A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Eis a programação da próxima temporada do Teatro Nacional D. Maria II

Por Miguel Branco
Publicidade

O D. Maria II acaba de anunciar a sua programação para 2018/2019, que arranca a 15 de Setembro. Há Pascal Rambert, David Pereira Bastos, Teatro Praga, Teatro Experimental do Porto, Mohamed El Khatib, tg stan, Miguel Loureiro, As Crianças Loucas, entre outros.

Como sempre, a temporada no Teatro Nacional D. Maria II começa com o programa Entrada Livre, dois dias de entrada gratuita, de concertos, DJs, exposições com a Feira do Livro de Teatro, leituras encenadas e vários espectáculos. Entre eles os dois que marcam o arranque das festas: Teatro, texto e encenação do reconhecido criador francês Pascal Rambert – que anda às voltas com a noção de teatro, com esta nobre arte que teima em não cair – que ficará depois na Sala Garrett até 14 de Outubro e que conta com Beatriz Batarda, Rui Mendes, João Grosso, Cirila Bousset e Lúcia Maria no elenco (na foto); e À Espera de Godot, encenação de David Pereira Bastos do clássico de Beckett, e que terá Albano Jerónimo, o próprio encenador, Miguel Moreira e ainda alguém a definir, para ser vista de 15 de Setembro a 7 de Outubro na Sala Estúdio.

Ora, só com estes dois espectáculos já estávamos bem servidos. Mas há mais, muito mais, sempre com a mão de Tiago Rodrigues, que continua esta vontade de misturar novos artistas, nacionais e estrangeiros, com outros consagrados, para que se confrontem, para que eventualmente sejam melhores. Mas continuando. O Teatro Experimental do Porto traz a Trilogia da Juventude, naquela que é uma incursão rara nos últimos anos e que nos vai permitir ver o que anda a fazer a equipa de Gonçalo Amorim e Rui Pina Coelho. Sempre na Sala Estúdio teremos três espectáculos, em torno desse deserto infinito que é a juventude, com encenação de Amorim: Grande Tratado de Encenação (11-14 e 27 de Outubro) a partir de Pequeno Tratado de Encenação (1962) de António Pedro; A tecedeira que lia Zola (18-21 e 27 de Outubro) com texto, encenação e co-criação de Gonçalo Amorim, que sempre divide a criação com Rui Pina Coelho; e Maioria Absoluta (25 a 28 de Outubro), que gravita naqueles nossos anos 90, de maiorias absolutas consecutivas.

De 1 a 18 de Novembro, o D. Maria II recebe Worst Of, do Teatro Praga, que se propõe a recuperar a história da dramaturgia nacional e que significa o regresso da Praga ao Nacional, depois do tremendo sucesso de Tropa Fandanga. De 15 de Novembro a 16 de Dezembro, a Sala Estúdio acolhe Quarto Minguante, um texto de Joana Bértholo para Álvaro Correia encenar.

Outro momento essencial é a presença de Mohamed El Khatib. C’est la vie e Moi, Corinne Dadat, para ver de 28 de Novembro a 1 de Dezembro na Sala Garrett, são uma oportunidade única para conhecer o trabalho de um dos mais refrescantes criadores teatrais franceses.

As companhias ROSAS e tg stan atiram-se a Quartett, de Heiner Müller, de 11 a 13 de Dezembro. Alice no país das maravilhas (27 de Dezembro a 6 de Janeiro na Sala Garrett) é uma encenação a meias entre Maria João Luis e Ricardo Neves-Neves nesta co-produção entre o Teatro da Terra e o Teatro do Eléctrico.

No já habitual Ciclo Recém-Nascidos, dedicado a jovens estruturas, marcam presença As Crianças Loucas, com E todas as crianças são loucas, uma criação colectiva (que é também a sua primeira peça) de Bruno Ambrósio, João Cachola, Rodrigo Tomás, Sílvio Vieira e Vicente Wallenstein que estreou no final de 2017 na Escola de Mulheres e que aqui é para ver de 11 a 13 de Janeiro na Sala Estúdio. E ainda Uma Frida (18 a 20 de Janeiro), do Colectivo Retorno, de Sofia Santos Silva, Hugo Olim e Mariana Magalhães.

Entre muitas outras coisas – e porque o online apesar de ser infinito pode criar cansaço na vista do leitor – destaque ainda para o eterno clássico de Almeida Garrett Frei Luís de Sousa, que Miguel Loureiro vai encenar na Sala Garrett de 1 de Março a 7 de Abril.

Que venha de lá essa temporada. Estamos prontos.

Teatro: peças para ver em Junho

Teatro Praga: Welcome to the 'Jângal'

Últimas notícias

    Publicidade