A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
matéria, chefes
©Fabrice Demoulin

Congresso dos Cozinheiros: a saúde mental na cozinha em discussão

De 10 a 12 de Novembro, Oeiras abre-se ao mundo da gastronomia e debruça-se sobre o bem-estar de quem está atrás dos fogões. Debates, demonstrações e entrevistas fazem parte da programação.

Por Sebastião Almeida
Publicidade

Na sua 16.ª edição, o Congresso Nacional dos Cozinheiros vai dedicar-se ao tema da saúde mental na restauração. Num ano marcado pela pandemia, o debate será também dedicado a pensar e a discutir os impactos que as restrições impostas pelo novo coronavírus têm tido no sector e como este irá evoluir e enfrentar os novos desafios que vão surgindo. Sob o mote “Nós as pessoas”, o evento promovido pelas Edições do Gosto, de Paulo Amado, acontece entre 10 e 12 de Novembro, no Centro de Congressos do Tagus Park, em Oeiras.

A apresentação do evento, que se realizou numa sala do Lagoas Park Hotel, em Oeiras, levantou o véu sobre parte do que será falado em Novembro e promoveu três debates com convidados que integrarão o painel de convidados. Rui Sanches, CEO da Plateform, Isabel Caeiro, responsável de comunicação da Makro, e Pedro Abril, chef do Chapitô à Mesa, debateram o presente e o futuro da comunidade gastronómica. Redução de custos, a importância de salvaguardar equipas e a interdependência entre fornecedores e produtores foram alguns dos temas em análise, sempre com a pandemia em pano de fundo.

Ana Paula Pais, coordenadora do Turismo de Portugal, Carlos Coelho, presidente da Ivity Brand Corp, Vitor Adão, chef do Plano, e João Sá, do SÁLA, debruçaram-se sobre os desafios do trabalho, sobre o conceito de restaurante no momento actual e como a mudança que vivemos na sociedade irá afectar o sector da hotelaria e restauração em particular.

Por sua vez, Olga Cavaleiro, da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, Duarte Calvão, criador do blogue Mesa Marcada e conhecido gastrónomo, João Rodrigues, chef do Feitoria do Altis de Belém e Henrique Sá Pessoa, chef do Alma, reflectiram sobre o desenvolvimento futuro da profissão, questionando se o futuro passa por um regresso ao passado e como a pandemia veio contribuir para a quebra de um ciclo em que o cozinheiro era altamente mediatizado.

Além do painel de debates que se irá realizar, a presente edição está pensada sobre três pilares: dar a conhecer as pessoas envolvidas no meio, que se irá materializar na exibição de uma série documental sobre várias personalidades; a partilha de ferramentas e experiências, que acontecerá através dos debates, intervenções e demonstrações previstas; e, por fim, o apoio ao bem-estar psicológico – este ano a organização anunciou uma parceria com a Oficina de Psicologia, que irá promover um programa de apoio psicológico gratuito a longo prazo para profissionais da restauração.

Ao todo, serão três dias, com mais de 50 oradores, cuja programação será integralmente transmitida através do YouTube. A lotação do espaço estará limitada a convidados e oradores, devido à actual realidade. Em breve, será conhecido o programa completo.

Centro de Congressos do Tagus Park, 10-12 Nov, 09.30-19.00.

+ Os chefs da nova gastronomia lisboeta

+ Projecto Matéria: o ADN da cozinha portuguesa

Últimas notícias

    Publicidade