas em seis partes,com pensadores de vários campos do conhecimento que se relacionam com as obras de Lewis Carroll. Todas as quartas-feiras, até 3 de Março, há um novo vídeo de “Indagações de Alice”, no canal de YouTube do Centro Cultural de Belém. Mas há mais.

A partir de Abril, também todas as quartas-feiras, poderá ver uma nova curta-metragem, num total de oito, inspirada no mundo onírico criado para o espectáculo Paradoxos de Alice, do Teatro do Silêncio. Todas abordam um paradoxo particular que deixa Alice, interpretada pela bailarina Leonor Keil, muito intrigada.

Chegados ao Verão, artistas e filósofos esperam poder marcar presença de corpo inteiro nos jardins do Centro Cultural de Belém para uma verdadeira Festa de Desaniversário. Até lá, é possível consultar toda a programação no site do CCB, assim como as propostas presenciais por agora adiadas.

+ Os eventos que pode ver na internet, em streaming

+ Leia já, grátis, a edição digital da revista Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade