Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Coros, orquestras e muito mundo para celebrar o Natal em Lisboa
Notícias / Vida urbana

Coros, orquestras e muito mundo para celebrar o Natal em Lisboa

natal em lisboa 2018
©José Frade

As luzes de Natal estão acesas, marcando oficialmente o início da quadra natalícia. Ao mesmo tempo, a EGEAC apresentou a programação natalícia para todo o mês de Dezembro.

Todos os eventos que vai ler de seguida (e alguns imaginar ouvir) são de entrada gratuita, embora algumas actividades peçam uma rápida inscrição. A grande novidade este ano é que ao tradicional e multicultural Natal alfacinha, ao qual se têm juntado o Patriarcado de Lisboa, a Comunidade Hindu e o Centro Ismaili, se irá aliar também a União Budista. Mais uma vez, o programa de Natal para a cidade junta a música ao património de Lisboa, entre peças mais tradicionais e populares, gospel ou mesmo um espectáculo de ópera a pensar nos mais novos.

O primeiro grande concerto acontece na Igreja de São Domingos a 7 de Dezembro, sexta-feira, com o Coro Infanto-Juvenil e Orquestra Académica da Universidade de Lisboa. Um concerto que nos guiará numa viagem pelo século XX que inclui peças de dois compositores britânicos, de um norte-americano e também do maestro e compositor Fernando Lopes-Graça.

No dia seguinte, é o Coro Juvenil e Orquestra Juvenil de Cordas da AMAC (Academia Musical dos Amigos das Crianças) que dá música, também na Igreja de São Domingos. Entre o repertório que se fará ouvir, estará "Gloria", a mais conhecida obra sacra de Antonio Vivaldi, um dos mais importantes compositores barrocos; e "Concerto da Chiesa em Si menor" do compositor italiano Evaristo Felice dall’Abaco.

Nos dias 8 e 9 de Dezembro, no Museu de Santo António, é a vez das crianças privarem com a ópera, a arte que reúne a música, o teatro, a dança e até mesmo as artes plásticas num só espectáculo. Para este Conta-me uma Ópera, a peça escolhida é "Orfeu e Eurídice", de Christoph Willibald Gluck com libreto de Ranieri de’ Calzabigi. Estreada em 1792 em Viena, conta a história mitológica de como Orfeu (filho de Apolo e Calíope) traz Eurídice, uma ninfa, de volta para o mundo dos vivos.

A 9 de Dezembro as luzes viram-se para a Igreja de São Pedro de Alcântara, onde a Camerata Atlântica (um projecto que normalmente se dedica às sonoridades da América Latina), vai celebrar o Natal com composições barrocas dedicadas à quadra. Conte com Messias, a obra-prima de Händel, e obras de Bach, Vivaldi, Torelli ou mesmo Pachelbel, conhecido como o padrinho da música pop.

Se quer mesmo é ouvir o nosso Natal de Elvas, entre na Igreja de Nossa Senhora do Amparo, em Benfica, a 13 de Dezembro para ouvir o Filomúsica Ensemble. Um programa ecléctico com peças portuguesas, carols ingleses e temas tradicionais de outros natais inclui ainda "O Tannembaum" ou "Adeste Fideles" ao "Ave Maria" de Schubert.

A Igreja de São Roque recebe, a 14 de Dezembro, a Orquestra Orbis para um Adágio de Natal centrado na música barroca entre os séculos XVII e XIX com obras de mestres como Vivaldi, Bach ou Albinoni.

É a 15 de Dezembro que o Centro Ismaili se junta às comemorações e abre as portas a todos os que quiserem saber mais sobre a comunidade muçulmana Shia Imami Ismaili, que mora nas Laranjeiras há já duas décadas. Vai haver visitas guiadas e duas sessões musicais com Begoña Olavide e Javier Bergia que vão interpretar canções populares das tradições muçulmana, judaica e cristã, entre Portugal, Espanha ou Marrocos. A União Budista entra em cena entre 15 e 16 de Dezembro no Cinema São Jorge com duas Sessões de Meditação. Sábado há Shamata, ligada à paz interior, e Domingo Metta, uma sessão que desperta o amor e a bondade.

A música regressa a 16 de Dezembro na Igreja do Alto do Lumiar, onde a ComPasso e a Orquestra Jovem de Cordas do Conservatório Nacional interpretam obras do brasileiro Ernani Aguiar e do inglês John Francis Wade, o compositor que trouxe o "Adeste Fideles", de autor desconhecido, até aos nossos dias, num programa que termina ao som de "Canticorum" e "Joy to the World", de George Frideric Händel.

A 16 de Dezembro, um dos momentos altos deste Natal em Lisboa. A Orquestra Clássica Metropolitana sobe ao palco do Teatro São Luiz para recordar a "Flauta Mágica", de Mozart, o "Quebra-Nozes", de Tchaikovsky. Pelo meio, o pianista António Rosado toca o "Concerto para Piano N.º 5", de Beethoven.

A Comunidade Hindu é responsável por trazer ao seu Templo Radha Krishna, inaugurado em 1998, o Oriental X'MAS a 21 de Dezembro. As actividades programadas incluem visitas guiadas ao templo, um espectáculo de dança e música indianas, uma festa de Natal com comida, pinturas de Henna, insufláveis, música de Bollywood com DJ e só termina com a chegada do Pai Natal que vai oferecer presentes às crianças presentes.

O programa da EGEAC termina em grande nota com o concerto dos Gospel Collective na Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes, no Parque das Nações. O repertório vai andar à volta dos tradicionais espirituais negros que se misturam com ritmos mais urbanos e afro gospel. Um Natal em Lisboa que termina ao som do tradicional "Happy Day".

O programa completo pode ser consultado em www.culturanarua.pt

+ Mercado do Jardim da Estrela em dose tripla para o Natal

+ Cabazes para oferecer este Natal: do biológico ao solidário

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments