Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Dior declara o seu amor pelo perfume com primeira boutique em Lisboa
Maison Christian Dior
Inês Félix

Dior declara o seu amor pelo perfume com primeira boutique em Lisboa

Publicidade

Cheira bem, mas não cheira a Lisboa. A Maison Christian Dior traz à cidade pela primeira vez os aromas da casa francesa, directamente de Grasse, região da Riviera Francesa e o centro nevrálgico dos seus perfumes. A boutique abriu no El Corte Inglés e é dedicada ao amor pelo perfume e à arte de oferecer. 

É a primeira em Portugal e recria o universo Dior e todo o seu savoir-faire de perfumaria, uma forma de oferecer a Lisboa a experiência olfactiva da marca. A boutique funciona como um corner na zona de beleza do El Corte Inglés, com toda a elegância e delicadeza parisiense. 

“Lisboa é o sítio onde todos querem estar, onde nós não estávamos e havia esse potencial”, confessa Daniel Figuero, um dos embaixadores internacional de fragrâncias Dior que trabalha directamente com o perfumista da marca, François Demachy. “Além de que é uma boa combinação: a vibe de Lisboa com os aromas de Grasse”.

Aqui, a marca convida-o a meter o nariz onde não é chamado. As fragrâncias estão dispostas no balcão central de mármore, alinhadas na perfeição e por famílias olfativas – floral frutado, floral ligeiro, sensual e oriental. As fragrâncias (são sempre 22 sendo que, por ano, entram duas novas saindo outras duas). 

Inês Félix

Mas há mais. A loja é um autêntico consultório de aromas, onde todos podem ter uma consulta personalizada para descobrir qual das fragrâncias é a mais adequada à sua personalidade. Que cor gosta de vestir? Que mensagem gostava de passar se o seu perfume falasse? São algumas das perguntas que os especialistas Dior lhe farão antes de sugerirem dois ou três perfumes para perceber com qual se identifica mais. 

E se a loja recria uma casa tipicamente parisiense, há que transportar o visitante para cenários que o levem numa viagem visual até onde a magia da maison acontece. Há uma grande janela digital que simula a vista para a rua, mas em vez de ser uma rua lisboeta as vistas dão para Grasse, na Riviera Francesa. Isto graças a uma parede de imagens dos campos de flores no Château de La Colle Noire, propriedade da marca e onde Christian Dior dizia sentir-se tanto um perfumista como um costureiro. 

E o storytelling não acaba com as vistas digitais: há fotografias do próprio Christian Dior junto à sua mítica citação “A drop of perfume and you are dressed in Dior”, que é como quem diz que com uma gotinha destas fragrâncias fica vestido de Dior.  

Inês Félix

O espaço foi pensado ao detalhe e com uma zona dedicada à casa, não fosse a boutique também um local de culto de quem gosta de oferecer e receber, o verdadeiro anfitrião. Há sabonetes cheirosos (35€-50€) – onde nem precisa de abrir a caixa para sentir o aroma – e velas aromáticas (75€), às quais pode acrescentar acessórios como a base ou um apagador de velas, para manter a classe.   

“Pensámos muito na questão das ofertas e no que esse gesto simboliza quando vamos, por exemplo, a casa de alguém. A casa faz parte do universo Dior e pensamos nela como uma vertente do nosso trabalho”, explica Daniel. “Nós não queremos perfumar-nos a nós mesmos com o mesmo perfume que perfumamos a casa, então a Dior tentou encontrar esse equilíbrio perfeito entre uma coisa e outra.” 

As loções de corpo fazem parte da colecção da loja e ainda que não correspondam a todas as fragrâncias, François Demachy pensou nos ingredientes que combinavam com cada perfume fazendo pelo menos um creme por família olfactiva. 

Nesta Maison Christian Dior existe ainda um produto exclusivo: os Mitzah (180€). São lenços de seda estreitos que pode usar à volta do pulso, na cabeça ou até na mala – a vantagem é que podem ser perfumados. 

Av. António Augusto de Aguiar, 31. Seg-Qui 10.00-22.00, Sex-Sáb 10.00-11.30, Dom 10.00-20.00

+ As novas lojas em Lisboa que tem mesmo de conhecer

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade