A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Esta cervejaria Sem Vergonha tem um miradouro secreto sobre a cidade

Por
Ines Garcia
Publicidade

O restaurante italiano Spianata, ao pé do Jardim da Estrela, tinha uma das esplanadas com miradouro mais calmas e semi-secretas da cidade. Francisco Nobre aproveitou o espaço com vista para o Tejo, modernizou-o e abriu uma cervejaria e marisqueira Sem Vergonha.

O novo dono deste espaço, que tem um outro restaurante em Palmela, era cliente habitual do italiano que aqui existia numa tenda em tela, e viu “potencial”. Chamou o chef Carlos Carneiro, que esteve 15 anos na cozinha do Porto Santa Maria, e criou um menu bem completo, dos petiscos ao marisco, pratos de peixe fresco e carne. “Queria uma cervejaria-marisqueira mas sem ser no conceito clássico dos restaurantes do Guincho, nada muito formal ou com apresentação clássica, mas antes um restaurante moderno onde as pessoas se sintam bem na partilha”, diz Francisco.

Choco frito com maionese de coentros
Fotografia: Manuel Manso

O marisco vem dos viveiros do Guincho e está num aquário à entrada do restaurante, todo envidraçado e com muita luz, e o peixe vem do Mercado da Ribeira. Há ostras (3€/unidade), recheio de sapateira (6,50€) ou tártaro de atum (12,50€) como entradas frias, amêijoas ou lingueirão à Bulhão Pato (13€), gambas al ajillo (12,50€), peixinhos da horta (5€), choco frito tenro com maionese de coentros (12,50€) e um sem-fim de mariscos, das gambas da costa ao lavagante.

Gambas al ajillo
Fotografia: Manuel Manso

Nos pratos de peixe há robalo ou dourada embrulhados em crosta de pão (40-45€/kg), acompanhados de legumes salteados e batata a murro, bacalhau e polvo à lagareiro (15-17€), caril de gambas, de lagosta ou de lavagante (15-24€), prego de atum (12€) ou wraps de sapateira (12€) mas também arrozes de tacho para duas pessoas, como o de tamboril (60€) ou marisco (70€).

Tornedó à D. Quitéria
Fotografia: Manuel Manso

Mas nem só de peixe vive este restaurante, que além de pregos, bitoques e bife do lombo, tem tornedó à Dona Quitéria, com molho de natas e cogumelos Portobello, servido com rebentos de mostarda (20€) ou um rib-eye maturado (18,50€).

“Às vezes perguntam-me sobre o preço médio do restaurante. Tenho dificuldade em responder a isto porque nós somos um sítio em que consegues comer umas gambas, um prego ou uns tremoços e uma imperial por 10-15€ como consegues vir comer uma lagosta ou um bom peixe grelhado por outro preço”, exemplifica Francisco.

Neste espaço vai nascer um lounge e uma esplanada com vista para o Tejo
Fotografia: Manuel Manso

E se no interior os azulejos brancos estão cobertos com figuras em vinil a azul e branco, com motivos ora marítimos ora de figuras de talhante e varina, o exterior, onde há também uma piscina e o tal miradouro com os telhados de Lisboa (deste lado com poucas gruas)e o Tejo no fundo, tem um deck pronto a ser habitado por sofás. O lounge vai ter uma carta de cocktails e funcionar de uma maneira independente e no Verão vai haver uma tela para passar os jogos do Mundial.

Um ponto extra: o estacionamento no piso debaixo com 50% de desconto aos dias de semana ao almoço e a partir das 19.00 e ao fim-de-semana que é gratuito.

Travessa de Santa Quitéria, 38D (Rato). 21 385 0967. Dom-Qui 12.30-01.00, Sex-Sáb 12.30-02.00.

+ As melhores cervejarias em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade