• Notícias
  • Comida

Esta Mafya do Príncipe Real tem frango frito Crispy

Esta Mafya do Príncipe Real tem frango frito Crispy
©Duarte Drago Crispy Mafya

Tem de entrar neste restaurante sem medo nem preconceito de sujar as mãos e lamber os dedos no final. É assim que se deve comer frango frito, seja na versão mais clássica, na coreana, com ou sem molho. A dica é de Hugo e Arthur Delriu, dois irmãos que se mudaram de Paris para Lisboa e abriram um restaurante que homenageia este prato: chama-se Crispy Mafya e fica no Príncipe Real.

“Frango frito é um prato puro, simples mas a verdade é que não é assim tão simples”, diz Hugo, que juntamente com o irmão viajou por Seul, Nova Iorque ou Nova Orleães, sempre a comer o frango mais crocante, com o melhor polme, já com a ideia de o trazer para Portugal. Apesar de o saberem fazer na perfeição, contrataram um chef, Alexandre da Silva, para chegar a uma receita onde o frango é marinado durante um período que vai de 12 horas a uma semana, é pré-cozinhado a baixa temperatura e frito com uma farinha especial com picante. A partir disto puseram em prática pratos como as asas de frango coreanas, os hambúrgueres com frango frito ou os pedaços (pernas e asas, seis peças, 9€, ou seis bocados de peito, 9€). Em todos utilizam frango criado ao ar livre no Alentejo.

 

O hambúrguer de frango frito com waffle
Fotografia: Duarte Drago

 

 

O prato principal da carta, e aquele pelo qual querem ser conhecidos, é o chicken waffle burguer, um hambúrguer de frango frito em que o pão é substituído por um waffle salgado. Leva ainda couve roxa e queijo cheddar e como topping, para os mais destemidos, um maple syrup (11€), acompanhado por batatas fritas. Para os mais puristas, há o hambúrguer em pão brioche, com batata (11€). Há, também, cones de gelado cheios com pedaços de frango frito envolto num molho à escolha (9€) – agridoce, barbecue, mostarda com mel, maionese ou o especial da casa, todos caseiros, assim como quase toda a carta, destes molhos à massa dos waffles –, ou uma salada com alface, croutons, peito de frango e a sua pele frita e crocante e queijo parmesão (9€).

 

Os pedaços de frango frito com os cinco molhos à escolha
Fotografia: Duarte Drago

 

 

A ementa não se esgota, porém, no frango frito: de entradas há uma tempura de vegetais (5€), cujos vegetais vão sempre rodando conforme a sazonalidade (por enquanto é courgete e bróculos) ou uns croquetes recheados com mac’n cheese (7€).

 

Chicken wings coreanas
Fotografia: Duarte Drago

 

 

Tal como nas grandes casas de Nova Orleães – e Hugo e Arthur recomendam, tal como Barack Obama recomendou, uma visita ao Willie Mae’s – aqui há frozen daiquiris para acompanhar o frango frito e mais outros 11 cocktails ou a cerveja artesanal portuguesa da Musa.

Na sobremesa o pecado continua com waffles cobertos com caramelo salgado, nutella ou maple syrup (5€) ou cheesecake com estes mesmos toppings (4€).

Por enquanto há desta soul food, como o néon na parede avisa, só a partir do final da tarde mas a longo prazo querem estar sempre abertos.

Rua Cecílio de Sousa, 85 (Príncipe Real). Dom-Qua 18.00-00.00/Qui-Sáb 18.00-02.00.

+ O melhor frango assado em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments