A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Blanc
Gilles Aguilar

Em Janeiro, há música, dança e sessões de cinema em Almada

A iniciativa decorre ao longo de todo o mês de Janeiro. Todas as quartas haverá sessões de cinema no Auditório.

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

Janeiro é mês de recomeços e regressos, e o município de Almada quer voltar a fazer mexer a cidade. Ao longo do mês de Janeiro, e já a partir desta quarta-feira dia 6, o Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça será cenário de cinema, música e dança. 

A programação é farta e arranca com o grande ecrã em destaque com sessões de cinema a decorrer todas as quartas do mês, às 20.30. A primeira sessão acontece esta quarta, dia em será projectado o filme Mulher em Guerra, de Benedikt Erlingsson, vencedor da 12.ª edição do Prémio de Cinema Lux. Na semana seguinte, a 13, o cinema regressa com Comportem-se como Adultos, de Costa-Gavras, uma película que retrata a dramatização do processo negocial entre a Grécia e a União Europeia durante a crise financeira de 2015.

No dia 20, os ecrãs voltam a iluminar-se com As Cinzas Brancas Mais Puras, de Jia Zhangke, uma história sobre crime, lealdade e amor. A última sessão de cinema acontece a 27 e passa o filme O que Arde, de Oliver Laxe, que retrata a simplicidade de uma vida que tragicamente é devastada depois por um incêndio. 

A programação inclui também momentos de performance e o primeiro acontece dia 23, com a 1.ª Mostra Internacional de Artes Performativas de Almada. Blanc (19.00; 6€) é um espectáculo de Vania Vaneau, e é uma autêntica investigação sobre transe e transformação. A mesma mostra traz ainda ao palco do Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça Coin Operated, da dupla Jonas & Lander, uma performance que demonstra as relações entre o homem e o cavalo, um diálogo com o público que tem um papel activo na peça que decorre dia 30 (16.00 e 18.00; entrada gratuita). 

Além disso, haverá ainda um concerto no dia 29 (20.30; 6€), Cantigas de Maio, que homenageia os grandes autores que criaram teias musicais e de partilha assumindo a referência de José Afonso, como é o caso de Fausto Bordalo Dias, Vitorino Salomé, Sérgio Godinho, José Mário Branco, Adriano Correia de Oliveira. O concerto conta com Bernardo Moreira (contrabaixo), Ricardo J. Dias (piano), André Santos (cordofones) e João Neves (voz).

Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça. Praça da Liberdade (Almada). 21 272 4920/22 ; auditorio@cma.m-almada.pt

A arte do papel aprende-se nestes workshops online do Museu do Oriente

Últimas notícias

    Publicidade