A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Clube 33
Mariana Valle Lima

Clube 33. O novo espaço de compra e venda de discos de vinil em Lisboa

É o número de rotações por minuto de um LP em vinil e também o número da porta da nova loja de música na Rua Poiais de São Bento. Fomos conhecer a história deste clube que quer juntar os aficionados do vinil na capital.

Escrito por
Joana Moreira
Publicidade

O chão preto e branco axadrezado salta à vista. A arcada pombalina denuncia o legado histórico do espaço. Na pedra ainda se lê “Padaria Nacional”, mas agora é pelos discos frescos que se ruma ao número 33 da Rua Poiais de São Bento. O Clube 33 abriu discretamente em Março e quer ser o ponto de encontro dos que ouvem música através de um gira-discos.

“As pessoas e os discos? Só alguns merecem ser ouvidos na íntegra”, avisa um poster estrategicamente posicionado para ser lido logo à entrada. A curadoria da loja é eclética e vai de Beastie Boys a Black Sabbath, de Deftones a Lena D’Água. São milhares de referências que Alexandre Travessas, um dos responsáveis do Clube 33, foi acumulando durante anos. 

Ainda se vêem caixas amontoadas, cheias de discos que serão limpos e catalogados. Grande parte veio do arquivo do próprio fundador. “Tenho milhares de discos em casa, sou comprador assíduo, conheço as lojas todas de Lisboa e faço encomendas lá fora e tudo mais, conta à Time Out. Os discos a que tenho mais apego não saem de casa, confessa Alexandre, 43 anos, que também ganhou o acervo de uma antiga discoteca.

Clube 33
Mariana Valle Lima

O foco do espaço é a venda de discos novos e selados, mas há também uma zona dedicada à venda de discos usados, e um recanto com algumas peças de roupa da marca portuguesa Not Yet Famous. No piso inferior, para lá do balcão, preparam-se para, ainda durante o mês de Junho, abrir uma galeria. “Faria sentido ter uma programação ligada à música”, diz Alexandre, que pretende desenvolver actividades regulares, como sessões de leitura, audições de discos, lançamentos e exposições de arte. “Se correr tudo mal, abrimos um café lá em baixo”.

A solução rápida não é inocente. O espaço, alugado desde 2015, era para ser um restaurante. “A cozinha ia ser na parte de cima, chegámos a entregar o projecto na Câmara, tudo aprovado, mas a pandemia também nos cortou as pernas”, conta Alexandre, que trabalhou nos últimos 15 anos na indústria da música como produtor, road manager e agente. Durante a pandemia perdeu o trabalho, e, em conjunto com o sócio, procurou uma solução para aquele lugar que usavam como escritório. A ligação natural à música facilitou as parcerias que hoje o Clube 33 estabelece, com entidades como a revista LOUD! ou as editoras Raging Planet e Groovie Records.

Clube 33
Mariana Valle Lima

A inauguração oficial da loja acontece este sábado, 14, com um set de DJ Glitz a partir das 15.00, e flash tattoos da tatuadora Olaya Mo, da Casa Angelita.

R. Poiais de São Bento, 33 (São Bento). Seg-Sáb. 11.00-19.00. 214 038 570

+ Se esta rua fosse delas: a nova vida dos Poiais de São Bento

+ 13 lojas para comprar discos de vinil em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade