A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Chef, João Rodrigues, Matéria, Feitoria
©Manuel MansoChef João Rodrigues

Comida Independente promove um Mercado de Produtores no sábado

O novo Mercado de Produtores vai realizar-se até 19 de Dezembro na Praça de São Paulo. Acontece aos sábados, das 10.00 às 16.00.

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Os dias estão a ficar cada vez mais frios, e as ruas mais vazias, mas continuam a aparecer novos mercados ao ar livre. Como o Mercado de Produtores, que se estreia este sábado, 31 de Outubro, na Praça de São Paulo. A ideia partiu de Rita Santos, que ao longo dos últimos quatro anos tem viajado pelo país, a conhecer produtores, os seus métodos e os seus produtos, e no final de 2017 abriu a Comida Independente (Rua do Cais do Tojo, 28), uma mercearia com queijos, charcutaria, pão de fermentação lenta, chocolates e café, mas que também funciona como bar de vinhos, tem provas comentadas e chefs convidados.

Durante o confinamento fez entregas ao domicílio, uma forma de dar resposta aos pedidos, ao mesmo tempo que iam escoando os víveres dos produtores com quem trabalham. E agora vão ter mais espaço para o fazer, num Mercado de Produtores que irá acontecer todos os sábados, das 10.00 às 16.00, até 19 de Dezembro, em parceria com a Junta de Freguesia da Misericórdia. “Depois de alguma reflexão, propusemos à Junta um mercado de rua, onde conseguíssemos oferecer às pessoas os produtos mais frescos, num ambiente ao ar livre. A Junta ultrapassou a nossa expectativa oferecendo-nos a possibilidade de usar a Praça de São Paulo, que é uma praça muito discreta e muito bonita”, elogia Rita Santos.

Além da venda convencional, o toque de Midas do Mercado de Produtores é que cada sessão terá como tema um legume da época e um cozinheiro convidado que irá confeccionar um prato estilo “street food” baseado nesse produto. O primeiro será o chef João Rodrigues (dos restaurantes Feitoria e Rossio Gastrobar), que vai fazer um petisco com abóbora vinda do Vale das Dúvidas, uma extensa quinta alentejana, na zona da Vidigueira, onde existe uma horta com dois hectares.

Quanto aos produtores, alguns serão fixos e outros convidados por uma sessão. A origem dos produtos e a sua história será ainda partilhada nas redes sociais da Comida Independente, para que as pessoas saibam o que estão a comprar. “A pandemia trouxe movimentos súbitos e os canais de distribuição nem sempre conseguiram adaptar-se. Como resultado, houve produtores que tiveram quebras importantes. Por outro lado, houve congestionamentos na oferta, que não deu vazão a muitos pedidos. A agricultura não pode parar, a natureza continua a produzir e é importante manter os movimentos contínuos”, defende Rita Santos, sublinhando a importância deste mercado. Corra para lá e encha o saquinho de coisas boas e fresquinhas.

Praça de São Paulo. Rua de São Paulo, 71. Sáb 10.00-16.00. Entrada livre.

+ Receitas para fazer em casa

+ Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades e o melhor da sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade