Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Dom Roger: o novo restaurante realmente português de Vítor Sobral
Dom Roger
Gabriell Vieira

Dom Roger: o novo restaurante realmente português de Vítor Sobral

Nova aposta do chef Vítor Sobral abriu em Junho e quer servir comida simples, bem-feita e portuguesa.

Publicidade

Vítor Sobral não é homem de ficar quieto e durante o confinamento continuou a magicar ideias sem saber o que os tempos vindouros lhe trariam. Em Junho, poucos dias após a reabertura dos seus restantes restaurantes, inaugurou o Dom Roger, na Avenida da República, em Lisboa. O seu novo projecto havia sido adiado devido a uma situação nunca antes vivida, mas finalmente era lançado. Chama-se Dom Roger e é um sítio onde se exalta a gastronomia portuguesa. Visto de fora, o espaço é discreto, lembrando os típicos cafés e restaurantes das Avenidas Novas, mas com um toque moderno.

Dom Roger

 

A língua de vaca|Gabriell Vieira

 

A ideia é fazer uma cozinha sustentável, acima de tudo. Os produtos, claro, são portugueses. Os pratos, de preços acessíveis, giram em torno do receituário nacional, querendo “ir à tradição”. No dia em que a Time Out visita o novo restaurante de Vítor Sobral, a casa está composta. É hora do almoço e a clientela vai entrando. Uns para a sala interior, outros para a zona voltada para a Avenida da República. O ambiente faz lembrar as antigas cervejarias. A comida quer-se a saber a casa – bem feita, portanto, mas sem artifícios.

Dom Roger

 

As moelas|Gabriell Vieira

 

A refeição pode seguir dois caminhos: a dos petiscos, com uma recheada lista de sugestões, ou a de pratos mais compostos. Optámos pela primeira. As lâminas de língua de vaca de tomatada (6,80€) foram as primeiras a chegar. Daí, passámos às moelas fritas com picles de cebolinhas e poejos (6,80€). Por fim, foi a vez das iscas de porco de coentrada (4,80€), tudo a fazer lembrar a comida de tasca, cheia de memórias.

O repasto finaliza-se com um clássico polvo à lagareiro, que acompanha com couve lombardo e batata a murro (19,90€). Além do que nos chegou à mesa, há outros cachorros (3,80€), bifanas (3,50€), bifes de alcatra (11,50€), vazia maturada ou não (18,50€/14,50€), lombo (16,80€).

Dom Roger

 

O leite creme|Gabriell Vieira

 

Nas sobremesas, a mesma linha tradicional, onde pode encontrar leite creme queimado com açúcar de cana (3,80€) e umas farófias com creme de leite e baunilha (3,50€). Como estabelecimento singelo que é, dispõem de pratos do dia e em breve terá o serviço de pequeno-almoço.

Avenida da República, 47F (Saldanha). Seg-Dom 12.00-23.00.

+ Leia grátis a nova Time Out Portugal

+ Restaurantes de petiscos em Lisboa

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade